FRUTO DA VIOLÊNCIA: SÃO GABRIEL REGISTRA A QUARTA MORTE EM 2015.

imagem NatanaelUm homem de 22 anos é a quarta vítima da violência em São Gabriel este ano. O jovem Natanael Garcia Rodrigues morreu no sábado passado (27/06) após passar uma semana internando, em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Santa Casa de Caridade. De acordo com o registro policial, Natanael teria se envolvido em uma discussão com um elemento identificado como Gordo do Zequinha. Durante a briga, um teria atingido o outro. O jovem teve a lesão mais grave, um faconaço na cabeça. O golpe acabou fraturando o crânio. A briga aconteceu no Bairro Beira Rio, no domingo (21/06), próximo a residência da vítima.
A Polícia Civil investiga o caso, que, inicialmente, é tratado como homicídio. O setor responsável pela investigação começou a ouvir testemunhas nesta segunda-feira.
OUTROS CASOS
No dia primeiro de janeiro deste ano, um jovem foi encontrado caído em uma valeta no Bairro São Gregório. Maicon Vasconcelos Mendes, de 19 anos, foi agredido e esfaqueado por três elementos. Ele morreu horas depois no Hospital de Santa Casa.
40 dias depois, outro crime abalou a comunidade de São Gabriel. No mesmo local, pessoas encontraram o corpo de John Lennon Dias de Freitas, de 24 anos. O rapaz foi morto com 49 golpes de facas. Segundo apurou a Polícia Civil, Freitas foi assassinado por integrantes do grupo que defendia por não ter se vingado da morte de Maicon.
Nos dois casos, a Polícia Civil localizou autores e colaboradores. Todos estão presos. Os menores de idade foram encaminhados para Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) de Santa Maria.
Durante o Carnaval 2015, outra morte. Mais uma vez o crime foi cometido por um grupo de jovens.
Um adolescente de 16 anos foi morto na madrugada de terça-feira (terceira noite de carnaval) durante uma briga generalizada após o encerramento de uma festa, no centro da cidade. Dois maiores de idade foram identificados como autores: Pablo de Lima e Silva e Bruno Almeida da Rosa, os dois com 21 anos. Este último é conhecido pelo apelido de Diabo das Taquaras e já matou outro menor, em 2011, durante uma briga. Também foi apontada a participação de Ederson dos Santos Rodrigues, de 19 anos. Três adolescentes também participaram do crime.

PRESO E RECAPTURADO EM CHARQUEADAS.

preso recuperado

Durou cerca de 24 horas a liberdade do preso que fugiu da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), no Rio Grande do Sul. Carlos Evair Souza da Silva foi recapturado na tarde deste domingo (28) em uma operação conjunta da Brigada Militar e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).
De acordo com a Inteligência da Brigada Militar, a prisão ocorreu por volta das 18h30 em uma praça, no centro de Charqueadas. O fugitivo foi reconhecido por um agente da Susepe que estava à paisana. Ele foi encaminhado para prestar depoimento na delegacia de Charqueadas e depois será reconduzido ao sistema prisional.
A fuga ocorreu na tarde de sábado (27), por volta das 18h. De acordo com a Susepe, o detento pulou um dos muros do presídio após o horário de visitas. As circunstâncias da fuga ainda não estão totalmente esclarecidas e serão investigadas pela corregedoria penitenciária.
Desde a noite de sábado (27), uma força-tarefa foi montada para tentar recapturar o fugitivo. Mais de 50 policiais da Brigada Militar e agentes da Susepe foram mobilizado na manhã deste domingo (28) para as buscas em um matagal próximo à penitenciária. Um helicóptero também foi usado na operação.
Não foi a primeira vez que Carlos, natural de Tramandaí, fugiu do sistema prisional. Segundo a polícia, em 2011 ele já havia escapado da Penitenciária Modulada de Osório, no Litoral Norte. Foi encontrado cerca de 10 dias depois.
A Susepe informou que o preso foi condenado a mais de 98 anos de prisão por crimes como latrocínio, homicídio, diversos roubos e porte ilegal de arma. Ele já cumpriu cerca de três anos da Pena na Pasc.
Segundo a Rádio Gaúcha, essa foi a quarta fuga registrada na história da penitenciária. O presídio inaugurado em 1992 como de segurança máxima foi rebaixado ao status de média segurança no início de 2015 pela Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre. A Susepe convocou uma entrevista coletiva para esta segunda-feira.

