MESMO COM PARALISAÇÃO DE TERCEIRIZADOS, SAMU SEGUE FUNCIONANDO EM SÃO GABRIEL.

samu blog
O atendimento do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência está suspenso em quase todo o Rio Grande do Sul desde as 19 horas de segunda-feira (13/08). Telefonistas e rádio-operadores paralisaram completamente as atividades por falta de pagamento. Médicos reguladores e equipes permanecem a postos, mas estão impedidos de trabalhar pois não recebem os chamados. Segundo a Rádio Gaúcha, o SAMU Estadual só não atende chamados de Porto Alegre, Caxias do Sul, Bagé e Pelotas, que possuem regulação municipal. Todas as demais cidades gaúchas dependem de atendimento na central da Capital, que realiza a triagem e encaminha as equipes.
Em São Gabriel, medidas foram adotadas pelo Governo Municipal para que o serviço não pare.
A SMS – Secretaria Municipal de Saúde de São Gabriel informou que o atendimento do SAMU, na cidade, não será paralisado. O secretário municipal Ricardo Lannes Coirolo autorizou que a base de São Gabriel atenda chamados encaminhados pela Brigada Militar e Corpo de Bombeiros. “Como a regulação não está atendendo, estamos orientando a população a ligar para 190 ou 193. Tanto um quanto o outro, fará o encaminhamento para o SAMU. Até mesmo a Santa Casa fará esse serviço. Se chegar algum chamado, o hospital está autorizado a solicitar o atendimento do SAMU”, explicou o secretário.
A Responsável Técnica pela Unidade de São Gabriel, Enfermagem Márcia Stefanel Franchi, garantiu que o serviço vai continuar sendo executado. “Não deixaremos de atender a população. Vamos sair para atender mesmo sem regulação. A população não tem que ser penalizada. Não pode”, comentou.

Conforme reportagem da Rádio Gaúcha, telefonistas da FA Recursos Humanos, terceirizada contratada pela SES – Secretaria Estadual de Saúde afirmam que paralisaram as atividades devido a atrasos no salário. Eles dizem que os atrasos ocorrem há mais de um ano, mas que agora estão desde maio sem receber qualquer valor. O pagamento de vale-transporte também não estaria sendo repassado há 43 dias.
A SES, via assessoria de imprensa, afirmou que todos os pagamentos estão em dia com a empresa e que vai checar nesta terça-feira (14/08) se a terceirizada não está repassando os valores aos funcionários. A secretaria diz, ainda, que ficou sabendo da paralisação no final do dia e que imediatamente começou a remanejar funcionários próprios, sem especificar de quais órgãos, para atender aos chamados do Samu, acrescentando que a central telefônica estava funcionando. Em alguns municípios, isso não funcionou.

Anúncios

CAMPANHA CONTRA PÓLIO E SARAMPO APLICA 529 DOSES NOS PRIMEIROS DIAS.

vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo completou uma semana nesta segunda-feira (13/08). No Rio Grande do Sul, a campanha registrou mais de 59 mil doses aplicadas contra a pólio e 58 mil contra o sarampo, somando 117 mil. Os números representam, respectivamente, 11,2% e 11,1% de cobertura em crianças de um ano a menores de cinco.
Em São Gabriel, segundo dados divulgados pelo Setor de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde, foram 529 doses aplicadas nos primeiros dias. O levantamento corresponde aos dias 6 e 9 de agosto. Em percentual, significa 17% do público alvo.
No Município, a Secretaria Municipal de Saúde pretende imunizar 3.102 crianças.
“Acho que fomos bem na primeira semana. As pessoas deixam para a última hora e como teremos o Dia D, o número deverá aumentar”, comentou a enfermeira Graça Barros, responsável pelo Setor de Imunizações.
No próximo sábado (18/08), acontece o Dia D da campanha quando os cerca de 1,8 mil postos de vacinação gaúchos estarão abertos para distribuir as doses. A meta é alcançar pelo menos 95% das 528 mil crianças que integram o público-alvo da vacinação no estado. A campanha se encerra no dia 31 deste mês.

