CINCO HOMENS SÃO PRESOS COM ARMAS E ANIMAIS SILVESTRES ABATIDOS.

caca-ilegal

A Polícia Civil de São Gabriel prendeu na sexta-feira (20/01), na região de Azevedo Sodré, cinco elementos acusados de porte ilegal de arma de fogo e caça de animal silvestre. Durante a operação, os policiais apreenderam cinco rifles, munição, uma capivara e um jacaré. De acordo com a Polícia, uma denúncia anônima chamou a atenção para a ação dos criminosos. Os policiais permaneceram de campana, durante a noite, no local e abordaram os suspeitos durante o amanhecer. Eles foram detidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia e, depois, para o Presídio Estadual.

BALANÇO GERAL: “Polícia faz mais duas prisões. Já são 19 envolvidos na morte de PM”.

patrick-madri

Patrick foi preso na manhã deste sábado

Num momento tenso, em todo o País, e, em especial aqui, no Rio Grande do Sul, a Polícia Civil – com apoio da Brigada Militar – mostra que, mesmo com a falta de incentivo e investimentos do Governo do Estado, o amor a profissão e a vontade de “promover” a Justiça falam mais alto. Desde a morte do PM Bento Júnior Teixeira Borges, no Natal do ano passado, o Setor de Investigações já identificou 19 pessoas envolvidas no crime. Na manhã de hoje, com a prisão de Patrick Madri, de 19 anos, o delegado de polícia José Soares Bastos concluiu a 19ª prisão.

O que deixa a população gabrielense apreensiva, é que – praticamente – a metade das prisões envolvem menores de idade, alguns com 14 e 15 anos. E entre eles, duas meninas.

A prisão de hoje também nos revela uma situação. O inquérito concluído e prisões confirmadas, não significam que mais pessoas não possam ser presas. Afinal de contas, quando todos pensavam que eram apenas 17, a Polícia continuou trabalhando, quietinha, e conseguiu mandar para trás das grades mais dois agressores.

POLÍCIA PRENDE MAIS DOIS HOMENS ENVOLVIDOS NA MORTE DO PM BENTO.

presos-caso-bento

Depois de concluir o inquérito no dia 03 de janeiro e anunciar o indiciamento de 17 pessoas – entre elas, nove menores de idade, a Polícia Civil, cumprindo mandado de busca e apreensão (MBA), prendeu mais dois elementos acusados de envolvimento nas agressões que resultaram na morte do Policial Militar Bento Júnior Teixeira Borges, de 36 anos. Foram presos, entre a tarde de sexta-feira e a manhã de hoje, em pontos diferentes da cidade, os elementos Patrick Madri, de 19 anos, e Paulo César Ferrer, de 26. Os dois são maiores de idade.
Bento Júnior foi agredido por um grupo de pessoas em uma briga, na manhã do dia 25 de dezembro, no estacionamento do Posto Batovi. O policial estava de folga e tentou acabar com o conflito, mas terminou sendo espancado por integrantes do chamado Bonde do João de Barro.
Na briga, o policial militar matou um adolescente de 16 anos – João Gabriel Ferraz da Silva, esfaqueou um dos agressores – Silvio Jobim D’Ávila, de 36 anos e baleou um terceiro elemento, identificado como sendo Alisson de Quadros Fagundes, de 19 anos. Este último, segundo as investigações, teria ameaçado o policial e ido ao encontro do PM logo depois que Gabriel foi alvejado.
De acordo com o delegado de polícia José Soares Bastos, responsável pelas investigações, todos os envolvidos foram indiciados por homicídio qualificado e dano ao patrimônio (em relação ao carro do soldado que foi depredado), além de corrupção de menores no caso dos adultos.
No total, foram identificadas 19 pessoas. Com a prisão de hoje, a Polícia Civil concluiu a prisão de 10 maiores de idade e a apreensão de nove adolescentes. Sete foram encaminhados para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (FASE) de Santa Maria. Duas meninas apreendidas, uma delas aparece várias vezes agredindo o PM e quebrado o automóvel, foram levadas para a Fase de Porto Alegre. Os maiores de idade foram encaminhados para o Presídio Estadual de São Gabriel.

