SÃO GABRIEL EMPATA E ASSEGURA VAGA NA DIVISÃO DE ACESSO.

jogo final são gabriel

Empate garantiu o time de São Gabriel na Divisão de Acesso

Pela primeira vez, em toda a Divisão de Acesso, a torcida gabrielense comemorou um resultado como se fosse um título. E na prática, foi isso mesmo que aconteceu. O São Gabriel empatou em 0 a 0 com o Guarany-Ba, na tarde deste sábado (06/05), e garantiu a permanência na Série B do Campeonato Gaúcho em 2018. Do outro lado, o Guarany (que precisava vencer) saiu de campo sabendo que vai jogar a Segundona no próximo ano.
Não foi um jogo bom. O Guarany, precisando vencer, teve mais posse de bola, mas foi pouco eficiente nos ataques. Já o São Gabriel – que jogou nos contra-ataques – teve, pelo menos, duas grandes oportunidades de gols. Mas, o nervosismo, atrapalhou as conclusões. O resultado acabou sendo justo.
Após o apito final de Jean Pierre Lima (árbitro da CBF), dirigentes e jogadores invadiram o campo e comemoraram o resultado. Integrantes da comissão técnica, junto com os jogadores, fizeram uma oração, agradecendo a permanência na Divisão de Acesso 2018.

SÃO GABRIEL PODE TERMINAR A RODADA NA ZONA DE REBAIXAMENTO.

SÃO GABRIEL E PELOTAS CAPA

São Gabriel busca reabilitação em Pelotas

O São Gabriel terminou o domingo sabendo que era o vice-lanterna do Grupo A da Divisão de Acesso com apenas 8 pontos. O time perdeu, pela quarta vez na competição e, pela terceira vez, em casa. E, para piorar, sabe que pode encerrar a rodada, amanhã, na última colocação se o Santa Cruz (que joga em casa) vencer o Guarany de Bagé. Atualmente, o “Galo” tem 7 pontos, um a menos que a equipe gabrielense, mas pode fechar a noite com 10, pontuação que o coloca entre os quatro primeiros.
Jogando em Casa, o torcedor esperava ver um São Gabriel bem mais determinado e pressionando o Aimoré. No início da semana, o time gabrielense havia conquistado um ponto em São Leopoldo num empate com esse mesmo Aimoré.
No entanto, o que se viu dentro de campo foi um time apático e preocupado, apenas, em não tomar gols. O técnico Círio Quadros admitiu que o objetivo maior era reforçar o setor defensivo e, por isso, armou um esquema com três zagueiros e um defensor improvisado no meio de campo (posicionado na intermediária de defesa) para dar apoio ao setor defensivo.
Não adiantou. O São Gabriel pouco atacou e foi muito pressionado pelo Aimoré. Os gols da partida foram marcados por Marco Antônio e Irapuan Jr. (duas vezes), para os visitantes, e por Rilber, para o time gabrielense.
Ao todo, o São Gabriel soma quatro derrotas em oito jogos.
O resultado recolocou o Aimoré na liderança do Grupo A, com 13 pontos, a mesma pontuação do Inter-SM (que venceu o Pelotas por 1 a 0 e tem saldo inferior ao time de São Leopoldo). Além de figurar na ponta de baixo, a combinação de resultados (confrontos de hoje e amanhã) pode colocar o time gabrielense na zona de rebaixamento.
O São Gabriel volta a campo no próximo domingo, contra o Pelotas, na Boca do Lobo. No Municipal, no 1º Turno, o time pelotense venceu por 2 a 1.

BALANÇO GERAL: “PM ESTÁ EM CASA”.

JEAN SANTOS

Depois do susto, o sargento Jean Santos (esquerda, ao lado de um colega da BM) já está em casa, mas continua em tratamento médico. O policial foi baleado por outro colega, no dia 9 de março, dentro do 4º Esquadrão da Brigada Militar. Jean passou por uma cirurgia e ficou alguns dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele teve alta no dia 15 deste mês. O PM que atirou em Jean está detido em Porto Alegre e responderá a Justiça Militar por tentativa de homicídio.

