BANCOS DEVERIA TER VIGILÂNCIA ARMADA 24 HORAS, MAS DESCUMPREM A LEI, DIZ VEREADOR.

Rossano FariasUm levantamento feito antes de 2015 mostrou que a multiplicação de casos de arrombamento de caixas eletrônicos no Rio Grande do Sul triplicaram entre 2012 e 2015. De acordo com o estudo, o aumento se justifica porque os ladrões “descobriram” que correm menor risco no período da noite, do que em ações durante à luz do dia.
Segundo reportagem do jornal Zero Hora, quadrilhas especializadas em assaltos, com bancários e clientes sob mira de armas, migraram para ataques na calada da noite. Para se ter ideia, naquele ano, casos de assaltos diários haviam retrocedido 6,5% no ano anterior.
Em setembro do ano passado, o número de ataques a bancos e caixas eletrônicos com explosivos no Rio Grande do Sul já era igual ao de todo 2016. Um levantamento realizado pela Rádio Gaúcha indicou 51 ataques em 2017 – quase um caso a cada cinco dias.
Segundo o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul, o uso de explosivos em ataques a bancos cresceu de forma assustadora nos primeiros dois meses de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado. Até o meio-dia do dia 2 de março, o uso de explosivos chegou a 18 casos, um crescimento de 225% em relação aos oito registrados no mesmo período do ano passado.
Em nota, divulgada no ano passado, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que acompanha os ataques a caixas eletrônicos com extrema preocupação. Para a entidade, é necessário combater as causas desses crimes, como desarticular as quadrilhas e impedir que os bandidos tenham acesso fácil a explosivos.
A Febraban disse ainda que coopera com as autoridades encarregadas da segurança e que os bancos investem no desenvolvimento de equipes especializadas para garantir a segurança dos funcionários e clientes.
Na região, foram registrados ataques a bancos em Vila Nova do Sul, Santa Margarida do Sul e São Gabriel nos últimos anos.
Em São Gabriel, uma lei de autoria do vereador Claudiomiro Borges, do PR, foi sancionada pelo então prefeito Roque Montagner, do PT, em 2016, obrigando as instituições bancárias a adotarem medidas de segurança também no período da noite. Pela lei, os Bancos deveriam contratar vigilância armada 24 horas.
O tema ganhou destaque no começo desta semana, cerca de dois anos depois da aprovação da lei, com o vereador Rossano Farias, do PSB, cobrando medidas contra as agências bancárias.
Segundo ele, as instituições não estão obedecendo a lei e, conforme relato, estão cientes da situação, mas não estão atendendo a lei por orientações superiores, vindas das agências centrais.
“O nosso objetivo é prevenir. A lei foi criada para dar mais segurança e proteção para a comunidade de São Gabriel. Se os bandidos – que geralmente observam como funcionam os estabelecimentos – notarem que há vigilância 24 horas, com certeza, vão evitar qualquer tipo de conflito… A lei obriga as agências a contratar vigilância, se isso não está acontecendo, vamos cobrar fiscalização e autuação”, argumenta.
As agências tiveram um prazo de 90 dias para se adequarem a nova lei. Após isso, a Prefeitura estaria autorizada a multar as agências (valor de 520 URM – Unidade de Referência Municipal) e, em caso de reincidência, dobrar o valor da multa.
“A lei tem que ser cumprida, mas se as agências tiverem argumentos suficientes que digam que a lei é inconstitucional, que se revogue a lei então. Caso contrário, lei é para ser cumprida”, finaliza.

Anúncios

CARTEIRINHA DO ESTUDANTE: FEDERAÇÃO NACIONAL DO ESTUDANTE APRESENTA PROJETOS PARA SÃO GABRIEL.

30727952_1835311936772252_3408382631886357593_n

O presidente da Câmara de vereadores, Vagner Aloy, o Maninho, recebeu na manhã desta terça-feira a visita do representante da Federação Nacional Estudantil, José Veríssimo Dias, que apresentou diversos projetos para a cidade, dentre eles a proposta de implantação da Carteirinha do Nacional do Estudante, curso de formação para garçons e garçonetes e ensino a distância (EAD).
Todos os projetos são importantes para o desenvolvimento do município, pois oferecem formação profissional, estudantil e entretenimento para a comunidade gabrielense. A Carteirinha do estudante, que é aceita em todo o território nacional, fornece diversos benefícios como descontos em passagens de ônibus, entrada de shows, cinemas e restaurantes e também oferece a oportunidade de realizar convênios com o comércio local.
O curso de formação de garçons é uma proposta para atuação em parceria com entidades dos bairros. Segundo Veríssimo, este curso já é desenvolvido em outras cidades sem custo de mensalidade, sendo 50% teórico e 50% prático.
“Estas propostas são muito importantes para ajudarmos no desenvolvimento dos jovens da nossa cidade. Já fui presidente de Diretório Estudantil enquanto cursei faculdade e sei da importância que é o estudante ter acesso a esta carteirinha. Eles também precisam de incentivos que vão além do que aprendem dentro das salas de aula. Agora o que vamos fazer é buscar parcerias para que estes projetos se tornem realidade”. Afirma o vereador Maninho.