Sarampo
O sarampo não era registrado no país desde 2015. Contudo, neste ano, voltaram a ser registrados diversos casos, inclusive, tendo causado cinco mortes no Norte do país. No RS, até o momento, são 13 casos confirmados em pessoas com histórico de viagem à Europa e ao Amazonas ou em pessoas com contato próximo a elas.

Pólio
Também chamada de poliomielite ou paralisia infantil, está erradicada do Brasil desde 1994, com o último caso registrado no estado em 1983. Neste modelo da campanha, a vacinação é indiscriminada, ou seja, indicada para todas as crianças dessa faixa etária, independente se estão com as doses de rotina em dia ou não e desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Imunização
As vacinas utilizadas para esta estratégia são a vacina oral da poliomielite (VOP) e a tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba. Esta também é uma oportunidade para que as crianças atualizem a vacinação de rotina.
A da pólio está disponível durante o ano todo nos postos e é indicada para crianças menores de 1 ano de idade em 3 doses: a primeira aos 2 meses, seguidas de outras duas, aos 4 e 6 meses, todas elas injetáveis. A proteção é completada com dois reforços da vacina oral, aos 15 meses e aos 4 anos.
Em relação ao sarampo, a proteção ocorre por meio da vacina tríplice viral, indicada no calendário básico quando a criança completa 1 ano. Aos 15 meses, ela é complementada com a vacina tetraviral, que protege contra as mesmas três da tríplice viral acrescida da varicela (ou catapora).
Tire dúvidas no site do Centro Estadual de Vigilância em Saúde.

QUALIDADE DE VIDA, SAÚDE E DIVERSÃO: ACADEMIA DA SAÚDE PRATICAMENTE DOBRA O NÚMERO DE ATENDIMENTOS EM SEIS MESES.

academia 2

Se levarmos em consideração que, em 2017, foram 13.082 atendimentos realizados pelos profissionais que trabalham na Academia da Saúde, os números de 2018 revelam que, em seis meses, a quantidade de pessoas que buscam os seus serviços praticamente dobrou. Segundo levantamento feito pela coordenação do programa, de janeiro a junho, foram atendidas 11.337 pessoas. Faltando ainda seis meses para completar o ano, os números quase se igualaram.
“Desde maio, são dois mil atendimentos por mês. Isso é excelente. Mostra que o serviço está crescendo e estamos dando conta da demanda”, comenta a coordenadora, Aline Boll Vargas.
academia da saude

Hoje, a Academia da Saúde atende 420 usuários fixos por mês, mas devido ao público flutuante (altas e novos encaminhamentos) este número pode variar. Atualmente, são 21 grupos, 10 deles criados este ano após uma reformulação para atender o aumento da demanda e a evolução dos usuários. Conforme a coordenadora, as novas turmas foram criadas visando a melhor distribuição das pessoas em grupos cada vez mais específicos para as suas necessidades.
A qualidade de vida que os usuários adquirem na convivência em grupos, saúde e diversão fazem parte do contexto, mas é como o trabalho é feito que se justifica o sucesso do programa.
Maria Irontina Xavier , de 65 anos, participoa das desde agosto de 2016. “Mudou tudo na minha vida. Não sinto mais dores, desde minha cabeça mudou pra melhor. Minha taxa de colesterol baixou, triglicerídeos e diabete, não sinto mais dor no ombro e, antes, não conseguiu estender roupas”, comentou.
O espaço físico e equipamentos suportam grupos de no máximo 20 pessoas. São grupos de homens e mulheres e de várias idades.
“Nosso objetivo é expandir mais o trabalho visando a prevenção na saúde da população gabrielense. Hoje, a academia tem grupos com atividades duas vezes por semana, divididos em oito especificidades”, explica.
São 21 grupos. Um grupo com pessoas que têm problemas nos membros inferiores e outro nos membros superiores; dois grupos com pacientes diabéticos / hipertensos; quatro grupos com pessoas que têm problemas na coluna e oito com problemas gerais (sendo um para pacientes neurológicos). Além disso, dois grupos são formados por idosos, sendo um só para mulheres. A academia ainda tem grupos de caminhada na rua e de usuários que frequentam o local três ou quatro vezes por semana.
Para fazer parte de um destes grupos, você deve ser encaminhado por um médico. O atendimento é feito em uma das Unidades Básicas. E se precisar de mais informações, o telefone para contato é 3232.1881.

