PATAMO PRENDE DOIS ELEMENTOS ACUSADOS DE ENVOLVIMENTO COM O TRÁFICO DE DROGAS NO BAIRRO SANTA ISABEL.

Carlos Daniel Rodrigues Peres e Lucas Torales Alves

A Brigada Militar de São Gabriel prendeu em flagrante dois elementos acusados de envolvimento com o tráfico de drogas. As prisões foram realizadas por uma equipe da PATAMO na madrugada desta sexta-feira (22/02), no Bairro Bela Vista, na zona sul da cidade. Foram identificados os elementos Carlos Daniel Rodrigues Peres e Lucas Torales Alves, ambos de 19 anos. Junto com eles, estavam dois adolescentes, de 17 anos, apontados apenas como usuários.
A prisão aconteceu por volta de 2 horas, na rua Rosa Helena Portinho, no Bairro Bela Vista.
Lucas Torales já havia sido preso por participação em esquema de tráfico de drogas há cerca de 10 dias. Já o elemento Carlos Daniel tem uma vasta ficha criminal, apesar da idade. Em 2017, quando ainda era menor de idade, ele havia sido apreendido por envolvido em crimes de roubo de veículo, roubo a pedestre, furto de celular e posse de drogas.

No ano passado, quando foi liberado da Fase – onde cumpre medida socioeducativa – para visitar familiares no período do carnaval, acabou não retornando. Ele foi localizado em março por uma equipe da PATAMO, na casa dele, na Rua João Antônio Moreira, no Bairro Gabrielense. Na época, ele foi trazido para a Delegacia de Polícia, onde passou por exame de corpo de delito e foi encaminhado para Santa Maria.

Agora a situação é outra. Tanto ele, quanto o comparsa, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e conduzidos ao presídio estadual de São Gabriel.

Anúncios

EM UM MÊS, CASA DE IDOSO É “ARROMBADA” PELA SÉTIMA VEZ; NO DIA 5, LADRÕES LEVARAM TODO O SALÁRIO.

Bandidos chegaram a tomar banho e dormir na casa, nesta madrugada

Um idoso de 67 anos teve a sua casa atacada por bandidos. Em menos de 30 dias, foi a sétima invasão registrada pela família da vítima, que mora sozinha, mas está internada no Hospital de Santa Casa de Caridade desde o dia 7 de fevereiro.
Na madrugada desta quarta-feira (20/02), os bandidos aproveitaram que não haviam pessoas na residência, arrombaram a porta dos fundos da casa, furtaram um botijão de gás e ainda foram mais audaciosos, tomando banho e dormindo no interior da moradia.
Os fatos tem acontecido na região da Vila Baltar, na Rua José Roberto Ledesma Nunes. O grupo é quase sempre o mesmo, apontam testemunhas. “Eles aproveitam que ele (o idoso) mora sozinho e abusam”, diz a filha, que mora em Porto Alegre, mas admite querer transferir o pai para outro endereço.
No dia 5 de fevereiro, os bandidos invadiram a casa, mesmo com o idoso dormindo. Fugiram levando todo o salário que ele havia recebido naquele dia. Antes já haviam furtado um cartão de crédito e telefone celular.
No final de janeiro, sem acesso pela porta, os bandidos entraram pelo telhado, quebrando as telhas. Levaram garrafas de vinho, cigarros e R$ 150,00.
Parte dos ataques foram comunicados para a Brigada Militar. Os casos mais recentes, no entanto, nem chegaram a serem registrados.
“O meu medo maior é com a violência. Meu pai é idoso, mora sozinho e, numa situação destas, corre um risco enorme. Nunca se sabe o que pode acontecer. Sinceramente, espero que a Polícia faça algo para acabar com esses ataques”, afirmou a filha.
Os moradores da região alegam que os crimes são reflexo do tráfico de drogas na região. Próximo a residência existe um ponto de comércio ilícito.

IGP CONCLUÍ PERÍCIA EM LOCAL ONDE MECÂNICO MORREU QUEIMADO.