UNIPAMPA APRESENTA PROJETO PARA REVITALIZAÇÃO DE SANGAS.

Um dos projetos desenvolvidos em parceria entre a Universidade Federal do Pampa e a Câmara de Vereadores de São Gabriel já está ganhando forma. Na manhã desta terça-feira o Professor André Copetti apresentou para o presidente Vagner Aloy o projeto para a revitalização de sangas e córregos do município. A grande inovação é a utilização de materiais recicláveis para preservação das encostas.
Este projeto foi pensado para despertar a conscientização da comunidade em não descartar o lixo em sangas, córregos e bueiros. Não é de hoje que a cidade enfrenta dificuldades com enchentes, que alagam casas e ruas, fazendo com que diversas famílias percam seus bens dentro de suas casas.
Muitos desses alagamentos acontecem devido a bueiros entupidos de lixo e córregos obstruídos com restos de materiais de construção ou até mesmo móveis descartados na natureza pela própria população.
“Nós vamos fazer um projeto piloto primeiro. Realizar a revitalização de uma sanga, que vai servir de modelo para todas as outras. O objetivo é realizar o mapeamento e revitalizar a vegetação das encostas de todas as sangas da cidade, para posteriormente chegarmos a um ponto de sustentabilidade, em que até mesmo a água seja despoluída, aí teremos uma cidade modelo”, argumenta o professor Copetti.

CRIADA FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DAS PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS.

 

30724498_1835643273405785_6819181903408549780_n

Vereador Adão Santana (PTB)

A Câmara de Vereadores aprovou durante sessão ordinária do dia 16, o Anteprojeto de Lei, de autoria do vereador Adão Santana, que cria a Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Necessidade Especial (PNE).
Mais abrangente do que as ações das Comissões de Estudos, esta Frente Parlamentar, ao vincular setores legislativos de outras instâncias federativas, fortalece as bandeiras políticas dessas pessoas, bem como iniciativas de aperfeiçoamento e qualificação de normativas.
A Frente funcionará nas dependências da Câmara Municipal de São Gabriel e será composta por Vereadores, que podem aderir por meio de assinatura do Termo de Adesão e terá a seguinte composição: Presidente, Vice-Presidente e demais membros, todos eleitos entre os indicados e terá Estatuto próprio, elaborado e aprovado por seus membros.
Dentre os objetivos estão a alocação de recursos financeiros no orçamento público, empreender ações de políticas sociais, implementar ações que combatam a violência e o abuso contra as crianças e aos adolescentes e proporcionar estudos e debates sobre os direitos dos atendidos.
“Graças à atuação dos órgãos competentes e das ONGs, na luta em defesa das pessoas que portam alguma necessidade especial, que estamos criando esta Frente Parlamentar que tem como objetivo a priorização da definição de políticas públicas, na busca de eliminar se não possível, pelo menos amenizar as dificuldades encontradas pelos cidadãos que possuem alguma necessidade especial”, argumenta o vereador Adão.

VEREADOR PEDE PROVIDÊNCIAS PARA PROBLEMAS DE ALAGAMENTO NA RUA DANGLAR DOS SANTOS MELO.

