BALANÇO GERAL: “PRESIDENTE DO LEGISLATIVO IMPEDE QUE SEJAM FEITAS FILMAGENS DE SESSÃO DA CÂMARA”.

Olha, eu andei falando com alguns vereadores, na semana passada, e eles afirmaram que a decisão de mudar de horário das sessões legislativas – que antes aconteciam nas segundas e quintas no período da noite – para a meio dia tem a ver com redução de gastos. Segundo eles, a Câmara conseguiu economizar com energia elétrica e horas extras. O valor é bem significativo, mas ainda não tenho esses números em mãos.
Acontece que a decisão – que é justificada financeiramente – esvaziou ainda mais o Plenário da Câmara de Vereadores. De noite, já não tínhamos público (e quando falo em público, quero me referir a populares, representantes de moradores e tal) e agora, ao meio dia, esse público praticamente não existe.
Não cheguei a ver nada de errado no vídeo publicado pelo colega Cláudio Castro, mostrando o “esvaziamento” da Casa do Povo. Acho que caberia, no entanto, ao Presidente da Casa, o Vereador Claudiomiro Borges (homem esclarecido, pessoa tranquila e de fácil diálogo) justificar a decisão e analisar o resultado final. Será que realmente está sendo positiva essa decisão?
Agora, em hipótese alguma, como imprensa, vou concordar com a postura da Administração da Casa em barrar um colega e impedir o trabalho dele. Aliás, não precisaria o Cláudio ser radialista, jornalista ou repórter. Afinal de contas, se a Câmara é a Casa do Povo, como pode o presidente querer impedir que o povo filme o que acontece no seu interior, ainda mais quando se sabe que as sessões são públicas.

SÃO GABRIEL TEM, HOJE, A MELHOR ESTRUTURA DE ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA DA REGIÃO.

bombeiros homenageados

Bombeiros (Acy da Silva Umpierre Neto e Hortêncio Costa Machado Júnior, ao lado de Luis Fernando Porto) serão homenageados na Câmara Municipal de Vereadores

Eu sei que a descrição de algumas técnicas é bem difícil de entender para quem é leigo no assunto. Então, resumindo os fatos, isso significa que os profissionais que atuam na área de atendimento de emergência estão, a todo momento, buscando aperfeiçoamento na maneira de atender as ocorrências.
Hoje, São Gabriel tem a melhor estrutura de atendimento de emergência de toda a região e essas são palavras do comandante do Quartel de Corpo de Bombeiros de São Gabriel, Major Márcio Farias, que inclui nesta avaliação a unidade de resgate dos bombeiros e também do SAMU.
É tão natural o gabrielense ver os veículos de resgate “correrem” pelas ruas da cidade, que a importância do trabalho dos socorristas, às vezes, passa despercebida.
É com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a qualidade do serviço que é prestado no Município, que o ex-funcionário público Luis Fernando Porto, homenageou, na tarde de ontem, dois bombeiros que representam, na prática, toda a capacidade da Unidade de Resgate de São Gabriel.
Porto teve uma parada cardíaca no dia 3 de fevereiro, no interior do Município, e pode dizer com certeza: só está vivo porque foi muito bem atendido pelo Corpo de Bombeiros.
Segundo o comandante Márcio Farias, os soldados que atenderam a ocorrência massagearam o paciente por cerca de 40 minutos (tempo que levou para fazer o deslocamento do interior para o Hospital). Porto chegou a ter seis costelas fraturadas por causa das massagens e devido a persistência dos socorristas.
Ele foi hospitalizado em estado grave e depois transferido para Santa Maria. Quarenta e três dias depois do ocorrido, Porto já está em casa e ainda se recupera do susto.
Ele reconhece que está vivo graças a atuação dos bombeiros. “Os médicos me disseram. O socorro foi muito bem feito. Se não fosse o atendimento inicial, tu não estarias vivo”, comenta.
O atendimento oferecido a ele é uma rotina na vida de quem trabalha com socorro e emergências. Nos últimos meses, pelo menos dois casos chamaram a atenção devido a gravidade. Um deles é do médico e ex-Secretário de Saúde de São Gabriel, Paulo Fernando Forgiarini. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e a técnica dos socorristas foi essencial para que ele chegasse com vida no Hospital. Hoje, o médico permanece hospitalizado, em Porto Alegre, em coma induzido.
Os bombeiros serão homenageados com Voto de Louvor na sessão plenária de hoje (ao meio dia), na Câmara Municipal de Vereadores, pelo Vereador Adão Santana, do PTB.
“É preciso destacar o trabalho desenvolvimento pelos nossos bombeiros. E aqui é em São Gabriel é excepcional. Por isso precisa ser mostrado”, disse o Vereador.
São Gabriel, além de profissionais capacitados, tem uma estrutura modelo para toda a região. Enquanto, a maioria das cidades está fechando os seus quartéis ou não possuem veículos de resgate, São Gabriel possui duas Resgates do Corpo de Bombeiros e ainda o SAMU. Para se ter ideia, Santa Maria, atualmente, não possui resgate.