O IGP – Instituto Geral de Perícias concluiu no começo da tarde desta sexta-feira (15/02), por volta de 13 horas, o levantamento de informações no local do incêndio que causou a morte de um homem. O sinistro foi registrado durante a madrugada. No local estava apenas o mecânico Luiz Everton Duarte Góes, de 46 anos. Ele morreu queimado no quarto da residência.
De acordo com familiares, Góes residia sozinho na casa, que fica na parte dos fundos e ao lado da oficina onde trabalhava.
O fogo teria começado em um dos cômodos, mas ainda não há confirmação da causa provável. O IGP deverá divulgar o resultado da perícia nos próximos dias.
O incêndio aconteceu na Rua Alegrete, número 58, no Bairro Cidade Nova. Vizinhos notaram o início do fogo e chamaram o Corpo de Bombeiros. Também foi acionado o SAMU e a Polícia Civil. O local ficou isolado pela Polícia Civil durante toda a manhã. O velório da vítima está acontecendo na Funerária Santa Rita.

APICULTOR GABRIELENSE CONTABILIZA PREJUÍZO DE CERCA DE R$ 20 MIL COM A MORTE DE ABELHAS.

A morte repentina de milhares de abelhas preocupa criadores no Rio Grande do Sul. Mais de 6 mil colmeias foram perdidas nos últimos meses, conforme levantamento da Associação dos Apicultores Gaúchos. Estima-se que mais de 150 toneladas de mel deixaram de ser entregues.
Existe a suspeita de que a mortandade esteja ligada ao uso de agrotóxicos nas lavouras. “Claro que tem outras causas de mortes, mas em 80% das análises de abelhas mortas, foi constatado algum tipo de agrotóxico presente”, afirma o tenente Edelberto Ginder, da Patrulha Ambiental da Brigada Militar de Santa Rosa.
Em pleno período de produção, o cenário é de prejuízo nas propriedades. Na de Geraldo Kasper, em Campo Novo, na Região Noroeste, das 12 colmeias, sobraram apenas duas. “Perdemos praticamente tudo. Por mais que algumas ainda estejam vivas, certamente estão contaminadas. Vamos ter que limpar essa colmeia e eliminar toda a cera e todo o mel, que certamente está contaminado também”, conta o apicultor.
A família do apicultor Claudimir Filipetto investiu em um sistema moderno para industrializar o mel na expectativa de um dos melhores anos para a produção. Mas foi surpreendida com a perda de mais de 160 colmeias.
“Todo ano, a gente vem investindo, sempre temos dois, três, quatro funcionários. Então, agora, o que acontece? Estamos pensando até em diminuir o pessoal”, adianta.
Para esta safra, a expectativa da família era produzir 12 toneladas de mel. O volume produzido, no entanto, não deve chegar à metade do previsto.”Para nós, foi um grande baque, grande perda. Esse ano vai ser só para repor o que foi perdido”, prevê a produtora de mel Marli Camargo.
Em São Gabriel, o apicultor Juliano Fussiger perdeu 30 das 50 colmeias do apiário localizado na entrada do Passo do São Borja, no interior do Município. Foi a primeira vez que aconteceu, mas o prejuízo vai ser difícil de esquecer.
Segundo ele, cada colmeia produzia, em média, 20 quilogramas de mel. “Estas caixas iriam para a florada do eucalipto, localizada próximo ao município de Alegrete, onde já temos outras caixas. Juntas, produziriam 40 quilos por caixa até o final de maio. Eu calculei, entre os enxames perdidos, o mel e a cera contaminados, o mel que iria colher no eucalipto e a recuperação das colmeias (novamente), um prejuízo em torno de R$ 18 a R$ 20 mil”, avaliou.
Juliano Fussiger é apicultor profissional há 16 anos e tem cerca de 400 caixas em vários locais, dentro e fora do Município. A morte das abelhas foi causada pelo uso de agrotóxicos em uma propriedade próximo a colmeia. O incidente aconteceu no dia 13 de fevereiro.
“As 30 caixas estava próximas da divisa, por isso foram atingidas. As outras estão localizadas no meio da propriedade, cerca de mil metros da divisão. Por isso ficaram ilesas”, finalizou.

HOMEM MORRE QUEIMADO EM INCÊNDIO NO BAIRRO CIDADE NOVA.

