ESCOLA GINÁSIO SÃO GABRIEL REALIZA DESFILE GAÚCHO COM CRIANÇAS EM CAVALOS DE PAU.

desfile-ginasio-2

A Escola Municipal Ginásio São Gabriel realiza nesta sexta-feira (16/09), a partir das 14 horas, uma desfile diferente inserido nas comemorações da Semana Farroupilha da instituição. Cerca de 1000 crianças, com idades entre 4 e 10 anos, da pré-escola ao 5º ano do Ensino Fundamental, desfilarão montados em cavalos de pau. Este ano, em sua segunda edição, o evento reunirá – além dos estudantes do Ginásio, os alunos das Escolas de Educação Infantil Nossa Senhora Menina, Vó Edy e ainda das instituições de ensino Menna Barreto e Carlota Vieira da Cunha. No ano passado, somente com matriculados no Ginásio, o desfile mobilizou 300 participantes.
Em 2015, o público pode conferir uma prévia do Desfile Gaúcho que contou com a criatividade dos estudantes na hora da confecção dos cavalos: havia animais com a cabeça de plástico, de pano e de garrafas pet. De acordo com a diretora Silvia Nunes, a ideia foi da equipe diretiva da instituição e permitiu um resgate da cultura gaúcha. Este ano, a proposta segue a mesma linha e para incentivar a participação, a direção vai premiar os “cavalinhos” mais originais.
“Nós sempre procuramos incentivar o tradicionalismo. Durante toda a semana, eles participaram de atividades, e hoje encerramos com o desfile. É uma forma de preservar a cultura gaúcha e fazer com que os nossos alunos mantenham os costumes, mesmo que de uma forma diferente”, disse a diretora.
Ontem, dentro das comemorações da escola, o cantor André Teixeira se apresentou para os alunos na Ginásio de Esportes. Hoje, após o desfile, a direção realizará o baile de fandango.
O desfile começará às 14 horas em frente ao Ginásio de Esportes, seguindo pelas Ruas Celestino Lopes Cavalheiro e Duque de Caxias, até a Praça Dr. Fernando Abbott. Na sequência, as apresentações seguem pela Ruas General Mallet e Mascarenhas de Moraes, encerrando novamente na escola.

SÃO GABRIEL SUPERA META DO IDEB PARA 2015.

A meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º) para 2015 foi alcançada por 74,7% das redes municipais. O resultado demonstra o esforço dos municípios, que respondem por 82,5% das matrículas nesse nível de ensino na rede pública. As informações são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).
O índice nos anos iniciais do Ensino Fundamental vem evoluindo progressivamente desde que o Ideb começou a ser calculado, em 2005, permitindo o monitoramento das escolas e das redes de ensino. O Ideb passou de 3,8, em 2005; para 5,5, em 2015, superando as metas estipuladas. Este ano, apenas três estados não alcançaram as metas: Amapá, Rio de Janeiro e Distrito Federal.
Os anos finais do Ensino Fundamental também melhoraram no índice, passando de 4,2, em 2013; para 4,5, em 2015; embora não tenham alcançado a meta para este ano, de 4,7. Nesse nível de ensino as responsabilidades estão divididas: a rede estadual responde por 43,6% dos alunos e a rede municipal, por 41,7%. Cinco estados superaram a meta: Goiás, Ceará, Mato Grosso, Amazonas e Pernambuco.
Em São Gabriel, a Rede Municipal de Educação comemora o índice atingido nas avaliações de 2015. O 5º Ano (série iniciais) foi avaliado, atingindo a média de 4,7 que tinha projeção de 4,3.
A secretária de Educação, professora Branca Wiesel, admite que muitas escolas não foram avaliadas ou não tiveram os resultados divulgados por não atenderem os pré-requisitos como número de alunos mínimo no dia da avaliação ou número de matriculados.
A SEME acredita que este resultado demonstra que a educação, no Município, está no caminho certo, “pois desde 2013, as notas ficam acima da projeção. Esses resultados são reflexos do trabalho das escolas, do comprometimento dos professores e principalmente de investimentos em formação continuada”, comenta a secretária.
Branca ainda destaca as notas obtidas por duas instituições de ensino do Município, se destacando por terem superado as projeções individuais. São elas, Ginásio São Gabriel e Brandina Mello.
A Secretaria de Educação informou que as séries finais não foram avaliadas, uma vez que em 2015 a maioria das escolas ainda não tinha 8ª Série / 9º Ano.