Fonte: G1

POLÍCIA PROCURA FORAGIDO DA PASC. HOMEM HAVIA SIDO CONDENADO A 98 ANOS PRISÃO.

Carlos Evair Souza da Silva, o Nego Zu

Carlos Evair Souza da Silva, o Nego Zu

Carlos Evair Souza da Silva, conhecido como Nego Zu, fugiu da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) por volta das 18h30min deste sábado. Condenado a 98 anos de prisão, Nêgo Zu cumpriu apenas três anos — a condenação vai até 2110 e o preso tem 27 anos.
Ele responde a crimes hediondos, como homicídio e latrocínio (assalto com morte), além de porte ilegal de arma e 10 condenações por assalto.
Agentes da Brigada Militar (BM), da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e da Polícia Civil fazem buscas na região. Segundo os policiais, a área é de mata e de difícil acesso, e fica pior à noite. A corregedoria da Susepe foi ao local para averiguar as circunstâncias da fuga.
Nego Zu estava preso na primeira galeria do pavilhão A da Pasc. O preso fugiu pulando o muro que dá acesso ao prédio de revista dos visitantes da Pasc, logo após o horário de visitas. Segundo a BM, mais de 50 pessoas fazem buscas na noite deste sábado e madrugada de domingo.

Fuga de Nego Zu é a quarta da história da Pasc
Está e a quarta fuga da história da penitenciária de Charqueadas. O primeiro detento a conseguir escapar da Pasc foi Papagaio, em 1999. Depois dele, Zoreia e Michel Bonotto fugiram. Todos foram recapturados menos de um ano após as fugas. Relembre as outras três fugas, com informações da Rádio Gaúcha:
Cláudio Adriano Ribeiro, o Papagaio, fugiu da penitenciária em 1999. Ele foi capturado no dia 6 de janeiro de 2000, no litoral catarinense.
Sandro Alexandre de Paula, de 26 anos, conhecido como Zoreia, fugiu da Pasc em 2011. Ele foi recapturado no mesmo ano, escondido na penitenciária agrícola de Charqueadas.
Michel Bonotto fugiu da PASC em 2012, após Richely Bonotto trocar de lugar com o irmão, e Michel sair pela porta da frente do presídio. Foi capturado na Bahia, alguns meses depois.

FONTE: Diário de Santa Maria

ACIDENTE NA MADRUGADA DE DOMINGO. MOTOCICLISTA É ENCAMINHADO PARA HOSPITAL EM ESTADO GRAVE.

Um jovem de 21 anos ficou gravemente ferido em um acidente de trânsito na madrugada deste domingo (28/06) no centro de São Gabriel. O motociclista Eduardo Marques Vattimo Vaz foi levado para o Hospital de Santa Casa de Caridade em estado grave. O socorro inicial foi feito por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
O acidente aconteceu, por volta de 2h20min, no cruzamento da Rua Maurício Cardoso com Coronel Soares. Testemunhas contam que o veículo Fiat Uno, dirigido por Vagner Diniz Olaz, de 20 anos, atravessou a preferencial em alta velocidade. Eduardo – que trafegava sentido norte/sul – foi atingido em cheio. A moto e o motociclista foram lançados contra a parede de uma casa. De acordo com a Polícia, o Fiat Uno também teria batido na mesma residência.
O motorista do Fiat Uno foi preso em flagrante. A Polícia confirmou que Vagner estava embriagado. O teste do bafômetro registrou 0,76mg/l. O delegado plantonista da cidade de Quarai, Fábio Ferreira Miguez, não havia estabelecido fiança.