Um homem de 46 anos morreu queimado em um incêndio ocorrido na madrugada desta sexta-feira na zona oeste de São Gabriel. Luiz Everton Duarte Góes faleceu no local. O fogo teria começado em um dos cômodos da casa, mas ainda não há confirmação da causa provável.
O incêndio aconteceu na Rua Alegrete, número 58, no Bairro Cidade Nova, por volta de 3 horas. Vizinho notaram o início do fogo e chamaram o Corpo de Bombeiros. Também foi acionado o SAMU e a Polícia Civil.
O local está isolado neste momento. Agente da Polícia Civil permanecem no local aguardando a chegada dos peritos do IGP – Instituto Geral de Perícias. Eles deverão apontar a causa do fogo. O corpo foi retirado do local e será velado na Capela A da Funerária Santa Rita.

HOMEM É PRESO APÓS SER FLAGRADO ATIRANDO DROGAS PARA DENTRO DO PRESÍDIO.

Elemento, identificado como sendo André da Silva Freitas Cardoso, foi preso por uma equipe do policiamento da BM após ser flagrado por policiais jogando drogas para dentro do presídio
André da Silva Freitas Cardoso

Uma equipe do policiamento da Brigada Militar prendeu, em flagrante, o elemento André da Silva Freitas Cardoso. De acordo com os policiais, ele é acusado de arremessar um pacote com drogas para dentro do Presídio Estadual de São Gabriel. Ele foi visto por Policiais Militares que estavam na guarita e a droga foi apreendida, no mesmo momento, pelos PMs.
Ele ainda tentou fugir, mas foi localizado no interior da Praça Dr. Camilo Mércio. Ao ser abordado, o elemento admitiu ter lançado as drogas para dentro da casa prisional. A prisão aconteceu no final da tarde desta segunda-feira (11/02), por volta de 18h40.

POLÍCIA INVESTIGA TENTATIVA DE HOMICÍDIO NO FINAL DA MADRUGADA DESTA SEGUNDA-FEIRA.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar uma suposta tentativa de homicídio ocorrida no final da madrugada desta segunda-feira (11/02) na zona sul de São Gabriel. O crime aconteceu próximo ao pátio de uma empresa de transportes coletivos. Dois funcionários teriam entrado em luta corporal. Um deles teve ferimentos na parte das costas, foi hospitalizado e liberado durante o dia.
O crime pode ter como motivação o relacionamento da vítima com a ex-mulher do agressor. Em testemunho, o homem ferido disse que notou a presença do veículo do agressor quando chegou na empresa.
Logo depois, segundo ele, o agressor teria acelerado o veículo, descido do carro e partido em sua direção com uma faca.
A vítima alega que tentou se defender. Primeiramente, pegou uma arma de fogo que estava na bolsa e disparou em direção ao chão solicitando que o homem partisse. Segundo ele, a tentativa vão em vão. Então ele disparou mais uma vez.
O agressor continuou vindo em sua direção. A vítima apertou o gatilho mais duas vezes, mas a arma acabou não disparando.
O agressor conseguiu lhe atingir um golpe, pelas costas, e ainda tentou estrangulá-lo. Durante a briga, o homem ferido conseguiu escapar e se esconder um matagal.
A VERSÃO – O suposto agressor procurou a polícia. Ele garante que queria apenas conversar e acusou a vítima de ter provocado a briga.
Na versão dele, foi a vítima que disparou a arma quando ele ainda estava desarmado. Só depois destes fatos ocorridos, é que o “agressor” foi até o carro e pegou a faca.
A Polícia Civil investiga o caso. As duas versões estão sendo apuradas.

ARMAS BRANCAS
A violência envolvendo armas brancas tem se destacado no início de 2019.
No dia 2 de fevereiro, três homens foram esfaqueados em brigas envolvendo o uso de facas.
Um elemento, de 28 anos, foi encontrado caído em via pública com vários cortes pelo corpo. Ele ficou hospitalizado e foi liberado na mesma semana.
Um menor de idade, com 16 anos, foi cortado durante uma briga com outro adolescente. O jovem – por muito pouco – não teve o pulmão perfurado.