GABRIELENSE É CONSIDERADO UMA DAS REVELAÇÕES DO BASQUETE NACIONAL.

BASQUETE VASCO

O gabrielense Matheus Alves Henicka, de 17 anos, é considerado umas das grande promessas do basquete brasileiro. O adolescente saiu de quadras de basquete de um bairro de Lajeado, onde morou desde pequeno com a família, jogou no Ceat e, hoje, está no Rio de Janeiro, no Vasco da Gama. Hoje ele é considerado uma das grandes promessas do basquete brasileiro.
Matheus joga como lateral e conquistou uma nova chance de mostrar sua determinação, no Rio de Janeiro – no Vasco da Gama -, de onde quer alçar voos maiores.
Ele já exibe, em sua aparência, o perfil de basqueteiro: mede 1,95 metro de altura e pesa 85 quilos. Essas características também o auxiliaram a ser um ala perfeito nas jogadas.
MATEUS BASQUETECom 13 anos, em um time de basquete da Escola São Bento, começou a apresentar o seu trabalho. O treinador Leonardo Menezes – também técnico do Ceat – o incentivou e orientou a participar e mostrar suas jogadas em um campeonato de escolas municipais realizado no Colégio Evangélico Alberto Torres. Foi assim que o sonho começou a se tornar realidade na vida do jovem atleta.
O Bira, responsável pelo time de basquete do Ceat, viu potencial no garoto, nesse campeonato, e o convidou para integrar a equipe. “Ele contatou meus pais para que começasse a jogar o quanto antes no time. Foi o máximo. E meu pai logo me apoiou muito para ir treinar. Devo tudo isso a ele.”
Em 2015, jogou na seleção gaúcha sub 17 em Minas Gerais e se destacou como o maior reboteiro do Campeonato Brasileiro.
No Ceat/Bira, jogou por quatro anos e acabou sendo contratado pelo Vasco da Gama. Segundo o adolescente, foi o seu bom rendimento no Ceat e pela seleção gaúcha, em 2015, que lhe renderam essa oportunidade.
O atleta disse que o basquete o atrai muito e o emociona em cada partida. “Poder decidir o jogo em uma bola é único”.
Hoje, os dias do garoto são todos controlados, desde a alimentação até os treinos para ter altos rendimentos nos jogos. Segundo ele, se prepara todos os dias, faz academia e tem cinco alimentações balanceadas por dia.
Tudo o que conseguiu, até agora, foi pelo seu esforço e dedicação. “Me esforcei demais para chegar até aqui. Tive muito treino e dedicação e, muitas vezes, deixei de sair com os amigos para treinar e me concentrar para os jogos.”
Para o jovem, a partida que mais o marcou foi a final de um campeonato em 2015. O primeiro confronto. “Foi quando acertei uma bola de três no estouro do cronômetro, para empatar e levar o jogo para a prorrogação”. Segundo ele, ver toda aquela torcida, lotando o estádio e vibrando até o último momento, foi muito emocionante.
Matheus diz que um sonho dele, agora, e que, na sua visão, é também de todo menino que joga basquete, é ter uma oportunidade na NBA. O seu maior ídolo é o seu ex-treinador Bira. “Foi um cara que, se não fosse ele, eu não estaria aqui. Ele que me ajudou e aconselhou em tudo.”
O garoto teve que se afastar muito cedo da família. Mesmo treinando em Lajeado, passava muito tempo do seu dia na escola e, atualmente, em outro Estado, a distância é ainda maior. “É complicado se afastar assim das pessoas que você ama e conviveu a vida toda. A saudade é grande, mas tudo isso vai valer a pena”.

