50º TRANSPLANTE DE RIM: TATIANA GANHOU UMA NOVA OPORTUNIDADE DE VIDA.

blog transplante 2

Tatiana (C) com enfermeiros do Centro de Nefrologia

Normalmente as pessoas comemoram aniversário uma vez por ano. Algumas mulheres, por vaidade, depois de certa idade, até preferem esquecer que fazem aniversário. Em se tratando de saúde, no entanto, nem mesmo a vaidade supera a força da vontade de viver.
Na vida da Tatiana, nos últimos anos, nada tem sido normal. Ela teve que aprender a conviver com as deficiências causadas por problemas renais crônicos que a colocaram numa lista de espera por um transplante de rim. Hoje, ela faz parte de um seleto número de gabrielenses que ganharam uma nova oportunidade na vida.

blog transplante

Dr. Gerson com a paciente Tatiana

No dia 8, Tatiana Teixeira Munhoz foi submetida a uma cirurgia e passou a ser a paciente de número 50 a receber transplante de rim em São Gabriel. O número simboliza uma conquista numa luta que é árdua e que tem muitos brasileiros ainda em busca da vitória.
Até conseguir o transplante, Tatiana ficou três anos no programa, se submetendo a três sessões de hemodiálise na semana, com 4 horas cada uma. “Uma brava lutadora que merece o que está ganhando”, disse o médico nefrologista, Gerson Barreto de Oliveira, do Centro de Nefrologia Gabrielense.
No ano passado, até 30 de junho, cerca de 42.523 mil pessoas aguardavam na fila para transplante no Brasil. Em 2015, eram 41.236 pessoas na lista de espera. De acordo com o Ministério da Saúde, a crise econômica fez com que o número de transplantes de órgãos caísse.
No caminho inverso, o ano passado foi o melhor para São Gabriel. Foram realizados sete transplantes, quando a média normal anual era de três cirurgias.
“Eu nasci de novo neste dia. Ganhei uma nova oportunidade, por isso considero que nasci novamente”, disse a dona de casa. A cirurgia dela foi no dia 8 de maio, no Hospital da PUC, em Porto Alegre.
O médico nefrologista comemora o 50º transplante como uma vitória.
“É como ser capitão de um navio e ver o seu passageiro descer num porto seguro. Num lugar melhor”, comentou.
O Brasil possui o maior sistema público de transplantes no mundo. Em 2016, mais de 90% dos transplantes realizados no Brasil foram financiados pelo SUS. Os pacientes possuem assistência integral e gratuita, incluindo exames preparatórios, cirurgia, acompanhamento e medicamentos pós-transplante.
O Centro de Nefrologia Gabrielense tem 100% do seu público vinculado ao SUS, mas, atende na sua sede, junto ao Hospital de Santa Casa de Caridade, os pacientes crônicos que precisam de hemodiálise.
Outros pacientes, que são encaminhados pela Rede Básica, são assistidos na Unidade de Saúde Brandão Júnior, onde o médico nefrologista Gerson Barreto de Oliveira atende todas as sexta-feiras.

MINISTÉRIO DA SAÚDE PRORROGA CAMPANHA DE VACINAÇÃO ATÉ 9 DE JUNHO.

vacinação

São Gabriel superou a meta total, mas ainda precisa melhorar o número de imunizações de crianças