SÃO GABRIEL E ROSÁRIO DO SUL REGISTRAM ATAQUES DE ABELHAS.

abelhas

Pelo menos quinze pessoas ficaram feridas e tiveram de procurar atendimento médico após um ataque abelhas na tarde de terça-feira, em Rosário do Sul. Segundo informações do Corpo de Bombeiros do município, o caso ocorreu por volta das 17h, na Rua General Canabarro.
Uma retroescavadeira que estaria fazendo a limpeza do terreno da antiga viação férrea teria atingido, por acidente, uma colmeia, que se formou dentro de uma vala por onde passa o esgoto, no chão. Ao atingir a colmeia, o funcionário que conduzia a retroescavadeira foi atacado e saiu correndo.
Ainda, conforme os bombeiros, pedestres e motoristas que transitavam próximo ao local foram surpreendidos pelo ataque do enxame, que fez vítimas dentro de um raio de 100 metros. O comércio próximo chegou a fechar as portas para se proteger dos insetos.
A área foi isolada até a noite, quando o Corpo de Bombeiros fez a retirada da colmeia com equipamentos e roupas apropriadas.
De acordo com o Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora, pelo menos quinze pessoas procuraram por atendimento médico entre a tarde de terça e a manhã desta quarta-feira. Todas foram atendidas, medicadas e liberadas, não havendo a necessidade de nenhuma ficar hospitalizada. O caso mais grave foi de um senhor, que teria levado cerca de 30 picadas nas costas.
No domingo passado, um homem morreu após sofrer um acidente de trânsito na BR-290, em São Gabriel, e ser atacado por um enxame. José Amilton Sotero de Azambuja (foto), de 51 anos, perdeu o controle do veículo, invadiu a pista contrária, capotou e bateu em uma árvore em que tinha uma colmeia.
Ele foi atacado pelas abelhas e morreu a caminho do hospital. O filho de Azambuja, João Vitor Farinha Azambuja, de 21 anos, que dirigia outro veículo que vinha logo atrás, ao presenciar o acidente do pai, estacionou o carro e desceu o barranco para tentar ajudá-lo. Mas o jovem também foi atacado pelo enxame de abelhas. Ele foi internado no Hospital Santa Casa de Caridade de São Gabriel e liberado no mesmo dia à noite.

Cuidados e prevenção

Conforme o sargento Jair Coelho, do Corpo de Bombeiros de Rosário do Sul, normalmente, o período de maior incidência de ataques de abelhas na cidade é entre setembro e outubro, quando elas se dividem e parte do enxame sai à procura de local adequado para a construção de uma nova colmeia (abelhas preferem lugares escuros). No entanto, é entre o verão e a primavera que as espécies mais se reproduzem.
A orientação diante de um ataque é, primeiramente, tentar se proteger em um local fechado. Após, orienta-se fazer contato através do número 193. É o Corpo de Bombeiros que irá isolar a área e acionar os apicultores da região para fazer a retirada adequada da colmeia.

dicas

fonte: Diário de Santa Maria

EFETIVO DA BRIGADA MILITAR GANHARÁ1.320 NOVOS SOLDADOS EM JULHO.

upload-20170119192346dallago

Insira uma legendaCoronel Andreis Silvio Dal’Lago assume o comando geral da BM no dia 25 de janeiro – Foto: Divulgação/Palácio Piratini

Atualmente com 19 mil homens, o efetivo da Brigada Militar (BM) ganhou no final de 2016 mais 165 policiais, que já foram distribuídos por Porto Alegre e Região Metropolitana. Agora em julho, mais 1.060 soldados e 260 bombeiros militares farão parte do batalhão. Segundo o subcomandante-geral da BM, coronel Andreis Silvio Dal’Lago, eles serão lotados em zonas de maior risco.
“Ainda não foi decidido para onde serão enviados, mas irão para regiões mais complexas, que precisem de maior força policial. Historicamente, o eixo Porto Alegre-Caxias é o que tem o maior déficit de policiais”, afirmou o coronel Dal’Lago nessa quarta-feira (18), durante o programa Governo em Rede, transmitido pela Rádio Web Piratini. No próximo dia 25, ele assume o cargo de comandante-geral da BM, em substituição ao coronel Alfeu Freitas Moreira, que deixa o posto em razão da aposentadoria.
Além desses novos soldados, a BM conta com apoio da Força Nacional de Segurança (FNS), atuante na capital desde agosto do ano passado. Hoje são 70 homens, e a FNS participa diretamente na Operação Avante. “A Força Nacional tem um papel importante na previsão e na repressão qualificada ao crime. Atua em regiões de vulnerabilidade social, como nos bairros Santa Tereza, Rubem Berta (região que nos preocupa muito) e Bom Jesus”, disse o subcomandante.
A Operação Avante, que prossegue em paralelo com a operação Golfinho, no Litoral, terá novos recursos vindos da nova fase do Plano Estadual de Segurança. Além disso, a BM já conta com 200 novas espingardas calibre 12 e já tem licitações abertas para aquisição de veículos e equipamentos, como coletes balísticos e pistolas.
O futuro comandante-geral da BM ainda comentou sobre suas prioridades quando assumir o posto: “Vamos trabalhar com três eixos estratégicos. Um deles é a gestão, potencializando os recursos que já temos. Outro é a tecnologia, e o último eixo são as parcerias”. Dal’Lago também quer trabalhar a gestão imobiliária do órgão, fazendo com que os imóveis sejam melhor utilizados e que os gastos sobre eles sejam menores.
Ao final do Governo em Rede, ele comentou sobre os programas para crianças em maior vulnerabilidade social e a importância delas para o futuro da segurança pública, por atuarem na prevenção contra drogas, armas e violência. Disse que a corporação está atenta à oportunidade para reavaliar a gestão interna e ampliar parcerias. “Quando essa onda de crise passar, estaremos com potencial para melhorar ainda mais o grau de efetividade do policiamento ostensivo e entregar ao cidadão gaúcho paz e tranquilidade”, finalizou.