Anúncios

PEDRO PARTICIPA DE ACAMPAMENTO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DO HANDEBOL EM SÃO BERNARDO DO CAMPO.

pedro moreira acampamento
O Professor Pedro Moreira, treinador da equipe de handebol da Escola XV de Novembro, participou do Acampamento Nacional de Desenvolvimento do Handebol, realizado entre os dias 31 de outubro e 9 de novembro, em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo.
Pedro foi um dos selecionados pela Confederação Brasileira de Handebol para o evento. Participaram atletas e profissionais da área que se destacaram em eventos das federações ou nacionais. No texto a justificativa: “São convocados profissionais indicados pelas Federações e pelas renomadas capacidades técnicas”.
O acampamento foi dirigido pelo treinador da seleção brasileira de handebol professor Washington e toda a comissão técnica da seleção com o objetivo de estudar novos conceitos para o handebol e com a finalidade de melhorar a participação nos eventos internacionais.
“O Brasil é muito grande e selecionar os melhores atletas fica difícil, além disso existe a característica própria de cada estado na forma de praticar o handebol dentro dos sistemas existentes. Com os acampamentos poderemos fazer com que todos pratiquem o handebol dentro dos conceitos padronizados, conquistando com o tempo excelência na prática, melhorando assim a qualidade das nossas seleções em todas as categorias”, explica Pedro Moreira.
Na Europa, tudo é muito próximo e a troca de experiências é quase automática. “No Brasil, além da falta de recursos para a modalidade, ainda temos a distância muito grande entre as unidades da federação. Foi muito proveitoso esse momento, pois convivi por 9 dias com alguns dos mais experientes treinadores do Brasil. Só tenho que agradecer a oportunidade que a FGHb e a CBHb me proporcionaram, mas o agradecimento maior que faço é aos meus queridos alunos atletas e ao meu colega Adão Batista que, a duras penas, mantém um clube que participa dos campeonatos da FGHb que eu tenho um prazer muito grande de auxiliar”, avaliou.
O Professor Pedro Moreira participa dos Jogos da Juventude em Brasília com a Escola XV de Novembro. A equipe masculina de handebol conquistou o direito de representar o Estado na competição ao conquistar o título do JERGS e vencendo o campeão estadual do Cergs.

TUPAN TEM O NOME INCLUÍDO NA CALÇADA DA FAMA DO FUTEBOL GAÚCHO.

com sandro

Ivan Cunha dos Santos (D), filho de Tupan, e também conhecido pelo mesmo nome, representou o pai no evento na FGF. Na foto, o genro de Ivan (tenente Vargas) e o ex-jogador Sandro Sotilli

O mestre Ivan Cunha dos Santos, carnavalesco da Escola de Samba Vai Mesmo, nunca se emocionou tanto ao ouvir o nome “Tupan”, dito em alto e bom som pelo mestre de cerimônias da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), durante a festa que homenageou alguns dos principais nomes do futebol gaúcho. Ivan representou o pai dele, Tupan Ernâni dos Santos, jogador que iniciou a carreira no Força e Luz e Cruzeiro, ambos de Porto Alegre, e depois se consagrou vestindo a camiseta do Internacional, entre 1933 e 1935, conquistando o título estadual de 1934.
O evento que inaugurou a Calçada da Fama do futebol gaúcho aconteceu na sexta-feira (17/11), na sede da FGF. Além de Tupan, outros 54 nomes de destaque na história do futebol do Rio Grande do Sul, como jogadores, ex-atletas, treinadores e dirigentes também foram indicados pelos clubes do Estado. Entre eles, o lateral Branco e o atacante Sandro Sotili.
Na mesma noite, a FGF inaugurou a galeria dos 23 presidentes da Federação Gaúcha de Futebol e um painel destacando os árbitros gaúchos Renato Marsiglia, Carlos Eugênio Simon e Altemir Haussmann, que atuaram em Copas do Mundo.
Além dos clubes da Capital, Tupan também jogou no Santos, mas, curiosamente, depois de vestir duas das maiores camisas do futebol brasileiro, o porto-alegrense acabou virando ídolo em Bagé, para onde foi em 1938.
Defendendo as cores do Bagé, ele foi duas vezes vice-campeão estadual, em 1940 e 1944, e marcou um total de 178 gols, sendo ainda considerado o maior goleador do Grêmio Bagé. Em 1941, sua expulsão aos 10 minutos causou o cancelamento de uma partida, diante dos protestos da torcida da casa.
Na década de 1950, Tupan mudou-se para São Gabriel, onde atuou pelo Gabrielense e também foi treinador da equipe. Ele permaneceu em São Gabriel, onde morreu em 24 de agosto de 1972.