BANDIDOS ROUBAM CARGA DE CIGARROS E MANTÉM DOIS HOMENS DE REFÉNS.

caminhão cigarros

Dois homens foram mantidos reféns durante um roubo a carga de cigarros na tarde de quinta-feira (25/06). O assalto aconteceu na BR-158, no interior de São Gabriel, na região de Pau Fincado. De acordo com a Polícia Civil, os bandidos renderam o motorista de um caminhão e fugiram com o carregamento em direção a área central do Estado. O condutor do transporte, Rogério Halberstadt, de 36 anos, foi mantido sobe a mira de uma arma e liberado em Caçapava do Sul. Outro homem, motorista de uma van escolar que passava pelo local, também foi detido e liberado na cidade vizinha. O crime aconteceu por volta de 17 horas.
O veículo – da empresa Souza Cruz – ia de Santa Maria para Alegrete. O caminhão foi interceptado por um automóvel Focus Sedan, placas ITT 3115, ainda no interior de São Gabriel. O motorista conta que cinco homens encapuzados estavam no carro. Um deles teria apontado uma arma e obrigado o condutor a seguir em direção a uma área de campo localizada as margens da rodovia.
Os bandidos abriram com machados um buraco na lateral do caminhão e transferiram a carga para outro veículo. “Quando faziam isso, a van escolar surgiu. Foi por isso que os bandidos prenderam o motorista. Ele acabou vendo toda a ação”, disse o policial do Setor de Investigações.
O delegado de polícia, José Soares de Bastos, confirmou que a ação demonstra que a quadrilha é especializada neste tipo de crime. As investigações iniciais estão sendo feitas pela equipe de São Gabriel, mas não está descartado que o caso passe para uma Delegacia especializada neste tipo de modalidade criminal.

QUANDO A INTERNET VIRA ARMA DA “PEDOFILIA”.

“Se conselho fosse bom a gente não dava, vendia”. Mas, tudo bem, indo contra o dito popular, eu começo esse texto aconselhando os pais. “A internet é uma ferramenta importante em vários aspectos para a formação intelectual da criança, mas não deve ser um objeto de uso sem fiscalização”.

pedofilia

POLÍCIA DE SÃO GABRIEL IDENTIFICOU HOMEM QUE USAVA PERFIL FALSO NO FACEBOOK PARA CONTATAR CRIANÇA.
Em São Gabriel, a Polícia Civil descobriu, depois de alguns meses de investigação, a identidade de um homem que usava um perfil falso no Facebook para satisfazer desejos sexuais com crianças. Pelo menos uma menina, de nove anos, foi confirmada como vítima do pedófilo. De acordo com o delegado de polícia, José Soares Bastos, desde janeiro deste ano, o homem – de 29 anos – vinham mantendo contatos com a criança através de mensagens. A denúncia foi feita pela mãe da vítima que flagrou uma tentativa de contato feita pelo suspeito. Ela conta que ao olhar o celular, viu que o homem teria mandado imagens de órgãos sexuais masculinos para a sua filha.
O caso ainda está sendo apurado. A Polícia Civil apreendeu, na residência do suspeito, telefone celular, computador e um tablet. O material foi encaminhado para o Instituto Geral de Perícias (IGP), em Porto Alegre. O delegado aguarda o resultado do laudo técnico.
No entanto, o próprio suspeito admite o diálogo com a menina. “Ele alega que não sabia que se tratava de uma criança. Ele disse que sempre utilizou o celular e a foto da menina não dava para identificar”, disse o delegado.
Segundo a Polícia Civil, o crime é qualificado como aliciamento de menor. Como o suspeito havia pedido fotos da menina, acredita-se que o objetivo era expor a imagem da criança. “Além de pedir fotos da menina nua, ele tinha conversas libidinosas. A finalidade era de que ela se expusesse”, concluiu o policial.
Conforme a Polícia Civil, o suspeito se apresentava no facebook como nome de Paulo Alcântara TRA. O perfil foi desativado após a ação policial.
Até parece clichê recomendar para os responsáveis por crianças monitorarem cada vez mais o que filhas e filhos fazem na Internet. Mesmo assim, pedófilos têm usado cada vez mais a Rede Mundial de Computadores, e outros dispositivos modernos de Comunicação, para atacar e aliciar crianças. No Piauí, meninas e meninos têm sido vítimas em casos de pedofilia. E entram nas estatísticas de casos que mais crescem contra crianças e adolescentes.
Pedófilos são pessoas desequilibradas que têm taras, geralmente sexuais, por crianças. É uma doença. A utilização do termo monstro lhes cai muito bem.