BALANÇO GERAL: “AS NOSSAS LEIS!”

apologia ao crime

A Polícia Civil de Porto Alegre prendeu um indivíduo por fazer apologia ao crime contra policiais civis. A ação foi da DRCP/DEIC. Bom. Se a Polícia quiser, hoje, pode sair por aí, pelo bairros, fazendo esse tipo de prisão, afinal de contas, apologia ao crime é o que mais se vê nas redes sociais. Aqui, em São Gabriel, nem se fala. Lembro, muito bem, que em virtude da morte do PM Bento Júnior, um bando de marginais (alguns adolescente e até meninas) afirmava ser justa a morte e que muitos outros policiais teriam que ser mortos. Alguns afirmavam que policial bom, era policial morto. Outros comemoram a morte do policial (colocaram emoji com a frase: menos um).
É crime! E o que foi feito?
Mas como fazer algumas coisa. Hoje, quem furta, agride ou comente crimes mais leves simplesmente passa pelo Presídio e, alguns, sequer são encaminhados para o Presídio por determinação da Justiça.
Isso é Brasil, um país fragilizado pela corrupção e jogado as traças na dependência de leis frágeis criadas para beneficiar os infratores.

BALANÇO GERAL: “FRENTE PARLAMENTAR SOBRE PONTES E VIADUTOS ANALISA SITUAÇÃO DAS PONTES EM SÃO GABRIEL”.

deputado volnei

O Deputado Missionário Volnei Alves, do PR, vai estar em São Gabriel na próxima segunda-feira (20/03). O parlamentar – que preside a Frente Parlamentar sobre Pontes e Viadutos – vem ao Município atendendo pedido do PR gabrielense com o objetivo de avaliar a situação das pontes localizadas na ERS 630, uma nas Passo do Pinto, e outras no Passo do Pedroso.
O problema mais grave é registrado no Passo do Pinto, na Vila Santa Brígida, onde foi colocada uma ponte provisória ainda na década de 90 e, o que erra para ser apenas por um período de tempo, acabou ficando definitivamente.
O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER) vistoria pontes e viadutos em todo o Rio Grande do Sul. Em 2015, existiam 850 pontes no Estado. O DAER é responsável por vistoriar 759, além de 91 viadutos que estão sob sua jurisdição.
O Presidente do Legislativo Municipal, Vereador Claudiomiro Borges, do PR, disse que a assessoria do deputado vai usar um drone para produzir imagens das pontes. O veículo aéreo (controlado remotamente) é equipado com uma câmera. O material vai servir de subsídio para embasar o relatório.

BALANÇO GERAL: “PREFEITO ALDANA (O PARAGUAIO) FIRMA APOIO PARA A REELEIÇÃO DO DEPUTADO CATARINA”.

deputado catarina e prefeito paraguaio

Deputado Catarina e o Prefeito Aldana (Paraguaio)

As eleições para presidente, governador e senador são muito simples: o mais votado ganha a vaga. Já nas disputas para deputado estadual/distrital e deputado federal, os votos dos eleitores não vão apenas para os candidatos, mas também para seus partidos. A eleição de um deputado depende, então, dos votos obtidos pelas legendas e coligações partidárias.
Dentro desta complexidade, vai bem que tem um trabalho desenvolvido em favor da comunidade e quem tem aliados nos mais diversos colégios eleitorais do Rio Grande do Sul. Dentro deste contexto, destaco o Deputado Catarina Paladini, do PSB, que tem se mostrado uma parlamentar presente. Aqui, em São Gabriel, ele recentemente contribuiu para a destinação de um veículo para a unidade do SINE e vem mantendo contato semanal com integrantes do Diretório Municipal.
Parte deste trabalho tem a ver com o Assessor dele na Assembleia Legislativo, o jovem Marcelo Balbo Teixeira, que tem sido o homem responsável por essa aproximação com lideranças, não só de São Gabriel, mais de outros municípios gaúchos.

marcelo balbo e paraguaio

Marcelo Balbo Teixeira (segundo da direita para a esquerda) é um dos responsáveis pela articulação dos trabalhos realizados no interior do Estado