SARGENTO QUE BALEOU COLEGA TEM A PRISÃO PREVENTIVA DECRETADA.

policial baleado

Crime aconteceu na quinta-feira e PM foi socorrido por colegas

A Justiça Militar de Santa Maria decretou na sexta-feira (10/03) a prisão preventiva do Sargento da BM, Paulo Assis, de 43 anos, que atirou contra um colega, na tarde de quinta-feira (09/03), dentro do 4º Esquadrão da Brigada Militar de São Gabriel. O policial foi encaminhado ao Presídio Militar, em Porto Alegre. De acordo com a Rádio Gaúcha, a Justiça terá o prazo de até 20 dias para concluir a investigação.
O caso aconteceu dentro da Seção de Processamento de Ocorrências (SPO) da BM. O sargento Jean Santos, de 47 anos, foi alvejado duas vezes, no peito, e socorrido pelos colegas em uma viatura da Brigada Militar. Ele foi encaminhado para o Centro Cirúrgico do Hospital de Santa Casa de Caridade e depois internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O outro PM (Assis) foi detido em flagrante dentro da própria Unidade.
Apesar da violência, o diagnóstico é positivo e Jean está se recuperando. No final de semana, foi transferido da UTI para a Ala Verde do Hospital.
Motivos pessoais causaram o conflito, embora a Brigada Militar não confirme oficialmente as causas. Jean, que atua como salva vidas, retornou recentemente da Operação Golfinho, e estava se apresentando na Unidade. O atirar, Assis, já havia sido retirado do serviço de rua por causa de uma denúncia de violência doméstica e, desde então, trabalhava apenas na área administrativa.
Em entrevista a Rádio São Gabriel, na sexta-feira passada, o comandante do 4º Esquadrão, Capitão Rafael Assis Brasim, admitiu que o caso estava sendo apurado.
“Neste momento, não é possível dizer o que aconteceu com exatidão, pois não sabemos ainda o contexto, e o acusado não é preciso no que fala. Acreditamos que a motivação está relacionada a uma questão particular entre eles”, relatou.
Os dois sargentos têm quase 30 anos de serviços prestados à BM, sendo pelo menos 10 deles servidos no quartel de São Gabriel.
O capitão confirmou o que vinha sendo comentado extraoficialmente. Segundo ele, o sargento preso trabalhava na seção dele quando a vítima entrou na sala. Ele teria atirado duas vezes, e um dos tiros acertou o colega na altura do peito. Em seguida, o responsável pelos disparos foi desarmado e imobilizado pelos colegas.
“Não se trata de um crime comum, já que aconteceu dentro de um quartel, então, ele vai responder por crime militar”, disse Assis Brasil.
A arma, um revólver calibre 38, era a utilizada pelo PM durante o trabalho. Ela foi apreendida e fará parte do Inquérito Policial Militar (IPM).

HOMEM É PRESO COM DROGA, DINHEIRO E CONTRABANDO EM BAR NO BAIRRO MATO GROSSO.

WhatsApp Image 2017-03-10 at 17.59.29

A Polícia Civil de São Gabriel prendeu no final da tarde desta sexta-feira (10/03), por volta de 17 horas, no Bairro Mato Grosso, o elemento Marcos Vinícius dos Santos Cabreira. Num bar – de propriedade dele, na Rua Alfredo Porciúncula, os policiais encontro uma pequena quantidade de cocaína e próximo de um balcão de atendimento, também foram localizados 15 envelopes de paracetamol. De acordo com os policiais, o medicamento é misturado com a droga e depois vendido.
Cabreira não estava no local quando os policiais chegaram. Logo que avistou a Polícia na residência, ele tentou fugir. Mas acabou sendo impedido. Depois acabou confirmando que a droga pertencia a ele. A Polícia Civil ainda apreendeu diversos pacotes de cigarros (contrabando), uma balança e mais de R$ 2 mil.

POLICIAL MILITAR ATIRA EM COLEGA DENTRO DO ESQUADRÃO.

POLICIA 2 - BLOG

Jean foi socorrido por colegas

Um policial militar foi ferido gravemente após uma discussão no interior do 4º Esquadrão da Brigada Militar, em São Gabriel, no começo da tarde desta quinta-feira (09/03). O sargento Jean foi alvejado duas vezes, no peito, e socorrido pelos colegas em uma viatura da Brigada Militar. Ele foi encaminhado para o Centro Cirúrgico do Hospital de Santa Casa de Caridade. O outro PM (Assis) foi detido em flagrante dentro da própria Unidade.