Não dá para acreditar em tudo o que se vê na internet e muito menos acreditar (de imediato) no que é dito do outro lado do computador

Não dá para acreditar em tudo o que se vê na internet e muito menos acreditar (de imediato) no que é dito do outro lado do computador

Primeiro os pedófilos entram em sites e grupos de discussão de temáticas infantis e infanto-juvenis, geralmente personagens queridos e da moda. Fingindo ser da mesma idade (geralmente entre sete e dez anos), e até utilizando linguagem própria de meninas e meninos, começam a conquistar amizade e a ter contatos mais fraternais. Trocam inicialmente informações básicas, para depois tratar de assuntos mais pessoais. Um dos casos investigados envolvia fãs dos personagens Monster High (com desenhos animados, jogos e infinidade de produtos infantis).
O segundo passo da rede de pedofilia, já com a confiança das vítimas, é convidar as meninas para conversas via imagens (geralmente webcams – câmeras de vídeo). É nesse passo que as crianças-vítimas, de maneira inocente, são convidadas a fazer gestos obscenos, poses constrangedoras e até a tirar a roupa.
Os atos são tidos como despropositados já que as meninas pensam estar papeando com amiguinhas, achando que estarão fazendo brincadeiras.
De acordo com a Polícia, todo esse material termina sendo repassado em redes de pedófilos de todo o mundo. “Depois de cair em redes de pedófilos, que trocam esse material a toda hora, fica mais difícil de encontrar quem espalhou. Isso se torna viral”, afirmam os policiais.
No Piauí, o esquema de pedofilia só veio à tona porque a mãe de uma das meninas vítimas, moradora de Teresina, começou a notar comportamentos estranhos da filha quando estava no computador utilizando a Internet. Os ataques ocorriam após interpelação em fórum sobre os personagens Monster High. A mãe decidiu monitorar os passos da filha e constatou que a mesma era vítima de pedofilia.
Para combater este tipo crime no Estado, foi criada a força tarefa informal contra a pedofilia, composta pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente – Vítimas – DPCA, o Greco – Grupamento de Repressão ao Crime Organizado, e o Setor de Inteligência. Os mesmos começaram a monitorar a rede de pedofilia com técnicas policiais avançadas e especializadas para o tipo de caso.
As investigações foram tão bem executadas que chegou-se ao líder da quadrilha de pedófilos em pouco tempo. Ele mora na cidade de São Paulo e sabe-se até o endereço de onde partiram os ataques às crianças do Piauí. O crime não foi em flagrante e ele, líder do esquema, precisa ser ouvido para prestar depoimento para aí sim o inquérito ser concluído e a Justiça tomar providências de prisão.

Compartilhar vídeos ou fotos com conteúdo sexual envolvendo menores de idade pode resultar em uma pena de três a seis anos de prisão, além de multa. Segundo dados da Safernet, ONG que combate crimes virtuais, o Brasil é o principal consumidor do mundo de pornografia infantil na internet.
Brunno Barbosa, publicitário e jornalista, decidiu fazer uma campanha contra o consumo de material pornográfico infantil. Em parceria com o portal humorístico Sensacionalista, foi publicada uma notícia fictícia de uma menina brasileira de 12 anos que colocaria silicone para posar nua e conseguir dinheiro para viajar à Disney, nos Estados Unidos. A curiosa “matéria” dizia que ela teria feito isso com uma grande promessa de dinheiro e somente apareceria em uma revista russa local, porém, as fotos teriam vazado e estavam disponíveis online para usuários brasileiros. No final do texto, havia um link para as supostas imagens.

Governo do Paraguai investiu em propaganda (conscientização) para combater o crime. Uma campanha publicitária alerta para várias situações envolvendo fotos na Internet

Governo do Paraguai investiu em propaganda (conscientização) para combater o crime. Uma campanha publicitária alerta para várias situações envolvendo fotos na Internet

Nos primeiros dias, aproximadamente 60 mil pessoas clicaram no link, que redirecionava para uma página onde mostrava a foto do usuário atrás das grades, com o seguinte aviso: “Cuidado, ser voyeur de criança é crime. Não alimente essa indústria criminosa”.
Com a viralização da notícia fictícia, a campanha seguiu conforme a estratégia traçada e a matéria acabou aparecendo primeiro lugar em sites de buscas quando pessoas buscavam “fotos de garotas nuas”. Antes de completar um mês, cerca de sete mil pessoas buscaram, acessaram a matéria e foram atrás do link com as fotos. O perfil mudou e passou a ser de homens com idades entre 25 e 55 anos. “Entendi que esse era o público-alvo da campanha, era para essas pessoas que eu precisava direcionar os meus esforços”.