A campanha nacional de vacinação foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até o dia 9 de junho. A decisão foi anunciada na quinta-feira (25/05) durante reunião da Comissão dos Intergestores Tripartites (CIT) e teve como motivo a baixa adesão do público-alvo à campanha. Até o momento, nenhum grupo prioritário atingiu a meta de vacinação, de 90%.
A campanha publicitária continuará sendo veiculada em TV aberta, rádio, nos meios impresso (jornais e revistas), mídia exterior (busdoor, placas em ruas e avenidas, abrigo de ônibus, metrô), no meio online (internet e com ações nas redes sociais). Até quinta-feira foram vacinados 35,1 milhões de brasileiros. A população prioritária desta campanha é de 54,2 milhões de pessoas. Desse total, 63,6% foram vacinados.
Em São Gabriel, foram imunizadas 66,47% das criança. É a faixa mais baixa. As demais estão dentro do previsto, abaixo da meta, mas bem próximo de alcançar os 90%: Trabalhadores da área de Saúde: 88,34%, Gestantes: 67,25% e idosos: 93,05%. Somente as Puérperas ultrapassaram a meta, com 108,51%. A cobertura total em São Gabriel, até o momento, é 86,52%.
Para a 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, o Ministério da Saúde adquiriu 60 milhões de doses da vacina, garantindo estoque suficiente para a vacinação em todo o país. De acordo com a coordenadora Nacional do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, é importante o público-alvo se imunizar o quanto antes para evitar a gripe e seus possíveis agravamentos quando o inverno chegar. “A vacina demora 15 dias para fazer efeito no organismo, por isso o Ministério da Saúde planeja a campanha antes do inverno, período de maior circulação dos vírus da influenza”, destacou Carla Domingues.
Os estados com a maior cobertura de vacinação no país, até o momento, são: Amapá (85,7%), Paraná (78,1%), Santa Catarina (77,7%), Rio Grande do Sul (74%), e Goiás (70,1%). Já os estados com menor cobertura são: Roraima (47,9%), Rio de Janeiro (49%), Pará (52,1%), Mato Grosso (55,8%), Rondônia (56,2%), Acre (56,4%) e Mato Grosso do Sul (57,1%). Entre as regiões do país, o Sul apresenta maio cobertura vacinal, com 76,3%, seguida pelas regiões Centro-Oeste (63,7%), Nordeste (62,3%); Sudeste (61,2%) e Norte (58,2%).

TRATAMENTO ESTÉTICO AO ALCANCE DE TODOS. EMPREENDIMENTO INAUGURA NO PRÓXIMO SÁBADO OFERECENDO PREÇOS POPULARES.

estetica 1

Está pensando que é fácil se manter jovem, bela e sem aquelas ruguinhas que deixam toda a mulher com linhas de expressão cada vez que se olha no espelho? Não é fácil não! Mas tudo tem solução. Ainda mais agora.
A Associação dos Advogados, no Bairro São Bento, foi escolhida para sediar a festa de inauguração do mais novo empreendimento voltado para a área da saúde em São Gabriel. O evento acontecerá no sábado (27/05), às 20h. Um coquetel e palestra para convidados marca o início das atividades do consultório de estética do médico Luis Alberto Alderette Branca, que funcionará, a partir de segunda-feira (29/05), na Rua General Mallet.
Junto com ele, também vão estar trabalhando a Psicóloga Taís Bernardes, a massoterapeuta Celina Mac Eachen, personal trainner Tomaz Fialho Porciúncula, fisioterapeuta Léo Marques Fialho e o Advogado Moisés Garcez de Souza Fonseca.
O empreendimento surgiu de uma ideia comum com o objetivo específico de colocar à disposição dos gabrielenses um espaço físico confortável para que a população pudesse contar com um serviço de qualidade, desde o tratamento de saúde corporal e mental, a situações que fogem da nossa competência e necessitam do apoio de um profissional capacitado na área de advocacia.

Luis Aderette

Médico Luis Alberto Alderette Branca

Branca – que é Argentino e formado em medicina no Uruguai – notou, no tempo que está no Brasil, que é difícil para a maioria da população ter acesso a procedimento estéticos, sejam eles por questões de saúde ou vaidade mesmo.
O consultório dele surge com a perspectiva de mudar essa realidade. As consultas são particulares, mas com preços populares, que devem ficar abaixo dos valores de convênios e outros planos de saúde. Cada consulta custará R$ 100. “O preço é acessível, porque a consulta estética tem a finalidade do procedimento futuro. Minha ideia não é ganhar na consulta. Sei que, no caso da estética, a pessoa vai fazer um tratamento e ainda teremos outros procedimentos e outros custos”, explicou.
Ele também atenderá como clínico geral. “Não posso deixar de lado a minha formação como Clínico Geral. A pessoa pode ter alguma doença e, se precisar consultar, eu vou atender”.
Branca atuará, de segunda a sexta, a partir das 17h30min. O consultório dele funcionará na Rua General Mallet, 762. As consultas podem ser marcadas pelo telefone 3232.4795 ou pelo whatsApp 99689.7081.
Entre os procedimentos oferecidos na medicina estética estão: botox, preenchimento com ácido hialurônico, rinomodelação, micro procedimentos cirúrgicos e massagens e ainda tratamento para celulite, varizes, gordura localizada, rejuvenescimento facial e peeling.

estetica 2

Consultório está localizado na Rua General Mallet

TRATAMENTO
Se o paciente necessitar continuar com o procedimento estético, os R$ 100 da consulta passa a valer como parte do pagamento do tratamento. “Por exemplo. Se o paciente vai fazer um procedimento estético que custa R$ 300, ele terá que pagar mais R$ 200 apenas, pois os R$ 100 da consulta vale como parcela do valor do tratamento”, argumentou.