MORO EXALTA LEGADO DE TEORI: “A LAVA-JATO CONTINUA APESAR DISSO”.

moro

Juiz federal Sérgio Moro

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o juiz federal Sergio Moro prestou condolências às famílias das vítimas da tragédia que matou Teori Zavascki e exaltou sua admiração pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Moro enfatizou a importância do trabalho cumprido por Teori na Operação Lava Jato. “Fiquei perplexo com a notícia. Um homem com um histórico profissional de seriedade, serenidade e firmeza. Pelo trabalho que realizou na Lava-Jato, eu o considero um verdadeiro herói”, afirmou Moro.
Questionado sobre como será o desdobramento da Lava-Jato após a morte de Teori Zavascki, Sergio Moro evitou fazer declarações. Sobre a relação que tinha com o ministro, pontuou: “A relação era meramente profissional. A Lava-Jato continua apesar disso, este é o legado do ministro, e espero que este legado seja observado”.

Antes de conceder entrevista à Rádio Gaúcha, Moro havia se pronunciado sobre a morte de Teori Zavascki por meio de nota. Confira a íntegra do texto:

“Tive notícias do falecimento do Ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki em acidente aéreo. Estou perplexo. Minhas condolências à família. O ministro Teori Zavascki foi um grande magistrado e um herói brasileiro. Exemplo para todos os juízes, promotores e advogados deste país.Sem ele, não teria havido a Operação Lava-Jato. Espero que seu legado, de serenidade, seriedade e firmeza na aplicação da lei, independente dos interesses envolvidos, ainda que poderosos, não seja esquecido.”

“MORREM AS PESSOAS, A JUSTIÇA NÃO”, DIZ A PRESIDENTE DO STF CÁRMEN LÚCIA.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, conversou na noite desta quinta-feira (19) no programa Estúdio Gaúcha. Ela lamentou a morte do ministro Teori Zavascki e elogiou o colega por sua atuação como relator da Operação Lava Jato no Supremo. Teori Zavascki, 68 anos, está entre as vítimas da queda de um avião de pequeno porte, na tarde desta quinta-feira, em Paraty, no litoral do Rio de Janeiro. O ministro havia interrompido as férias para analisar as delações da empreiteira Odebrecht, cuja homologação estava prevista para ocorrer no mês que vem.
“É uma profunda consternação do STF por perder um dos seus maiores juízes, e de todo o Brasil, porque é um juiz brasileiro que constituiu um exemplo, uma figura muito especial e do ponto de vista pessoal, para mim, que tinha uma amizade com o ministro, é uma dor muito grande e um pesar enorme”, lamentou.
A ministra não quis dar detalhes sobre a transição da função do ministro, mas salientou que as competências do Supremo não podem ser ignoradas.
“O Supremo é contínuo, nós perdemos grandes juízes, como hoje (…). O Supremo sabe que, apesar de toda a dor humana, nós temos um compromisso com a sociedade. O Supremo continuará para honrar juízes como Teori Zavascki. Nesse momento estou preocupada com a família, mas as coisas serão resolvidas como sempre foram. Morrem as pessoas, a justiça não”, encerrou.
Cármen Lúcia disse ainda que virá a Porto Alegre para o velório do ministro.