LEI CRIA A SEMANA DE PREVENÇÃO AO DIABETES NAS ESCOLAS DE SÃO GABRIEL.

A Câmara de Vereadores aprovou durante sessão ordinária de segunda-feira o Projeto de Lei, de autoria do vereador Adão Santana (PTB), que cria a “Semana de Prevenção ao Diabetes” em todas as escolas da rede Municipal de Ensino. As atividades terão a duração de uma semana, ficando a critério da Secretaria Municipal de Educação a aplicação do projeto.
O Diabetes é uma doença que ocorre quando o pâncreas não produz mais insulina suficiente ou quando o organismo não pode utilizar efetivamente a insulina produzida. A Hiperglicemia ou aumento de açúcar no sangue é o efeito mais comum do diabetes podendo causar sérios problemas em diversos órgãos do corpo. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) o Brasil ocupa a oitava colocação no mundo entre diabéticos com aproximadamente 12 milhões de pessoas afetadas.
Apesar de haver um componente genético no seu desenvolvimento, estudos já demonstraram que é sim possível retardar ou prevenir o seu desenvolvimento. Entre os fatores que apresentam resultados estão a perda do excesso de peso, mudanças nos hábitos alimentares e inclusão de atividades físicas constantes no dia a dia.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A PÓLIO E O SARAMPO VAI ATÉ O DIA 31.

sarampo-vacinacao-polio

Pais de crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 (4 anos e 11 meses) já podem levar os filhos aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo. A Campanha Nacional de Vacinação, iniciada na segunda-feira (06/08), pretende alcançar todas as crianças na faixa etária estabelecida, mesmo as que estão com o cartão em dia.
No caso da pólio, crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida devem receber a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), na forma injetável. Já as que tomaram uma ou mais doses devem receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), na forma de gotinha. A vacina contra o Sarampo deve ser aplicada em todas as crianças na faixa etária estabelecida, com uma dose da Tríplice Viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.
O Dia D da vacinação está agendado para 18 de agosto, que cairá em um sábado, quando a vacinação será realizada em todos os postos de saúde de São Gabriel. A campanha se estenderá até o dia 31 de agosto. A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar, pelo menos, 95% das crianças dessa faixa etária.
As salas de vacinas dos postos ficarão abertas, de segunda a sexta, das 8h30 às 12h e das 14h às 17h. Somente o Posto Central e ESF PAM, na Praça Camilo Mércio, funcionarão das 8h30 às 17h, sem fechar ao meio dia. No Sábado – Dia D, todas as unidades funcionarão das 8h às 17h.
No primeiro dia de campanha, somente no Posto Central foram vacinadas 40 crianças. Um levantamento parcial da campanha será divulgado pela Secretaria ainda esta semana, informou a enfermeira responsável pelo setor de imunizações, Graças Barros.

FILA DE ESPERA POR ATENDIMENTO EM FISIOTERAPIA REDUZIU 74% EM 18 MESES.

fisioterapia 3

De janeiro de 2017 até a presente data, o Serviço Municipal de Fisioterapia, vinculado à Secretaria Municipal da Saúde, com uma política que aumentou o número de profissionais e otimizou a quantidade diária de pacientes atendidos, conseguiu reduzir em 74% a fila de espera para pacientes. A informação é da Coordenadora do Serviço de Fisioterapia, Roberta Guimarães dos Santos, que foi recebida pelo prefeito Rossano Gonçalves na manhã desta terça-feira, 24 de junho.
Quando o atual governo assumiu, o serviço de Fisioterapia tinha um sistema precário de agendamento e 1005 pacientes na espera. Sob a nova gestão, o agendamento foi informatizado e aumentou o número de profissionais, de 8 para 12 fisioterapeutas, além da contratação de uma terapeuta ocupacional. “O serviço é feito mediante agendamento. Hoje, cada profissional realiza em média 12 sessões por dia, o que dá uma média de 140 atendimentos diários”, destacou Roberta. Com este esforço concentrado, a fila de espera está atualmente reduzida em 270 pacientes, uma diminuição de 74%.
Roberta esclarece que os pacientes são agendados conforme solicitação médica, sendo que casos de fratura, pós-operatório, neuro, pediatra, etc, tem prioridade sobre tratamentos não-urgentes, conforme a triagem. “Outra coisa fundamental que a população precisa compreender é que as sessões são marcadas com antecedência, e que quando um paciente falta à sessão, prejudica seu próprio tratamento, e não é possível marcar outra pessoa no lugar. Algumas pessoas que afirmam não ter sido mais procuradas, talvez porque mudaram de telefone ou endereço, solicitamos que entrem em contato conosco”, assinalou.
Além de realizar 130 sessões diariamente, o Serviço de Fisioterapia atende atualmente 39 pacientes que são buscados em casa em função da gravidade, 3 que são buscados de ambulância, 3 acamados atendidos em casa e 5 encaminhados para a equoterapia. O prefeito ressalta o investimento de R$ 200 mil na obra física de expansão do serviço e mais R$ 70 mil em equipamentos, que irá triplicar a capacidade de atendimento do Serviço Municipal de Fisioterapia. “Tudo isso está sendo feito neste governo e muitas vezes a comunidade não toma conhecimento. Estamos levando a sério o compromisso social prioritário do atual governo com a saúde da nossa comunidade”, declarou.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA SARAMPO E POLIOMIELITE PARA CRIANÇAS ACONTECE EM AGOSTO.

sarampo

De 6 a 31 de agosto acontece em todo Brasil a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo. A campanha é voltada exclusivamente às crianças com idade entre 12 meses e menores de 5 anos, incluindo as que já receberam as vacinas anteriormente. O Dia D da campanha está marcado para 18 de agosto. A meta é vacinar ao menos 95% das crianças dessa faixa etária. Não será realizada uma campanha de vacinação contra sarampo voltada para adultos.
Segundo o Ministério da Saúde, a alta cobertura vacinal, acima de 95% da população-alvo, é necessária para se evitar que novos casos de sarampo apareçam no país. “O Brasil já registrou casos de sarampo em seis estados. Não podemos deixar que a doença continue avançando. Por isso, é preciso vacinar as crianças entre 12 meses e menores de 5 anos. Os pais devem aproveitar a campanha”, comenta o Secretário de Saúde de São Gabriel, médico Ricardo Lannes Coirolo.
Em 2016, a Organização Mundial de Saúde declarou a região das Américas área livre do sarampo. Mas o vírus voltou a circular em 11 países das Américas em 2018. A Venezuela é o país com maior incidência da doença, concentrando 85% dos casos. Com a crise financeira e política no país, muitos venezuelanos têm buscado abrigo em países vizinhos, entre eles o Brasil, o que pode ter ajudado a disseminar a doença.

ADULTOS – No Brasil, já há registros da doença no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Rondônia e Amazonas. Nesses dois últimos estados, a situação é de surto, segundo o Ministério da Saúde.
A recomendação é que as pessoas com até 29 anos de idade tenham em sua caderneta 2 doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Já quem tem entre 30 e 49 anos deve ter na caderneta de vacinação 1 dose da vacina tríplice viral. Se a pessoa não tiver tomado as doses recomendadas, ou não souber se tomou ou não, a recomendação é procurar uma unidade de saúde para receber orientações.

GRIPE – A Campanha contra Gripe A, apesar de prorrogada e com a Secretaria ampliando as faixas beneficiadas, ficou abaixo da meta. Apenas 77,03% das crianças foram imunizadas. Já o grupo de idosos foi bem, chegando a 93,81%.
Trabalhadores em saúde chegou a 89%, gestantes 78,53% e puérperas 87,38%. No total, a cobertura atingiu 88,03%.