DELEGADO E COMISSÁRIO DE POLÍCIA SÃO PRESOS POR ENVOLVIMENTO EM LAVAGEM DE DINHEIRO.

Ministério Público e Polícia Civil desencadearam na manhã desta terça-feira (21/02) a Operação Financiador, que apura crimes de lavagem de dinheiro, violação de sigilo funcional e organização criminosa. Agentes cumprem mandados de prisão preventiva contra um delegado e um comissário de Polícia aposentado. Foram presos, o Delegado Omar Abud e Comissário Luiz Armindo de Mello Gonçalves.
Conforme foi apurado nas investigações, por meio de conta corrente de terceiros e de empresas de fachada, o delegado de Polícia e o comissário aposentado financiavam grupos criminosos que praticavam roubos de carga, receptação e estelionatos. Em contrapartida, os investigados recebiam parte dos lucros da atividade criminosa. Até o momento, foi apurada lavagem de um milhão e 100 mil reais.

As investigações foram iniciadas em novembro do ano passado e são um desdobramento do caso em que o Ministério Público denunciou integrantes de uma organização criminosa que praticava lavagem de dinheiro em um supermercado de Alvorada.

Mais três pessoas são investigadas, sendo imposta fiança para responderem em liberdade. A ação do Ministério Público e da Polícia Civil também indisponibiliza quatro veículos de luxo e apartamentos dos investigados em Porto Alegre, Capão da Canoa e Xangri-Lá.

taxi floriano matéria

MORADORES COMPRAM MATERIAL E TAPAM BURACOS NO SANTA REGINA.

moradores-tapam-buracos

Moradores do Bairro Santa Regina, na zona sul de São Gabriel, decidiram se unir e comprar material para cobrir os buracos em via pública. A mobilização aconteceu nesta segunda-feira e foi divulgada através de redes sociais. A decisão é mais uma forma de chamar a atenção do Poder Público.
“Já que fomos abandonados pela prefeitura, nós mesmos compramos e estamos colocando o balastro em nossa rua… Só para constar! Bairro Santa Regina”, colocou Dariele Vega, em sua página no Facebook.
Em poucos minutos, os post ganhou várias comentários. Moradores de outras regiões da cidade também reclamaram da situação. “Eu também coloquei um balastro na frente da minha casa… mandaram uma patrola, tirou todo o balastro e fez um buraco quando chove enche de água na frente da minha casa. Agora para poder sair na rua só com a água meia canela”, disse Luiz Antônio de Oliveira.
“A minha rua é uma vergonha! Desde o início de 2016, que não fizeram nada. Veio uma patrola e abriu um buracão na frente da casa, e além disso tiraram também o balastro que tínhamos colocado do nosso próprio bolso…. Cadê o dinheiro dos impostos que pagamos? Só somos valorizados na hora de pagar! Reivindicar não podemos”, disse Silvia Helena, moradora da Rua Wenceslau Costa, no Bairro Gabrielense.

BOHN GASS DESTINA EMENDA DE R$ 200 MIL PARA A UTI PEDIÁTRICA.

bohn-gass

O Deputado Federal Elvino Bohn Gass, do PT, confirmou a destinação de uma emenda de R$ 200 mil para o Hospital de Santa Casa de Caridade de São Gabriel. O anúncio foi feito na semana passada, pela assessoria do parlamentar, em reunião com o Provedor do Hospital, advogado Marcos Goes. A ideia do parlamentar é contribuir para a ativação dos serviços da UTI Pediátrica. A Unidade foi inaugurada em 2005, mas, sem recursos, nunca funcionou.
“Fui à Porto Alegre na segunda-feira (na semana passada) e no escritório do Deputado Bonh Gass falei da preocupação da comunidade em relação a situação da UTI Pediátrica. Solicitei ao Deputado, pedindo que ajudasse o Hospital destinando uma emenda. Voltei para são Gabriel esperando um retorno dele e ontem (quinta-feira) veio a boa notícia. Na tarde de quinta-feira, fiz a entrega simbólica da emenda para o Provedor”, comentou Ladislê Teixeira, ex-Secretário de Agricultura e representante do Deputado em São Gabriel.

EM DEFESA DOS DIREITOS DO POVO
Bohn Gass tem ganhado destaque na Câmara Federal ao se posicionar contra medidas governamentais que alteram os direitos dos trabalhadores, idosos e pensionistas.
Para eliminar dúvidas e discutir os temas, o parlamentar tem participado de reuniões promovidas por entidades de representação de classe. Um total de nove deputados e uma senadora aceitaram o convite da direção da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS) e compareceram na manhã da segunda-feira (06/02), na sede da federação, em Porto Alegre, para realizar um bate-papo sobre a reforma da Previdência Social.
Diretores, coordenadores e assessores regionais participaram da programação, que foi aberta pelo presidente da federação Carlos Joel da Silva. Ele apresentou aos parlamentares um verdadeiro raio-X da atual situação da Previdência Social e provou – com todos os números, que os rurais não são os responsáveis pelo rombo nas contas da Previdência, mas sim, que pagam a contribuição e ainda recebem em sua esmagadora maioria (95,5%) tão somente um salário ao se aposentarem.
Silva destacou que a reforma da Previdência Social, da forma como foi elaborada pelo Governo Federal, trará prejuízos incalculáveis aos trabalhadores, sejam rurais ou urbanos. O dirigente cobrou, ainda, a volta do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que foi criado no governo FHC e permitiu o avanço nas políticas públicas para os pequenos produtores. A Fetag já tem diretores que viajaram para Brasília, onde permanecerão, em tempo indefinido, para cuidar desta questão da reforma. Ao mesmo tempo, serão realizadas duas manifestações no estado. No dia 21 em Santa Cruz do Sul e no dia 23 em Santa Rosa. ‘Estamos completamente mobilizados e vamos lutar com todas as nossas forças para não perder nenhum direito’, afirmou.
O deputado federal reafirmou seu compromisso em votar contrariamente ao projeto de reforma da Previdência apresentado pelo governo Temer ao Congresso. “O que temer mandou não é uma proposta, mas uma ofensa ao homem e à mulher do campo. Se isto for aprovado, o homem e a mulher do campo serão obrigados a trabalhar, sem se aposentar, até morrer. E os poucos que conseguirem a aposentadoria, possivelmente estarão velhos e doentes demais”, disse Bohn Gass, garantindo que não apenas ele, mas a bancada do PT inteira votará contra a reforma.

TIAGO BATTAGLIN

SÃO GABRIEL ENFRENTA O GRÊMIO “B” NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA.

sao-gabriel

O São Gabriel realizará, na próxima sexta-feira (24/02), às 21h, a partida de volta contra o Grêmio de Porto Alegre. O time tricolor devolverá a visita ao São Gabriel em mais um amistoso para os gabrielenses que se preparam para a estréia na Divisão de Acesso contra o Guarany-Ba.. No último dia 14, o Grêmio recebeu o São Gabriel, em Porto Alegre, por 2 a 0, com gols de Everton e Fernandinho. O técnico Renato Portaluppi escalou um grupo considerado reserva. Para o jogo desta sexta, segundo o jornal Diário de Santa Maria, o Grêmio trará o time B, com seis atletas do grupo principal. Os ingressos para a partida custam R$ 20 até ao meio-dia de sexta-feira, na bilheteria do Estádio Sílvio de Faria Corrêa. Na hora, o valor sobe para R$ 25. O São Gabriel também jogará na quarta-feira (01/03) contra o Riograndense de Santa Maria, novamente às 21 horas, no Estádio Municipal. No domingo, contra um selecionado de atletas amadores da cidade, o time gabrielense venceu por 8 a 1.

FUNCIONÁRIO PÚBLICO ACHA PASTA COM R$ 16 MIL E ENTREGA PARA O DONO.

16-mil

Um episódio que poderia ser apenas mais um caso de alguém que perdeu dinheiro teve um final diferente na quinta-feira (16/02), em Caiçara.
O funcionário público, que atua como motorista da Secretaria de Saúde do município, José Selbach, voltava da linha Pescoço, no interior de Caiçara, quando se deparou com uma pastinha de bloco de produtor que chamou a sua atenção pelo volume. O motorista parou o carro e recolheu o objeto que, para a sua surpresa, além do talão de produtor, continha R$ 16 mil — R$ 12 mil em dinheiro e R$ 4 mil em cheques.
Pelos documentos, José constatou que o pacote pertencia a Selir do Espírito Santo. Ele não pensou duas vezes em contatar um vizinho que possuía o mesmo sobrenome, Fábio do Espírito Santo, para tentar chegar ao verdadeiro dono. Com o contato, José descobriu que Fábio era filho de Selir. Logo em seguida, ainda na quinta-feira, José e Fábio se encontram no posto de saúde do município, para a devolução do dinheiro. De acordo com Fábio, o pai, que é morador da linha Pescoço, havia feito a venda da safra de fumo e estava indo pagar as contas na cidade, quando extraviou o bloco com toda a quantia. “Meu pai voltou para casa transtornado porque tinha perdido todo o dinheiro. É raro achar uma pessoa que nem o senhor José que, com a crise que temos, encontrou em um montinho R$ 16 mil e devolveu”, destaca Fábio.