ENSINO MÉDIO NO BRASIL
As metas não foram cumpridas nos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º), apesar do índice ter evoluído. No Ensino Médio, a meta do Ideb não foi alcançada e o índice permanece estagnado desde 2011. O indicador relaciona o desempenho dos estudantes em avaliações de larga escala, obtidas pela Prova Brasil/Saeb, com dados do fluxo escolar, via Censo Escolar do Ensino Básico.
“Há evolução, mas em um nível aquém do que os estudantes brasileiros conseguem e merecem. Precisamos de uma reforma no Ensino Médio e de uma maior articulação das redes municipais e estaduais de ensino”, defende Maria Inês Fini, presidente do Inep.
O Ideb do Ensino Médio não alcançou a meta e mantém o índice de 2011. O objetivo era que chegasse a 4,3; mas o Ideb continua na casa dos 3,7. Apenas dois estados alcançaram a meta: Pernambuco e Amazonas. Quase a totalidade dos alunos está matriculada na rede estadual e o baixo desempenho reforça a urgência pela reforma do Ensino Médio, que vai flexibilizar e criar uma nova arquitetura capaz de atrair os jovens.

COMO É CALCULADO O IDEB
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC). O Ideb relaciona duas dimensões: o desempenho dos estudantes em avaliações de larga escala e a taxa aprovação. O desempenho é calculado a partir da Prova Brasil/Saeb, quando os estudantes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino médio são avaliados em Leitura e Matemática. Os dados de aprovação são verificados a partir do Censo Escolar da educação Básico, realizado anualmente. O Ideb é calculado para escolas e para sistemas de ensino que monitoram o seu desempenho em relação a metas individuais pactuadas com o governo federal. O índice varia de 0 a 10: quanto maior for o desempenho dos alunos e o número de alunos promovidos, maior será o Ideb.

DESFILE ESTUDANTIL: O DOMINGO FOI DIA DE HOMENAGENS NA PRAÇA DR.FERNANDO ABBOTT.

Homenagens a Academia da Brigada Militar. Crianças fardadas

Homenagens a Academia da Brigada Militar. Crianças fardadas

A Prefeitura de São Gabriel finalizou neste domingo (11/09), com o Desfile Estudantil, as festividades da Semana da Pátria. Oficialmente, o programa foi encerrado na quarta-feira passada, quando o Brasil comemorou a sua independência e o prefeito da cidade, Roque Montagner, junto com o comandante da Guarnição Federal – coronel Mauri Marcelo Félix, extinguiu o Fogo Simbólico.
A Parada Estudantil foi transferida após deliberação da Secretaria Municipal de Educação (SEME), que entendeu que as baixas temperaturas registradas no dia 7 poderiam prejudicar a saúde das crianças das Escolas de Educação Infantil. Por causa disso, somente as Unidades Militares, o Corpo de Bombeiros, a SUSEPE, o Colégio Tiradentes e a Brigada Mirim desfilaram no dia da independência.
A alteração no cronograma fez com que 53 instituições fossem confirmadas neste domingo. O desfile reuniu 100% das escolas de educação infantil, representando cerca de 1000 crianças. Esse foi o maior número de alunos – na faixa de seis meses a cinco anos – já registrado pelas creches.
A maioria das escolas municipais também participou. Já as do Estado, em protesto ao parcelamento de salários, optaram por não participarem. As exceções ficaram por conta da escola Camilo Mércio e do Instituto de Educação Menna Barreto. Mesmo assim, educadores do Menna passaram pela Praça Dr. Fernando Abbott mostrando indignação com a postura do Governo do Estado. Uma faixa, com a frase “Como um país que pretende crescer, tem os políticos mais caros do mundo e os professores mais baratos?” foi exibida durante o desfile.
Com o tema “Inclusão: Superando desafios”, São Gabriel trouxe para a Praça Dr. Fernando Abbott um assunto que virou prioridade na área educacional do Brasil nos últimos anos: a inclusão de crianças com necessidades especiais no ambiente escolar normal.
A maioria das faixas apresentadas pelas escolas, no entanto, trouxe frases de apoio a inclusão na rede pública de ensino.
O escritor Paulo Freire “emprestou” algumas de suas citações para exemplificar o momento de conscientização que contagiou a avenida. Entre elas, “Se aprende com as diferenças e não com as igualdades”.
Enquanto algumas instituições apresentaram faixas com frases, como “Inclusão: Direito legal. Compromisso social”, “Inclusão: Desafio, luta e superação” e “Inclusão: Superando desafios. A educação é direito de todos”, outras destacaram a Academia da Brigada Militar, homenageada no Estado. Ao invés do uniforme da instituição escolar, a farda do brigadiano foi a vestimenta escolhida para o desfile. Os pequeninos simbolizaram, no espaço das Escolas de Educação Infantil, o orgulho do gaúcho pela Polícia Militar, a única no Brasil a ser chamada de Brigada.
O público não foi o maior dos últimos anos. Apesar da programação fora de época e uma temperatura de mais de 30ºC, parte da Praça foi tomada, enquanto no lado oposto (pela Rua General Mallet) uma multidão acompanhou o desfile protegida do sol.
Quem assistiu o desfile, pode ver bem de perto alguns dos projetos que deram certo e continuam sendo desenvolvidos, sejam eles por instituições de ensino do Município ou por entidade particulares.
O projeto “Dança de Roda”, desenvolvido pela Academia de Dança Valéria Lacerda, foi um deles. Jovens cadeirantes, em suas cadeiras de rodas, junto com bailarinas da Academia, mostraram que a inclusão não tem limites quando as pessoas são tratadas de forma igualitária, com os mesmos direitos.
A banda da Escola de Educação Infantil Vó Edy, do Bairro Progresso, é outro exemplo de inovação. É a primeira da região a ser composta somente por crianças menores de seis anos. No ritmo certo e sem perder a passada, meninos e meninas arrancaram aplausos.
Outra banda, exemplo de inclusão social, é da Centro de Convivência do Bairro Élbio Vargas. Os integrantes participaram do desfile acompanhando os funcionários das Secretarias Municipais de Educação, de Saúde e de Desenvolvimento Social.
Duas bandas de fora de São Gabriel participaram do evento. Uma delas foi a da Escola Municipal Maria Pereira, de Vila Nova do Sul.
O Programa Estratégia Saúde da Família (ESF), com seus seus Agentes Comunitários de Saúde, teve uma representação do Bairro Élbio Vargas, com integrantes do ESF Nosso Sonho. O programa é uma das inovações na área de saúde com atendimento residencial e acompanhamento da situação de cada família inserida no ambite de abrangência de cada ESF.
O desfile teve 53 entidades – entre elas Associação Pró-Down, APAE, Fisk, representações de igrejas evangélicas e Instituto Marfrig. O início da Parada Estudantil aconteceu às 14 horas com o desfile dos veículos da Secretarias de Educação e da Saúde.

DESFILE ESTUDANTIL TERÁ 53 ENTIDADES NESTE DOMINGO.

A Secretaria Municipal de Educação de São Gabriel (SEME) divulgou na tarde desta sexta-feira (09/09) a ordem oficial do Desfile Estudantil com apenas três alterações no programa inicial. A Escola Jerônimo Machado, do interior do Município, não participará da parada estudantil e as instituições de ensino Telmo Menezes, do Batovi, e Escola Técnica de Comércio, tiveram os horários de seus desfiles mudados. Conforme a SEME, 53 entidades – entre elas Associação Pró-Down, APAE, Fisk, representações de igrejas evangélicas, Marfrig e Academia de Dança Valéria Lacerda – participarão do desfile.
As 12 Escolas de Educação Infantil participarão do desfile em sua totalidade. A redução no número de apresentações ficará por conta da Rede Estadual que, este ano, terá apenas a presença da Escola Camilo Mércio, do Bairro Bom Fim, e do Instituto de Educação Menna Barreto, aqui do centro.
O início da Parada Estudantil está marcado para as 13h30min deste domingo (11/09) com o desfile dos veículos da Secretarias de Educação e da Saúde.
A Parada Estudantil foi transferida para este domingo por causa do tempo ruim e das baixas temperaturas registradas entre terça-feira (06/09) e quarta-feira (07/09) em São Gabriel. A SEME alterou a data alegando que cerca de mil crianças das creches estariam confirmadas para o evento e o frio poderia prejudicar a saúde dos menores.
CONFIRA A ORDEM DO DESFILE DESTE ANO:
1 Veículos da Secretaria Municipal de Educação/Saúde
2 Secretaria de Saúde
3 Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos.
4 Secretaria de Educação – Diretoras Municipais
5 Diretoras das Escolas de Educação Infantil
6 Homenageados
7 APAE
8 Pró- Down
9 EMEI José Evaristo Macedo Casado
10 EMEI Ângela Maria Moraes Scipione
11 EMEI Nossa Senhora Menina
12 EMEI Sítio do Pica Pau Amarelo
13 EMEI Tia Suely Barbosa de Abreu
14 EMEI Santa Clara
15 EMEI Trindade
16 EMEI Annadir França Laureano
17 EMEI Alcida Chagas
18 EMEI Severina Trassante Collares
19 EMEI Menino Jesus CAIC
20 EMEI Vó Edy Garagorri Teixeira
21 Escola Infantil Doce Mel
22 E.M.E.F .Catão Peres
23 E.M.E.F.João Giuliani
24 E.M.E.F.Victória Dávila Chiappetta
25 E.M.E.F. Mascarenhas de Morais
26 E.M.E.F. Ernesto José Annoni
27 E.M.E.F.Maria Manoela da Cunha Teixeira
28 E.M.E.F. Baltazar Teixeira da Silveira
29 FISK
30 MARFRIG
31 Valéria Lacerda
32 E.M.E.F. José Lima
33 E.M.E.F. Carolina Berny
34 E.M.E.F.Ginásio São Gabriel
35 E.M.E.F. Dom Pedro II
36 E.M.E.F.Dr. Pedro Ferraz Neto
37 E.M.E.F. Presidente João Goulart
38 E.M.E.F. Marechal Deodoro
39 E.M.E.F.Menino Jesus – CAIC
40 E.M.E.F. Professora Brandina Mello
41 Escola Técnica de Comércio
42 E.M.E.F . Carlota Vieira da Cunha
43 E.M.E.F. Presidente Kennedy
44 E.M.E.F. Assis Brasil
45 E.M.E.F. Telmo Borba Menezes
46 E.E. Camilo Mércio
47 E.M.E.F. Tarso Dutra
48 E.M.E.F. Dr. João Manoel Salvadé
49 E.M.E.F. Homero M. B.da Silva
50 E.E.Menna Barreto
51 Igreja BATISTA Conservadora
52 Adventista
53 Diferenciado

SEME CONFIRMA AULAS NORMAIS NA QUINTA E SEXTA.

A Secretaria de Municipal de Educação (SEME) confirmou que as escolas, de toda a Rede Municipal de Ensino, abrirão normalmente na quinta e sexta-feira. Sendo assim, haverá aula em todas as instituições do Município. As Escolas de Educação Infantil (EMEIs) também abrirão normalmente.
Anteriormente, com o desfile estudantil programado para hoje, os professores haviam sido dispensados e as aulas programadas somente para a próxima segunda-feira (12/09). Com o novo programa, fica confirmado o fechamento das escolas somente no dia 12, quando os educadores e funcionários da SEME terão folga em decorrência das atividades desempenhadas durante o desfile.

DESFILE DA INDEPENDÊNCIA TERÁ A PRESENÇA DE 54 ENTIDADES.

A Secretaria Municipal de Educação de São Gabriel (SEME) divulgou na tarde desta sexta-feira (02/09) a ordem oficial do Desfile de 7 de Setembro. Conforme o órgão responsável pela organização dos festejos da independência, 54 entidades – entre elas Associação Pró-Down, APAE, Fisk, representações de igrejas evangélicas, Marfrig e Academida de Dança Valéria Lacerda – participarão da Parada Estudantil. As instituições de ensino da Rede Municipal, incluindo as 12 Escolas de Educação Infantil, participarão do desfile em sua totalidade. A redução no número de apresentações ficará por conta da Rede Estadual que, este ano, terá apenas a presença da Escola Camilo Mércio, do Bairro Bom Fim, e do Instituto de Educação Menna Barreto, aqui do centro.

O início do Desfile da Independência está marcado para as 13 horas de quarta-feira (07/09) com a apresentação das Unidades Militares. As Secretarias de Educação e da Saúde veem na sequência, seguidas das entidades convidadas, das Escolas de Educação Infantil e depois das instituições de ensino.
O Grupo Tradicionalista de Cavalgada Sepé Tiarajú encerrará as festividades da Semana da Pátria com a apresentação da Chama da Tradição ao público gabrielense na Praça Dr. Fernando Abbott. Os cavalarianos chegam de Triunfo, onde iniciaram no dia 28 de agosto, a 11ª Cavalgada da Chama da Tradição.
A chegada deles ao Município, ainda pela manhã, e a entrega da Chama ao prefeito de São Gabriel, no encerramento da Parada Estudantil, simboliza o começo das atividades visando a Semana Farroupilha, que só será aberta oficialmente no dia 13 de setembro, quando serão unificadas a Chama da Tradição e a Chama da CTM, acessa no dia 25 de agosto, em Cerrito – Catuçaba, no interior de São Gabriel.