SAIBA MAIS: Luis Alberto Alderette Branca é argentino e tem 33 anos. O médico é formado no Uruguai, especializado em Buenos Aires, na Argentina. Trabalha em Artigas, no Uruguai, desde 2011, como médico de emergência, assistente cirúrgico e médico da família. Atuou também em Quaraí como médico de emergência, médico internista e assistente cirúrgico. Entrou no Programa Mais Médicos em 2014, especializando-se em Medicina da Família Brasileira. Branca fez o Revalida (programa que valida diplomas estrangeiros) e adquiriu o registro no CREMERS.

SOLIDARIEDADE: GABRIELENSES PARTICIPAM DE CAMPANHA QUE BUSCA RECURSOS PARA O TRATAMENTO DE AISHA.

aisha
Com um rostinho carismático e com uma história que revela a força de vontade de viver, Aisha Saldanha de Souza, de 1 ano e 6 meses, vem conquistado o carinho das pessoas através de redes sociais. A família dela vem mobilizando pessoas, pela internet e apoio da imprensa, em uma campanha que defende a liberação do medicamento (Spinraza/Nusinersena), capaz de retardar Atrofia Muscular Espinhal (AME). A menina foi diagnosticada com AME Tipo 1. O tratamento custa R$ 3 milhões e, como não está disponível no Brasil, se torna muito carro.
Aisha é filha de Gabriele e Mateus Leonardo Moura de Souza, ambos de São Gabriel, e nasceu em Santa Maria. Ela está internada na UTI Pediátrica do Hospital de Caridade Astrogildo de Azevedo desde os cinco meses. Eles arrecadam dinheiro pela internet ou promoções, organizadas por apoiadores, para custear a importação do medicamento. As doações podem ser feitas pelo site vakinha.com.br (na pesquisa coloque o nome de Aisha e depois é só doar) ou através da conta 1001345-3, Agência 2941, do Bradesco.
VIDEO PEDIDO DE AJUDAEm São Gabriel, familiares realizaram um brechó na Praça Dr. Fernando Abbott, mas outras pessoas também tem participado. O Vereador Vagner Aloy (Maninho), do PSDB, gravou um vídeo pedindo o apoio da comunidade. Através de grupos de WhatsApp, Maninho divulgou a campanha e pediu doações para o tratamento da menina.
Outra promoção, programada para o dia 14 de junho, vai destinar toda a arrecadação para o tratamento da Aisha. O evento está sendo organizado pelo músico Valtemar Ribeiro (Xuxu), a filha dele, Josybel Ribeiro, e Silvana Aguiar.
Eles estão organizando um “Bailão Solidário”, no CTG Querência Xucra, a partir das 23 horas. A atração será o Grupo Estradão. Além do show, os organizadores também farão sorteio de prêmios. Os ingressos já estão sendo vendidos por R$ 10 (feminino) e R$ 15 (masculino).

A DOENÇA

A AME é uma doença rara e não tem cura. A expectativa de vida é de dois anos. Calcula-se que a doença, nos diversos níveis de gravidade, atinja uma a cada 10 mil pessoas. No Brasil, seriam 300 novos casos por ano, sendo 60% desses do tipo 1, conforme relatório da Neuropediatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Após uma pneumonia, há um ano, Aisha recebeu o diagnóstico da AME. Desde então, foi para Santa Maria e não saiu mais da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Caridade Astrogildo de Azevedo. Quando os pais perceberam que a UTI seria a nova casa da filha, largaram tudo em São Gabriel e se mudaram para Santa Maria. O casal consegue se manter com benefício do INSS. “Como ela precisa de atenção integral, nos revezamos em turnos para cuidar dela”, conta a mãe.
A doença de Aisha, também conhecida como doença de Werdnig-Hoffmann, está relacionada à mutação do gene SMN1 que deixa de produzir a proteína de sobrevivência do neurônio motor e está presente em todas as células. A gravidade da doença depende do nível de cada paciente. Aisha é portadora da AME Tipo 1 – a mais grave e precoce. Sem as células que ajudam o corpo a se movimentar, gestos simples, como levantar o braço, caminhar e até mesmo engolir e respirar se tornam impossíveis. Os sintomas podem aparecer logo após o nascimento, entre o primeiro e terceiro mês de vida, ou entre o terceiro e sexto.
Aisha está traqueostomizada e depende de gastrostomia (procedimento cirúrgico para a fixação de uma sonda) para se alimentar. Já perdeu quase todos os movimentos, mas consegue mexer os dedinhos e mantém as expressões faciais.