SHOW DE GOLS NO CAMPEONATO DO CORUJA: 25 EM CINCO JOGOS.

tabela coruja
A 5ª rodada do Campeonato do Coruja, realizada no domingo passado (19/11), mostrou que os atacantes não estão para brincadeiras. Em cinco jogos, foram marcados 25 gols, registrando a incrível média de cinco gols por partidas.
O jogo mais “movimentado” foi o do Vila Lima contra a Fúria Jovem. Não é por menos que os dois principais artilheiros da competição então nestas equipes. Nasser, da Fúria, com cinco gols, lidera a disputa pela artilharia, que tem Munhoz, do Vila Lima, com quatro.
No confronto dos artilheiros, terminou tudo igual: 5 a 5.
Na tabela, no entanto, o resultado não foi bom para nenhuma das equipes. O Vila Lima continuou na 5ª colocação da Chave A com cinco pontos em quatro jogos. Já a Fúria, manteve-se na 6ª posição da Chave B, com quatro pontos também em quatro jogos.
Quem se deu bem na rodada foi a equipe do Unidos do Janú. O time não tomou conhecido do Esplanada e aplicou 5 a 1. O Janú lidera a Chave A ao lado do Mercenários – Galáticos, que também venceu o seu confronto contra o Santa Isabel, mas por um placar apertado de 1 a 0. Ambas as equipes tem 12 pontos.
O Mercenários leva vantagem nos critérios de desempate e tem um jogo a menos em relação ao Janú. E, na competição, é a única equipe com 100% em aproveitamento. Ganhou todos os jogos.
Também da Chave A, a equipe do Juventudes – que até a rodada passada liderava a competição – voltou a perder. Desta vez por 3 a 0 para o time do São Bento.
A rodada foi encerrada com o confronto das equipes do Unidos da Vila e Soberb/Batovi. Bom para a S/Batovi, que venceu por 3 a 2, e assumiu a 2ª colocação da Chave B, mas com um jogo a mais em relação aos demais times da chave.

DIVINO FC VENCE O UNIDOS E FICA COM O TÍTULO DO CITADINO DE FUTEBOL SETE.

equipe do divino

CAMPEÃO SÉRIE OURO: Divino conquistou o título ao bater o Unidos na final

A equipe do Divino FC conquistou o título do Citadino Série Ouro de Fut7 da Liga Gabrielense de Fut7 no último sábado (18/11), ao bater, na decisão por shoot-out, o time do Unidos por 3 a 2. No tempo normal, as equipes empataram em 3 a 3.
Foi um jogo equilibrado, com destaque para os goleiros que impediram que o placar fosse mais amplo. O Unidos saiu na frente (1 a 0), mas logo cedeu o empate e a virada. Ainda voltou a empatar, mas novamente permitiu que o Divino fizesse 3 a 2.
O Divino manteve-se na frente boa parte da segunda etapa, mas, nos minutos finais cedeu o empate e permitiu que a definição do campeão fosse para as cobranças de shoot-out.

equipe campo verde

Campo Verde comemorou o título na Série Prata

Foi o primeiro título do Divino FC, um dos times amadores de São Gabriel mais recentes e que tem representação em todas as modalidades do amador, participando das competições de futsal, campo 7 e fut7 society. A equipe do Unidos da Vila, que jogou contra o Boleiros, venceu por 4 a 2 e ficou com o terceiro lugar.
O sábado foi de definição também para as divisões Prata e Bronze. A rodada começou com a conquista do Bira, que bateu o Largados, nos shoot-out, por 3 a 2, e conquistou o prêmio de terceiro lugar. No tempo normal as equipes empataram em 2 a 2.
O Campeão da Série Bronze é o Nova Aliança, que venceu por 6 a 3 a equipe do NOGI. Já, na Série Prata, o título ficou com a equipe do Campo Verde, que bateu o Dácio na decisão por 4 a 3. O Galáticos ficou com a terceira colocação com a vitória de 5 a 1 sobre o Santa Isabel.

nova aliança

Nova Aliança ficou com o primeiro lugar na Série Bronze

CAMPANHA – O encerramento dos campeonatos citadinos de fut7 teve a participação de equipes da Secretaria Municipal de Saúde com a implantação de ações de prevenção contra o uso de drogas e também de conscientização e orientação de doenças sexualmente transmissíveis.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

MAIS FOTOS > Veja na página do A Noticia no Facebook (clique aqui)

CAMPEÕES DOS CITADINOS DE FUT7 DA LIGA SERÃO CONHECIDOS NESTE SÁBADO.