alagamento

Há mais de um ano, moradores do Bairro Santo Antônio, reclamam de alagamentos em via pública. A água – decorrente de inundações causadas pelas chuvas – acaba invadindo residências e ilhando famílias em casa.
No ano passado, moradores da região prejudicada com os estragos causados pelas chuvas cobram medidas urgentes. Alguns casos, como o da família Seixas (divulgado pelo Blog A Noticia), o problema é recorrente, assim como as reclamações. Uma estudante do Ensino Médio da Escola José Sampaio Marques Luz disse que teve os seus estudos prejudicados por não conseguir sair de casa em dia de chuva.
Ela mora no começo da Rua Francisco Chagas – no acesso a via secundária que passa ao lado da BR-290. Quando chove, a jovem fica ilhada e impossibilitada de sair da residência. Ela conta que o problema é causado pela falta de manutenção em um bueiro e uma valeta que atravessa o terreno e sai na Rua Danglar dos Santos Melo.
O vereador Rossano Farias, do PSB, encaminhou pedido de providência para a Prefeitura Municipal na semana passada. O vereador apresentou ainda fotos que mostram a rua totalmente alagada. No texto, Farias pede a limpeza do bueiro da Rua Danglar dos Santos Melo.
Ainda no ano passado, o Coordenador de Serviço Operacional da Secretaria de Obras, José João Barcellos, disse que a situação é bem complexa e vem se repetindo há anos. Os canos passam por baixo das casas. Na época, a Prefeitura estudava uma solução.
Conforme ele, a região afetada tem um tubo de 60 para toda a água que passa pelo local. A Prefeitura, no final de 2017, desviou parte do fluxo para o lado sul da BR-290. Em uma tubulação, a Secretaria de Obras tirou garrafas pet, sacolas, pneus e pedações de móveis.

CORREIOS ORGANIZA MUTIRÃO PARA ACABAR COM ATRASOS EM ENTREGA DE ENCOMENDAS.

WhatsApp Image 2018-04-18 at 14.32.46

A atuação da Câmara de vereadores na busca de esclarecimento no atraso de entrega das encomendas da agência municipal dos Correios teve repercussão regional. No início da tarde desta quarta-feira o presidente do Legislativo, Vagner Aloy, esteve em reunião com o coordenador de atividades externas da região de Santa Maria, que atende São Gabriel, e recebeu a notícia de que será realizado um mutirão para regularizar o atraso nas encomendas.
Segundo o coordenador, o mutirão vai começar amanhã, quinta-feira, e estará funcionando inclusive aos fins de semana até que seja regularizada a situação. Serão destinados funcionários de outras agências da região para São Gabriel e a data para que tudo se regularize está prevista para o dia 29 deste mês.
O presidente Maninho também esteve em contato com o Coordenador estadual de distribuição dos Correios que garantiu o atendimento para a cidade. “Agora é muito importante que as pessoas esperem suas encomendas chegarem até as suas casas para que o atendimento nos Correios não fique superlotado e atrase o mutirão”, explica o vereador
Estiveram presentes na reunião o vereador Cilon Lisoski e os coordenadores de atendimento e vendas dos Correios Luciana Teixeira e Gilvane Oliveira.

VEREADOR PORTO-ALEGRENSE DO NOVO PALESTRA EM EVENTO EM SÃO GABRIEL.

Felipe Camozzato

Ex-diretor de um grupo empresarial de serviços ambientais, administrador e o único vereador do partido NOVO no Rio Grande do Sul, Felipe Camozzato (foto) vai estar em São Gabriel no próximo dia 28 de abril. O evento – organizado pela direção do partido – será realizado na Casa do Sindicato Rural, no Parque de Exposições Assis Brasil, a partir das 19h 30min. A entrada é franca e o acesso será liberado para toda a comunidade.
Camozzato vai ministrar palestra e apresentar o modelo de gestão do partido NOVO. O vereador explica que a proposta é mostrar como é possível cortar privilégios e diminuir custos visando uma gestão mais eficiente. O encontro vem sendo divulgado nas redes sociais e promete reunir lideranças e apoiadores do partido na cidade.
Conforme Theodoro Focaccia, um dos entusiastas do partido em são Gabriel , “a presença do vereador Camozzato em São Gabriel é importante para que a cidade enxergue uma nova forma de fazer política e conheça o modelo de gestão proposto pelo NOVO. Temos a convicção de que o NOVO representará uma mudança de paradigma na nossa cidade”, avalia.
O partido Novo prega a redução do tamanho do Estado e é crítico ferrenho do modelo tributário do país e das mordomias políticas. Criado em 2011, disputou eleições apenas em 2016 em cinco cidades e elegeu vereadores em quatro, sendo um deles em Porto Alegre.
Como diferencial, o Partido Novo é o único do Brasil a não usar as verbas do fundo partidário, tendo como modelo de financiamento a cobrança de mensalidade de seus filiados, de cerca de R$ 30, e doações, além de exigir que seus candidatos sejam ficha-limpa e que passem por um processo seletivo para candidatarem-se. Além disso, os membros do Diretório não podem estar em um cargo político, evitando a centralização de poder. Para as disputas eleitorais deste ano, o Novo lançou pré-candidatos a deputado estadual (como Fernanda Barth), federal (como Marcel Van Hatten), governador (Mateus Bandeira) e presidente (João Amoedo), que ainda devem visitar São Gabriel.