TRATAMENTO
Normalmente, o tratamento é feito com três doses iniciais separadas por 14 dias, seguida de outra dose, aplicada 30 dias após a 3ª, e uma dose a cada quatro meses, para manutenção.
Para poder fazer o registro do medicamento no Brasil, a Anvisa precisa receber do laboratório os registros que comprovam os testes e aprovações do remédio em outros países. Só depois, o Ministério da Saúde irá decidir se disponibilizará o medicamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Gabriele diz que a primeira campanha feita por ela e pelo companheiro foi para conseguir a liberação do remédio. Ao saber do caso de Joaquim, de São Paulo – que sofre de AME Tipo 1 e conseguiu a quantia por meio de uma campanha de arrecadação na Internet, os pais de Aisha se motivaram a tentar. Em maio, apenas R$ 20 mil reais haviam sido arrecadados.

CLÍNICAS COM PREÇOS POPULARES CRESCEM EM MOMENTO DE CRISE.

clinica Saude Plena

Sala de espera cheia. Mas espera vale a pena: Consulta com clínico geral custa apenas R$ 35,00

PROJETO É PIONEIRO EM SÃO GABRIEL E OFERECE CONSULTAS POR R$ 35,00
A Barão de São Gabriel é uma das principais ruas da cidade. Uma das vias de acesso a Praça da Matriz, onde, em seu redor, funciona todo o comércio, na Barão é possível notar como São Gabriel mudou nos últimos anos. Por ali passam centenas de carros e milhares de pessoas por dia. O movimento é intenso por causa das lojas e supermercados, mas, isso, a população está acostumada.
O que está mudando a rotina de quem mora na cidade é o movimento de pessoas em um só local. Desde que foi inaugurada, na primeira quinzena de maio, a Saúde Plena tem despertado o interesse de quem precisa de cuidados médicos, assim como a maioria da população brasileira que não tem plano de saúde e não possui recursos para pagar consultas particulares.

médico ricardo sozo vitor

Médico Ricardo Sozo Vitor

A proposta foi moldada num projeto de equidade, que promete oferecer um serviço que dará a mesma oportunidade a todas as pessoas, da mais pobre a mais rica.
O dono da clínica é o médico Ricardo Sozo Vitor. O projeto dele vai além de objetivos financeiros e, por isso mesmo, chama a atenção, principalmente, da camada mais pobre de São Gabriel.
As consultas atendidas por ele custam R$ 35, embora o paciente tenha outras opções, com especialistas, com valores que variam de R$ 60 a 150. De qualquer forma, tanto o atendimento clínico quanto o especializado oferecem valores bem abaixo da média cobrada em São Gabriel.
Se não bastassem os valores, a Clínica tem um ambiente agradável e um atendimento excepcional. Tudo isso tem contribuído para o alto fluxo diário de pessoas. Mas se engana quem pensa que essa é uma ideia nova. A diferença, é que, aqui, os preços estão ainda mais baixos.
As clínicas particulares a preços acessíveis (a partir de 75 reais a consulta com clínico geral) encontram-se em processo acelerado de multiplicação. Em ruas de comércio popular, shoppings e até em estações de metrô como Sé e Brás, há treze companhias do tipo, totalizando mais de cinquenta endereços na Grande São Paulo. O levantamento foi realizado em 2016 e segundo a Revista Veja, havia uma projeção de que o número pudesse dobrar em 2017.

clinica Saude Plena 2

A espera é numa sala ampla com ambiente acolhedor

O modelo de negócio começou a chamar atenção em 2011, com o início da operação do dr.consulta, do administrador de empresas Thomaz Srougi. A ideia era oferecer uma alternativa aos pacientes que relutassem em encarar o serviço do SUS mas não possuíssem planos de saúde. No sistema criado por ele, as pessoas agendam horários pela internet ou por telefone e são atendidas por profissionais que têm vínculos com hospitais como o Sírio-Libanês. Foi um sucesso. Hoje, a marca é uma das maiores do mercado, com 28 unidades, todas na região metropolitana. Cobra dos pacientes 98 reais por visita e reúne médicos de 45 especialidades, de oftalmologia a quiropraxia.
Nem mesmo a crise financeira tem sido barreira. O projeto deu tão certo, que o dr. consulta oferece um plano de pagamento parcelado em 10 vezes, com consultas que variam entre R$ 60 e R$ 135. Hoje, são mais de 600 médicos e 50 mil atendimentos por mês.
O Saúde Plena tem os mesmo propósitos em diversas áreas, como Cardiologia, Cirurgia Plástica, Pediatria, Fonoaudiologia, Psicologia e Nutrição. Ricardo Sozo Vitor admite que o objetivo é incluir mais profissionais na grade. Em São Gabriel, o agendamento de consultas na Clínica Saúde Plena é feito por telefone (3232.4941 e 99994.3753) ou no local, na Rua Barão de São Gabriel – 1011.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE TERMINA NA SEXTA-FEIRA.