JOGOSeis jogos marcam o encerramento da temporada 2017 da Liga Gabrielense de Fut7 neste sábado, a partir das 14h50min, na quadra de futebol society do Zé, próximo ao quartel da Brigada Militar, no Bairro Santo Antônio. Serão realizadas partidas válidas pelas três divisões. Os jogos definirão os terceiros colocados e campeões nas Séries Bronze, Prata e Ouro.
Os finalistas foram conhecidos na quarta-feira (15/11), quando a Liga realizou a etapa de semifinais. Na Série Bronze, a equipe do NOGI bateu a do Largados por 8 a 4. O time já havia vencido a primeira partida por 4 a 1.
Os resultados colocaram o NOGI na final contra o Nova Aliança, que empatou a primeira e venceu a segunda partida, por 3 a 2, no confronto com o Bira. O jogo deles acontece às 15h50min deste sábado.
Pela Série Prata, o Dácio venceu os dois confrontos contra o Santa Isabel (3 x 2 e 2 x 1) e conquistou o direito de brigar pelo título com o Campo Verde, que passou para a final graças ao saldo de gols. No primeiro jogo, venceu o Galáticos por 5 a 2 e, no segundo, perdeu por 2 a 1. Dácio e Campo Verde jogam a partir das 17h50min.
A grande final da Série Ouro está marcada para às 19h50min, envolvendo as equipes do Divino e Unidos.
O time do Divino venceu os dois jogos da fase de semifinais contra o Unidos da Vila. No primeiro jogo, aplicou 4 a 1 e, no segundo confronto, venceu por 1 a 0.
Já o Unidos teve mais dificuldades na primeira partida, quando bateu o Boleiros por 3 a 2. Na segunda partida foi mais fácil. O time finalista goleou por 5 a 0.
A Liga Gabrielense de Fut7 realiza neste sábado uma campanha de prevenção contra o uso de drogas e também de conscientização e orientação de doenças sexualmente transmissíveis. O trabalho será desempenhado por equipes da Secretaria Municipal de Saúde, através de uma parceria firmada com a Liga e que já teve uma etapa realizada na fase de semifinais.
Confira os jogos:

“CHIAPETÃO” RECEBE ADEQUAÇÕES PARA ATENDER EXIGÊNCIAS PREVISTAS NO PLANO DE PREVENÇÕES CONTRA INCÊNDIOS.

chiap2

Desde sábado (11/11), equipes das secretarias de Educação e de Obras estão trabalhando na reestruturação da área interna do Ginásio Plácido de Castro. O objetivo, segundo o Secretário de Educação, Professor Sildo Cabreira, é concluir as obras ainda nesta quinta-feira (16/11) e garantir o início dos Jogos Intercolegiais de Primavera (Jincop) na próxima sexta-feira.
As obras foram iniciadas após vistoria do Corpo de Bombeiros que determinou a adequação do Ginásio as normas previstas nos Planos de Prevenção Contra Incêndios (PPCI).
O Governo Municipal vai investir cerca de R$ 15 mil no processo de adequação, que, prevê a colocação de guarda corpo (barras de ferro), corrimões, novos extintores e iluminação de emergência. Também estão sendo feitas adequações nos degraus das arquibancadas.
A Prefeitura vinha sendo notificada desde 2014, mas, mesmo com a “pressão” para a regularização, o ginásio municipal, principal palco de eventos esportivos de quadra em São Gabriel, permaneceu funcionando sem atender as exigências.
“Agora, o Corpo de Bombeiros nos deu um prazo e nos atendemos. Aliás, vamos realizar essa obra em tempo recorde. O Ginásio vai estar apto para sediar, com toda a segurança, os jogos estudantis que começam nesta sexta-feira”, disse o Secretário.
Cerca de 1000 pessoas devem assistir a abertura do Jincop.

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK