WhatsApp Image 2018-04-18 at 09.47.45

anuncio saude

marechal PUB chamada para cardápio

New Life - tecnico em segurança

star

 

Anúncios

BANCOS DEVERIA TER VIGILÂNCIA ARMADA 24 HORAS, MAS DESCUMPREM A LEI, DIZ VEREADOR.

Rossano FariasUm levantamento feito antes de 2015 mostrou que a multiplicação de casos de arrombamento de caixas eletrônicos no Rio Grande do Sul triplicaram entre 2012 e 2015. De acordo com o estudo, o aumento se justifica porque os ladrões “descobriram” que correm menor risco no período da noite, do que em ações durante à luz do dia.
Segundo reportagem do jornal Zero Hora, quadrilhas especializadas em assaltos, com bancários e clientes sob mira de armas, migraram para ataques na calada da noite. Para se ter ideia, naquele ano, casos de assaltos diários haviam retrocedido 6,5% no ano anterior.
Em setembro do ano passado, o número de ataques a bancos e caixas eletrônicos com explosivos no Rio Grande do Sul já era igual ao de todo 2016. Um levantamento realizado pela Rádio Gaúcha indicou 51 ataques em 2017 – quase um caso a cada cinco dias.
Segundo o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul, o uso de explosivos em ataques a bancos cresceu de forma assustadora nos primeiros dois meses de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado. Até o meio-dia do dia 2 de março, o uso de explosivos chegou a 18 casos, um crescimento de 225% em relação aos oito registrados no mesmo período do ano passado.
Em nota, divulgada no ano passado, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que acompanha os ataques a caixas eletrônicos com extrema preocupação. Para a entidade, é necessário combater as causas desses crimes, como desarticular as quadrilhas e impedir que os bandidos tenham acesso fácil a explosivos.
A Febraban disse ainda que coopera com as autoridades encarregadas da segurança e que os bancos investem no desenvolvimento de equipes especializadas para garantir a segurança dos funcionários e clientes.
Na região, foram registrados ataques a bancos em Vila Nova do Sul, Santa Margarida do Sul e São Gabriel nos últimos anos.
Em São Gabriel, uma lei de autoria do vereador Claudiomiro Borges, do PR, foi sancionada pelo então prefeito Roque Montagner, do PT, em 2016, obrigando as instituições bancárias a adotarem medidas de segurança também no período da noite. Pela lei, os Bancos deveriam contratar vigilância armada 24 horas.
O tema ganhou destaque no começo desta semana, cerca de dois anos depois da aprovação da lei, com o vereador Rossano Farias, do PSB, cobrando medidas contra as agências bancárias.
Segundo ele, as instituições não estão obedecendo a lei e, conforme relato, estão cientes da situação, mas não estão atendendo a lei por orientações superiores, vindas das agências centrais.
“O nosso objetivo é prevenir. A lei foi criada para dar mais segurança e proteção para a comunidade de São Gabriel. Se os bandidos – que geralmente observam como funcionam os estabelecimentos – notarem que há vigilância 24 horas, com certeza, vão evitar qualquer tipo de conflito… A lei obriga as agências a contratar vigilância, se isso não está acontecendo, vamos cobrar fiscalização e autuação”, argumenta.
As agências tiveram um prazo de 90 dias para se adequarem a nova lei. Após isso, a Prefeitura estaria autorizada a multar as agências (valor de 520 URM – Unidade de Referência Municipal) e, em caso de reincidência, dobrar o valor da multa.
“A lei tem que ser cumprida, mas se as agências tiverem argumentos suficientes que digam que a lei é inconstitucional, que se revogue a lei então. Caso contrário, lei é para ser cumprida”, finaliza.

Opinião

DR. GERSON BARRETO

O SOM DOS CRISTAIS.
Falar mal de Hitler hoje é fácil, ele perdeu a II Guerra, enlouquecido por estar no fim se enfurnou dentro de um bunker, e lá se matou. Mas enquanto ele estava vencendo muita gente boa falava dele com se fosse alguém importante. Bom, ele era abjeto, era louco, e merecia ter ido a um tribunal.
Seu carisma era impressionante, dobrou uma nação, e viu a Alemanha tomar conta de toda Europa, menos a Inglaterra. Foi lá que Churchill, o grande herói, sustentou a parada até a chegada dos americanos, que viraram o jogo e tornaram-se os poderosos que são até hoje.
Dois filmes sobre a II Guerra são marcantes para mim. “A Queda“, que retrata os dias finais do regime nazista, e o recente “Dunkirk“. O primeiro desnuda a mente doentia do ditador, afinal todos os ditadores são doentes, delirantes.
Já o segundo demonstra espetacularmente a frenética e angustiada retirada das tropas inglesas da França, que caía de joelhos ante o imparável exército alemão. No filme estão todos nas praias tentando pegar um barco e voltar para a Inglaterra, para se reagrupar e tentar mais tarde uma invasão. Naquele momento a II Guerra parecia um triunfo para Hitler, todo o mundo livre estava prestes a ser invadido e dominado pelo senhor de bigodinho e saudação quixotesca.
Na cena final um almirante inglês não embarca: “Eu fico pelos franceses“, só um homem nobre tem tal gesto, embarcou os seus e ajudaria no que pudesse as tropas francesas que queriam fugir para não serem presas.
Aqui no Brasil Vargas flertava nas surdinas com os nazistas, mas também sondava os americanos, estes não encorajavam nenhum país do continente a estreitar relações com a Alemanha. Mas Vargas queria era alavancar o Brasil, afinal tínhamos tudo, dinheiro, matéria-prima e mão de obra, mas nos faltava tecnologia. O Getúlio conseguiu a Siderúrgica Nacional para produzir aço, e criou a Petrobrás para tratar do petróleo com a ajuda americana, só aí ele entrou na Guerra com os aliados.
Outro povo que já se perdeu nas areias do tempo foram os fenícios. Inventaram o primeiro alfabeto, o comércio em grande escala, e, por acaso, descobriram o vidro 4500 anos antes do Cristo caminhar pela terra calcinada da Palestina.
Segundo consta, os fenícios, por acaso, faziam fogos nas areias do deserto e saía uma substância colorida que solidificava, era o vidro. Povo prático, logo achou uma finalidade e assim começou a produção da vidraria. Mais tarde ao se adicionar chumbo e bário criaram o precioso cristal.
Voltando há 80 anos atrás, a loucura atrás de um líder carismático era tal que toda a Áustria comemorou como se o país vencesse uma Copa do Mundo quando o líder alemão simplesmente anexou este país ao outro, criando a Grande Alemanha ( Austria + Alemanha).
Com o final da II Guerra a Alemanha estava devastada, mas os austríacos foram menos judiados pelas batalhas, e até 1990 eles não suportavam nem falar do período anterior, como se nada tivesse acontecido. Para eles não havia porque se desculpar da aliança com Hitler, das deportações de milhares de judeus austríacos para os campos de extermínio. Mas isso começou a mudar e haver um questionamento.
Por que trago isso à baila? Porque os austríacos com a recente Guerra da Síria estão tendo que lidar com os milhares de refugiados, e os sentimentos racistas e xenófobos voltaram à tona.
Para discutir isso um museu de lá criou uma “obra de arte invisível“. Na Praça dos Heróis, centro de Viena, a capital austríaca, uma artista tira sons de taças de cristal, agudos, impressionantes. Representam os gritos desesperados dos milhões que foram mortos naquela guerra horripilante, faz pensar, faz mudar? Não sei a resposta, mas acho bonita a ideia, sutil beirando a melancolia que os sons provocam.
Alguém já tirou sons da borda de uma taça de cristal? Uma vez minha avó Orphelina me mostrou como se faz numa taça que era da avó dela, se molha o dedo no líquido da taça em questão e começa-se a friccionar a borda, tem gente que é mestra nisso, é agudo, lamentoso. E o meu lamento é que países tão desenvolvidos, com uma cultura deslumbrante ainda sejam vítimas de ideias políticas obtusas, que excluem.
Desnecessário dizer que não podemos ir atrás do primeiro líder que aparecer, de idéias que parecem ser cativantes mas que à curto prazo podem virar a roda do destino e prejudicar toda uma nação.