Esta é a última semana da campanha de vacinação contra a gripe – a vacina está disponível nos postos de saúde até a próxima sexta-feira (26/05) para o público-alvo da campanha. Balanço atualizado do Ministério da Saúde indica que, até o momento, 58,2% do público-alvo já foi vacinado.
De acordo com o ministério, é fundamental que as pessoas se vacinem neste momento para estarem protegidas durante o inverno, quando os diversos vírus da influenza começam a circular com maior intensidade. A vacina demora cerca de 15 dias para fazer efeito após aplicada.
A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). O público-alvo é formado por 54,2 milhões de pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da doença. A meta do governo é vacinar 90% desse grupo até o dia 26 de maio.
A meta de vacinação ainda não foi alcançada em nenhum grupo prioritário. Entre os públicos-alvo, os idosos registraram a maior cobertura vacinal, com 14 milhões de doses aplicadas, o que representa 67,1% deste público. Em seguida vêm as puérperas (65,4%) e trabalhadores de saúde (59,4%).
Em São Gabriel, assim como tem sido em todo o pais, crianças estão abaixo da meta, com pouco mais de 50% (acima do índice nacional, de 44,9%). Além do grupo prioritário, também foram aplicadas 6,2 milhões de doses nos grupos de pessoas com comorbidades, população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional.
Os estados com a maior cobertura de vacinação no país, até o momento, são: Amapá (79,4%), Paraná (74,1%) e Santa Catarina (72,3%). O Rio Grande do Sul está em quarto lugar com 70,8%.

Quem deve se vacinar

Desde o dia 17 de abril, a dose está disponível nos postos de vacinação para crianças de 6 meses a menores de 5 anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além de professores da rede pública e particular.
Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e com deficiências específicas devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina sem necessidade de prescrição médica.
À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.
Mesmo as pessoas vacinadas devem procurar o médico ao apresentar os sintomas da gripe: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. O agravamento do quadro de gripe pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

CRIADA A ASSOCIAÇÃO DESPERTAR EM DEFESA DOS AUTISTAS.

A Associação Despertar (Associação de Pais e Amigos dos Autistas – Centro de Excelência em Desenvolvimento Humano em São Gabriel) foi criada na quinta-feira (15/05) durante assembleia realizada na Câmara Municipal de Vereadores. A fundação da Associação teve a ativa participação do vereador Vagner Aloy (Maninho), do PSDB, em parceria com as famílias que defendem a causa dos autistas.
A Despertar trata e defende a causa dos Autistas na cidade de São Gabriel, agora pessoas com o transtorno do espectro autista possuem uma entidade representativa que possa lutar pelos seus direitos. Juntamente com a Lei 3.822/17 aprovada recentemente no município, que prioriza o atendimento a autistas em estabelecimentos comerciais, e outras ações já conquistadas, São Gabriel passa a ser referência na defesa da causa.
Durante a Assembléia foi debatido e aprovado o Estatuto da Associação DESPERTAR, também foi aberto pleito de apresentação das chapas para votação da primeira Diretoria e Conselho Consultivo e Fiscal da entidade. Clarisse Coletto foi eleita presidente e afirmou que “o caminho vai ser longo, mas juntos teremos mais força e uma maior representatividade para lutarmos pelos direitos das pessoas com transtorno do espectro autista.”
O vereador Vagner Aloy também se pronunciou através das redes sociais. “Estou muito feliz por mais esse trabalho realizado com pessoas maravilhosas. Quero Agradecer a todos mesmo! Parabenizar principalmente aos pais, porque se não fossem eles nada teria acontecido e agradecer de forma especial a Direção da associação em nome da Presidente Clarissa Coletto por eu ter sido escolhido sócio Benemérito da associação. Estou muito feliz!”.

  • OUÇA A RÁDIO CULTURA