O Governo do Paraguai vem divulgando uma campanha que ganhou destaque mundial. “Cuidado com lo que subís a Internet” é o que pede uma campanha para conscientizar as pessoas, principalmente os jovens, para que eles tomem cuidado com o que postam nas redes sociais, pois uma vez postado, pode parar em qualquer lugar.
A campanha, encomendada pela Secretaria Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação e pela Secretaria Nacional de Crianças e Adolescentes, traz um vídeo simples e direto, onde uma menina – usando biquíni – tira fotos com amigas na piscina. As imagens são compartilhadas por outros adolescentes, até que vai parar nas mãos de um pedófilo, que as altera e anexa a uma página voltada para a prostituição de crianças.

DELEGADO BASTOS É EMPOSSADO OFICIALMENTE.

delegado

O novo delegado de São Gabriel, policial José Soares de Bastos, foi empossado oficialmente na tarde de quarta-feira (24/06), em evento organizado pela Polícia Civil na Câmara Municipal de Vereadores. A solenidade teve a presença do Diretor de Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado João Silveira Goulart; do Delegado Regional da 9ª Delegacia Regional, policial Alcindo Romeu Martins; dos prefeitos de São Gabriel, Roque Montagner, e de Santa Margarida do Sul, Luis Felipe Brenner Machado; do Juiz da 1ª Vara, Tiago Tweedy; das Promotoras de Justiça Lisiane Villagrande Verissimo da Fonseca e Aline Baldissera; dos vereadores Marcos Vieira e Antônio Devair Moreira; de representantes da Brigada Militar, do Exército Brasileiro, Conselho Tutelar, da Prefeitura Municipal de Vila Nova do Sul e delegados de Rosário do Sul e Santana do Livramento.
Bastos deixou claro que quer uma polícia mais atuante junto da comunidade. Segundo ele, para se fazer polícia de qualidade é necessário que haja um diálogo constante com a sociedade.
“Hoje, a Polícia Civil é parceira de São Gabriel e quer continuar ajudando o Município a escrever a sua história com a tarefa que nos cabe: atendendo a comunidade, promovendo e mantendo a segurança, além de conduzir investigações criminais… Não é por acaso que São Gabriel é considerada uma das cidades mais seguras do Estado”, comentou.
O delegado garantiu que será mantida a metodologia que deu certo nos últimos anos, com a repressão qualificada ao tráfico de drogas, atendimento e investigações especializadas em infrações penais contra grupos vulneráveis, atos infracionais praticados por adolescentes e investigações e repressão de crimes contra pessoas e contra o patrimônio.
Se o tráfico aparece como uma das principais mazelas da sociedade, para o delegado, em São Gabriel (e região), umas das questões que parece atenção especial é o abigeato.  Ele admitiu que vai buscar melhores soluções para este tipo de crime.
O policial lembrou que a Delegacia de Polícia possui um elevado índice de pessoal, mas, garantiu que a deficiência de servidores é suprida com o esforço coletivo dos policiais.
O delegado finalizou dizendo que a Polícia vai seguir trabalhando integrada com outras instituições, como Poder Judiciário, Ministério Público, Brigada Militar, Secretarias Municipais, Vigilância, Inspetorias, Conselho Tutelar, Câmara Municipal e Prefeitura Municipal. “No entanto, entendemos que o sucesso depende de um bom relacionamento da Polícia com a comunidade. As portas da Delegacia e do Gabinete do Delegado vão estar sempre abertas. A população, portanto, deve pautar a nossa atuação, elegendo as demandas prioritárias. Ao fim, é para a sociedade que devemos prestar contas de nossas ações e também dos nossos resultados”.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.653 outros seguidores