SEMINÁRIO DE PEÕES E PRENDAS TERÁ PALESTRA DO PRESIDENTE DO MTG EM SÃO GABRIEL.

Nairioli Antunes Callegaro

Presidente do MTG, Nairoli Antunes Callegaro

O presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Nairoli Antunes Callegaro, de 49 anos, vai estar em São Gabriel na noite desta sexta-feira (20/04). Ele será a atração máxima do Seminário Municipal de Peões e Prendas que trata do tema “Uso adequado da indumentária”. O evento, organizado pela Coordenadoria Tradicionalista Municipal (CTM), acontecerá no Parque Tradicionalista Rincão das Carretas, a partir das 20h30min.
O Movimento Tradicionalista Gaúcho emitiu Ofício direcionado às lideranças tradicionalistas acerca da necessidade de adequação da indumentária gaúcha na área campeira. Segundo o documento, há muito tempo existe, entre os dirigentes do MTG, uma preocupação muito grande em relação ao uso incorreto principalmente da bombacha. Segundo o presidente do MTG, tem se disseminado o uso de bombachas estreitas, muito parecidas com calça, em total desconformidade com os regulamentos vigentes.
“Partindo do princípio que o MTG é o guardião da cultura tradicional do Rio Grande do Sul, não é admissível que se continue aceitando essa total descaracterização desta peça, que verdadeiramente nos identifica como gaúchos” – diz o documento.
O assunto foi pauta da última reunião do Reunião do Conselho Diretor do MTG, realizada no dia 03 de março, quando foi aprovado por unanimidade entre os presentes que na Fecars – Festa Campeira do Rio Grande do Sul, será exigido rigorosamente o uso correto da indumentária por parte de todos os participantes. Para os rodeios promovidos pelas entidades filiadas, o prazo para os participantes se adequarem à exigência vai até a data da Convenção Ordinária do MTG.
A regulamentação para as atividades campeiras está estabelecida no artigo 67 do Regulamento Campeiro do Estado do Rio Grande do Sul e definida pelas Diretrizes da Pilcha Gaúcha do MTG.
Nairoli Callegaro foi reeleito para o cargo em janeiro deste ano. A votação aconteceu durante o 66º Congresso Tradicionalista Gaúcho, realizado em São Jerônimo em parceria com a Prefeitura Municipal e 2ª Região Tradicionalista.

“OITO BAIXOS DE BOTÃO” É A MELHOR MELODIA DO FESTIVAL REPONTE DA CANÇÃO.

WhatsApp Image 2018-04-16 at 14.53.50

Um gabrielense conquistou o lugar mais alto do 33º Reponte da Canção. Edilberto Bérgamo conquistou os prêmios de Melhor Melodia com “Oito baixos de botão”, milonga assinada por Adriano da Silva Alves e interpretação por ele, e de Melhor Instrumentista, com gaita botoneira em “Romance da mão na rédea”. A 33ª edição do Reponte da Canção foi realizada entre os dias 13 e 14 de abril, no Galpão Crioulo do Camping Municipal de São Lourenço do Sul.
O primeiro lugar do festival ficou com Guapeando, letra de Francisco Brasil; medodia de kiko Goulart; e interpretação de Ricardo Bergha. Em segundo lugar, ficou Quarenta e dois; e em terceiro, a milonga Tempo de Outrora.
O evento contou com shows de Fabiano Bacchieri e José Fernando Saalfeld, Aninha Pires, Cristiano Quevedo, Quarteto Coração de Potro, Jari Terres, César Oliveira e Rogério Melo, Cristiano Vieira, Grupo Triopacito, Daniel Torres e Thomas Machado.
A Comissão Avaliadora foi composta por José Carlos Batista de Deus, Fabiano Bacchieri e José Fernando Saalfeld.
O evento ainda teve a participação do acordeonista gabrielense, João Vitor. A música “Oito baixos de botão” teve ainda a participação do violonista Gabriel Selvage; contrabaixista Gustavo Brodinho, gaiteiro João Vitor Nunes. A música faz parte do repertório do novo projeto de Edilberto Bérgamo, o CD Coração de Cordeona.

Opinião

balanço geral

*Material publicado no JORNAL O FATO, edição de terça-feira, produzido para a coluna AS 10 MAIS DE DAGOBERTO FOCACCIA. Estou escrevendo a página enquanto o “Dago” descansa e se prepara para retornar 100% com muitas novidades.

01. O centro de São Gabriel está sendo preparado para a implantação do estacionamento rotativo. O próprio secretário, o Marcos Mec, confirmou. Então, acreditamos que está certa a sua oficialização ainda este ano. O objetivo é entregar para a empresa que assumir a “administração” do estacionamento, vias em perfeitas condições. Para os motoristas, e para os próprios pedestres, vai ser uma boa. Há quem não aprove. Mas o estacionamento rotativo vai acabar com esse caos no centro da cidade, que torna impossível encontrarmos vagas disponíveis em determinados períodos do dia. Com certeza vai acabar com o fluxo absurdo de automóveis nas ruas centrais.

asfalto no centro

02. O vereador Márllon demonstrou certa insatisfação com os comentários, alguns até maldosos, referentes a proposição dele para a implantação de um Posto de Fiscalização na BR-290. Teve gente dizendo que se tratava de uma nova fábrica de arrecadação através de multas. A proposta dele, que já recebeu apoio de políticos de Santa Margarida do Sul e Vila Nova do Sul e tem aval do Prefeito de São Gabriel, Rossano Gonçalves, busca unificar, num mesmo local, todos os serviços de segurança pública (com representações da Polícia Civil, Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal) e de fiscalização, como ICMS e Inspetoria. É óbvio que teve gente que não gostou nada, afinal de contas, a palavra FISCALIZAÇÃO assusta que não anda linha.

03. SENSACIONAL… FORMIDÁVEL… Assim mesmo, bem ao estilo do Dagoberto, eu inicio este tópico que revela alguns dos entusiastas do NOVO, partido novo (e me desculpem a redundância) de São Gabriel, entre eles, o neto dele, o Theodoro Chiappetta Focaccia Saibro (Theodorinho). O grupo ainda tem Rami Nuñez, Luis Fernando Silveira (o Checo), Matheus Forgiarini e Lucas Cabral. Deu para notar que o partido começa bem. Com nomes de expressão e ligados, principalmente, a área empresarial e comercial da cidade.

(*) 04. O ESPORTE AMADOR VAI BEM. Mas como está o profissional? O São Gabriel voltou a empatar pela Série Bronze. A torcida do São Gabriel ainda aguarda a primeira vitória na competição. O time local amarga as últimas colocações. Ainda tem chance de escapar da “lista negra”, mas se não reagir, rapidamente, a situação vai ficar bem PRETA. Já o amador vai muito bem. Aliás, o futebol amador – principal o futebol 7, é um dos melhores do Estado. Neste aspecto é importante destacar o trabalho do Jonathan Frazão, presidente da Liga, e do Coruja, que organiza o Campeonato do Coruja. Eles conseguiram dar mais visibilidade a este esporte. É claro que não dá para deixar de comentar a importância do médico Giancarlo Alves Bina, do Nasser, no Futsal, que também contribuíram para o sucesso da modalidade atualmente. Não é por menos que o Município já sediou duas finais estaduais.

05. EM DESTAQUE, na coluna de hoje, o médico Paulo Henrique Teixeira. O Dr. Paulo Henrique foi um dos homenageados durante a sessão solene de entrega de Títulos Gabrielense Emérito e Cidadão Gabrielense. O evento aconteceu no Espaço Garden, na última sexta-feira, organizado pela Câmara Municipal de Vereadores. Uma linda festa. O público elegeu o professor Potiguara como simbolo de superação. Ele sofreu um acidente doméstico, mas demonstra uma força de vontade para superar a deficiências que merece aplausos de todos. E foi isso que aconteceu. Ele foi aplaudido de pé por todos os presentes no evento. Mereceu!

Paulo Henrique

06. O prédio da Delegacia de Polícia (o antigo, que funciona anexo ao conjunto de salas que um dia também sediou o Fórum Municipal) está em reformas. Está sendo substituído o telhado.O objetivo é acabar com os alagamentos, que em dia de chuva impedem o trabalho dos policiais e impossibilitam que as pessoas possam ser atendidas. Na prática, o que está sendo feito é bom para todo mundo. Os policiais precisam de ambiente adequado para o trabalho para desempenharem com eficiência suas funções.
MAS… observem bem. MAS, O SERVIÇO ESTÁ COMPLICADO. A obra, que é mantida com recursos do GAP – Grupo de Apoio Pró Polícia Civil, vai parar se a comunidade não ajudar. O GAP “sobrevive” com doações da população. Nos últimos meses, o máximo que entra no caixa do GAP são algumas dezenas. Com o caixa no vermelho, o GAP está pedindo apoio. Quem quiser ajudar, pode procurar o Comissário Furtado, policial da reserva, na Delegacia de Polícia. Ele vai orientar como fazer as doações. Ou, quem preferir, pode procurar o Banrisul. No caixa basta informar que quer depositar na conta do GAP.

07. Com exclusividade. Ela chega para assumir a condição de favorita… Poucos acreditavam, mas ela vem. Vai ser uma das surpresas neste ano de eleição.

08. Enquanto todo mundo comenta o que acontece na Síria, em Curitiba ou no Rio de Janeiro, tem gente (esperta) de olho no que acontece somente na terrinha. Conselho: fiquem esperto. É preciso observar o que acontece no rincão, para depois defender os estrangeiros.

09. Parabéns ao casal Cristhiani Artifon Guedes e Evandro Guedes pelos 10 anos de Evandro Imóveis. Estive presente no evento, realizado no último sábado. Foi uma maravilha.

10. GANHAMOS UM TELEVISOR. Sorte é para poucos. A amizade com o Evandro já bastava para fazer-me presente na festa dele, de apresentação das novas dependências da Evandro Imóveis. Acabei retornando para a casa com um televisor novo, de 32 polegadas, brinde da Evandro Imóveis sorteado entre os presentes. A sorte é da Soila, minha mulher, que foi sorteada duas vezes.

televisor

(*) Em tempo: essa coluna foi escrita na terça-feira. O São Gabriel conquistou a primeira vitória na Divisão de Acesso, na quarta-feira, por 1 a 0, sobre o Lajeadense.

CARTEIRINHA DO ESTUDANTE: FEDERAÇÃO NACIONAL DO ESTUDANTE APRESENTA PROJETOS PARA SÃO GABRIEL.

30727952_1835311936772252_3408382631886357593_n

O presidente da Câmara de vereadores, Vagner Aloy, o Maninho, recebeu na manhã desta terça-feira a visita do representante da Federação Nacional Estudantil, José Veríssimo Dias, que apresentou diversos projetos para a cidade, dentre eles a proposta de implantação da Carteirinha do Nacional do Estudante, curso de formação para garçons e garçonetes e ensino a distância (EAD).
Todos os projetos são importantes para o desenvolvimento do município, pois oferecem formação profissional, estudantil e entretenimento para a comunidade gabrielense. A Carteirinha do estudante, que é aceita em todo o território nacional, fornece diversos benefícios como descontos em passagens de ônibus, entrada de shows, cinemas e restaurantes e também oferece a oportunidade de realizar convênios com o comércio local.
O curso de formação de garçons é uma proposta para atuação em parceria com entidades dos bairros. Segundo Veríssimo, este curso já é desenvolvido em outras cidades sem custo de mensalidade, sendo 50% teórico e 50% prático.
“Estas propostas são muito importantes para ajudarmos no desenvolvimento dos jovens da nossa cidade. Já fui presidente de Diretório Estudantil enquanto cursei faculdade e sei da importância que é o estudante ter acesso a esta carteirinha. Eles também precisam de incentivos que vão além do que aprendem dentro das salas de aula. Agora o que vamos fazer é buscar parcerias para que estes projetos se tornem realidade”. Afirma o vereador Maninho.

brito