Na última quarta-feira (15/03), Paladini foi recebido no Gabinete do Prefeito de Montenegro, Luiz Américo Alves Aldana, o Paraguaio como é conhecido, também integrante do PSB. Aldana é um dos prefeitos que já assumiu publicamente apoio a reeleição do Deputado em 2018 e, apesar do trabalho parlamentar ser o carro chefe, é o conjunto de pessoas em volta de Paladini que ampliam esse grau de confiança que ele vem conquistando por onde passa.
O Prefeito de Montenegro falou sobre isso, ressaltando que o trabalho do deputado é importante, mas que a presença de Marcelo Balbo Teixeira (filho do amigo dele, Balbo Teixeira) foi muito importante para firmar um compromisso com o parlamentar.
O Prefeito Aldana, para quem não conhece, é gabrielense, filho do conhecido “Paraguaio”, ex-goleiro do Esporte Clube Cruzeiro.

BALANÇO GERAL: “VEREADOR DE ROSÁRIO PROPÕE O FIM DAS DIÁRIAS”.

Um projeto de resolução de autoria de um vereador de Rosário do Sul promete causar polêmica antes mesmo de ir à votação. Rogério Souto de Azevedo (PTB) é o autor de uma matéria que quer acabar com a liberação das diárias aos políticos.
Matéria da Rádio Gaúcha SM mostrou, no começo deste mês, que os políticos gastaram R$ 776,5 mil em diárias entre 2013 e 2016. A efeito de comparação, os 13 políticos rosarienses gastaram quatro vezes mais do que a Câmara de Vereadores de Santa Maria, que tem 21 políticos, e que, no mesmo período, fez uso de R$ 178,5 mil em diárias.
Agora, o vereador quer o apoio dos colegas de legislatura para que o projeto vá à votação. Antes, é preciso que a matéria tramite nas comissões da Câmara. Por enquanto, apenas um colega sinalizou com apoio à iniciativa do vereador.
Na justificativa do projeto do vereador estão basicamente dois pontos: as dificuldades econômicas e financeiras do município, Estado e país, e, por fim, o descrédito da classe política com a população. Sobre isso, o vereador afirma que a extinção das diárias seria uma medida com impacto positivo.
O vereador, na legislatura passada, gastou R$ 8,3 mil em diárias. Ele justifica que o valor foi bem menor do que os colegas. O político justifica que as viagens dele foram basicamente até Porto Alegre para a realização de cursos de capacitação com o objetivo de aperfeiçoar o mandato. O parlamentar acrescenta que não há necessidade de uso de diárias, já “que tudo hoje pode ser resolvido por telefone”.
O presidente do Legislativo, Gilson Valdecir da Rosa Alves (PDT), sustenta ser a favor de medidas de economia junto à Casa. Contudo, ele ressalva que um projeto desse tipo poderia partir apenas da Mesa Diretora ou da Presidência da Casa. Além disso, o político afirma que medida semelhante deveria partir também da prefeitura. O presidente acrescenta que as diárias são uma ferramenta de trabalho que auxilia na execução do mandato dos vereadores.
Que sirva de exemplo para São Gabriel.
Na semana passada, a Vereador Flávia, do PP de São Gabriel, participou de uma sessão legislativa na Câmara Municipal de Vereadores de São Sepé. O motivo: Flávio foi até o município vizinho para falar sobre o projeto dele, aprovado pelo Legislativo, que restringe o uso de fogos de artifícios na cidade. Muito bom.
A Vereadora falou e parece que convenceu os sepeenses, tanto que o projeto – proposta em São Sepé por um vereador também do PP – foi aprovado.
Portanto, não é feio “copiar” ou pegar ideia boas de outros municípios. No ano passado, teve vereador que gastou mais de R$ 70 mil somente com diárias. Imagem só a economia para o Município se todos resolvessem abrir mão deste “benefício”, já que os salários deles estão bem acima do que a maioria da população de São Gabriel recebe para trabalhar arduamente, de manhã e de tarde, e ainda nos finais de semana.
Fica a dica!

  • OUÇA A RÁDIO CULTURA