CONFIRA A ORDEM DO DESFILE
Veículos da Secretaria Municipal de Educação/Saúde
Secretaria de Saúde
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos.
Secretaria de Educação
Diretoras Municipais
Diretoras das Escolas de Educação Infantil
Homenageados
APAE
Pró- Down
EMEI José Evaristo Macedo Casado
EMEI Ângela Maria de Moraes Scipioni
EMEI Nossa Senhora Menina
EMEI Sítio do Pica Pau Amarelo
EMEI Tia Suely Barbosa de Abreu
EMEI Santa Clara
EMEI Trindade
EMEI Annadir França Laureano
EMEI Alcida Chagas da Silveira
EMEI Severina Trassante Collares
EMEI Menino Jesus CAIC
EMEI Vó Edy Garagorri Teixeira
Escola Infantil Doce Mel
E.M.E.F .Catão Peres
E.M.E.F.João Giuliani
E.M.E.F.Victória Dávila Chiappetta
E.M.E.F. Mascarenhas de Morais
E.M.E.F. Ernesto José Annoni
E.M.E.F.Jerônimo Machado
E.M.E.F.Maria Manoela da Cunha Teixeira
E.M.E.F. Baltazar Teixeira da Silveira
FISK
MARFRIG
Valéria Lacerda
E.M.E.F. José Lima
E.M.E.F. Carolina Berny
E.M.E.F.Ginásio São Gabriel
E.M.E.F. Dom Pedro II
E.M.E.F.Dr. Pedro Ferraz Neto
E.M.E.F. Presidente João Goulart
E.M.E.F. Marechal Deodoro
E.M.E.F.Menino Jesus – CAIC
E.M.E.F. Professora Brandina Mello
E.M.E.F. Telmo Borba Menezes
E.M.E.F . Carlota Vieira da Cunha
E.M.E.F. Presidente Kennedy
E.M.E.F. Assis Brasil
Escola Técnica Municipal São Gabriel
E.E. Camilo Mércio
E.M.E.F. Tarso Dutra
E.M.E.F. Dr. João Manoel Salvadé
E.M.E.F. Homero M. B.da Silva
E.E.Menna Barreto
Igreja BATISTA Conservadora
Adventista
Diferenciado
Cavalgada

GUARNIÇÃO MILITAR, COM APOIO DA SEME, PREMIA ALUNOS VENCEDORES DO CONCURSO LITERÁRIO.

O segundo dia de atividades da Semana da Pátria ficou marcado pela homenagem feita pela Guarnição Militar de São Gabriel aos alunos vencedores do Concurso Literário organizado pelas Unidades Militares em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEME). Com o tema “Brasil: Um país olímpico”, estudantes de instituições de ensino da Rede Pública e Particular, divididos em três modalidades, participaram da competição que teve duas categorias.
Na primeira, envolvendo meninos e meninas do 1º a 5º ano, os jurados escolheram os melhores desenhos referentes ao tema. O grande vencedor foi o aluno Lucas Pinto Ferreira, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Menino Jesus (Caic). O segundo lugar ficou com Isabella Brasil Bernardon, do Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, seguida do estudante Eduardo Moraes, da Escola Marechal Deodoro.
Na categoria redação, também com o tema “olimpíadas”, a Guanição Militar divididiu o concurso em duas modalidades. A primeira, com estudades do 6º ao 9º ano, teve como vencedora a aluna Gabriele Dubois Fagundes, do Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, com o estudante Luis Miguel Bento de Moura, da Escola Municipal Brandina Mello, em segundo, e Luis Felipe Reis, também do Perpétuo Socorro, em terceiro.
Na outra modalidade – com redação redigidas por estudantes do Ensino Médio, a vencedora foi Emyli Viega Alves, do Colégio da Urcamp, com Henrique Berny Vieira Júnior e Júlia Leandro Saldanha, ambos do Colégio Tiradentes da Brigada Militar, em segundo e terceiro lugares, respectivamente.
Junto com a solenidade de premiação do Concurso Literário, a Guaranição Militar oficializou a abertura da Exposição de Material Bélico, na Rua Andrade Neves, no lado leste da Praça. A exposição permancerá no local até o dia do Desfile Militar.
Até o dia 7 de Setembro, alunos, professores e autoridades civis e militares participam de um programa, que vai do hasteamento ao arriamento das bandeiras , com atrações diárias relacionadas a semana.
No domingo (04/09), a Banda da Guarnição de São Gabriel fará uma apresentação especial no final da tarde. O evento deverá iniciar as 17 horas.
Na quarta-feira (07/09), às 13 horas, inicia o Desfile Cívico Militar. Na sequência, depois de passagem das Unidades Militares e entidades, como Corpo de Bombeiros e Brigada Militar, começa os Desfile Estudantil, com a participação de escolas municipais, estaduais e particulares.