Os policiais não informaram as razões para o conflito, mas relatos revelam que a briga não tem a ver com questões profissionais. Os dois envolvidos são sargentos, mas apenas Jean (que retornou nesta semana da Operação Golfinho) realizava serviços de policiamento. Assis atuava na área administrativa.

Neste momento, Policiais Militares estão reunidos na área de acesso ao Pronto Atendimento do Hospital aguardando informações.

PROMOTORA DE JUSTIÇA E POLICIAIS SERÃO HOMENAGEADOS NA NOITE DE HOJE NA CÂMARA MUNICIPAL.

A Câmara de Vereadores de São Gabriel realiza na noite desta quinta-feira (09/03), em Sessão Solene, de entrega de voto de louvor para a Promotora de Justiça e policiais civis e militares. A homenagem é uma proposição do Vereador Evaristo de Oliveira – aprovada por unanimidade – e acontecerá às 19 horas. A proposta, segundo ele, é destacar o trabalho realizado pelos agentes de segurança pública, junto com o Ministério Público, no episódio que resultou na identificação de 19 pessoas envolvidas na morte de um policial militar.
De acordo com o delegado de polícia José Soares Bastos, responsável pelas investigações, todos os envolvidos foram indiciados por homicídio qualificado e dano ao patrimônio (em relação a um carro, do soldado, que foi depredado), além de corrupção de menores no caso dos adultos.
A Polícia Civil concluiu a prisão de 10 maiores de idade e a apreendeu nove adolescentes. Sete foram encaminhados para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (FASE) de Santa Maria. Duas meninas apreendidas foram levadas para a Fase de Porto Alegre. Os maiores de idade foram encaminhados para o Presídio Estadual de São Gabriel.
O Vereador destacou o trabalho de investigação realizada nos meses de janeiro e fevereiro, mas garantiu que a homenagem é uma maneira destacar um trabalho que vem sendo desempenhado há anos, “onde os policiais atuam com salários parcelados, com deficiência de efetivo, sem investimentos em veículos e equipamentos. Eles fazem um trabalho excelente, apesar de falta de incentivo do Governo”, argumentou.
ENTENDO O CASO
Bento Teixeira Júnior foi agredido por um grupo de pessoas em uma briga, na manhã do dia 25 de dezembro, no estacionamento do Posto Batovi. O policial estava de folga e tentou acabar com o conflito, mas terminou sendo espancado por integrantes do chamado Bonde do João de Barro.
Na briga, o policial militar matou um adolescente de 16 anos – João Gabriel Ferraz da Silva, esfaqueou um dos agressores – Silvio Jobim D’Ávila, de 36 anos e baleou um terceiro elemento, identificado como sendo Alisson de Quadros Fagundes, de 19 anos. Este último, segundo as investigações, teria ameaçado o policial e ido ao encontro do PM logo depois que Gabriel foi alvejado. Durante as investigações foram presas (ou apreendidas) 19 pessoas.

Confira os homenageados:
Capitão da BM, comandante do 4º Esquadrão – Rafael Assis Brasil; Tenente Adriano Veras; Sargento Diego Nunes Freitas; Sargento Paulo Antônio Sampaio; Sargento Sandro Guedes Brum; e os soldados Jonatas Santos Silveira, Dilmar Bonilha da Silva, Leonardo Soares da Silveira, Anderson Vicente Nunes, Augusto da Rocha Mendes, Cezario de Figueiró Oliveira, Leonardo Freitas Anhanha, Débora Eliane dos Santos João, Diego Cabral Moreira Charão, Luis Fernando da Silveira Rodrigues, Evandro Bairros Duarte, Bruno Machado Macedo, Luciano Ferreira Machado, Evaldo Obaldia Guedes, Jorge Nicael Oliveira Lopes e Gidson Roger Gomes Cardoso.
Também serão homenageados os policiais civis: Delegado de Polícia José Soares de Bastos; e os policiais Debora de Andrade Berny, Silvio Muller Júnior; Paulo Adriano Cunha da Silva, Jaques Viglemar Machado Oliveira, Gislaine Maria dos Santos Pereira, Silvio Renato dos Santos Pereira, Ubirajara da Cruz Freitas, Samuel Machado Nunes, Rufo Glicerio Nunes Marques, Edson D’Ávila Lopes, Paulo Jamesson Ribeiro de Souza, Paulo Sérgio Soares Salau, Luis Amadeo Formanowicz, Antônio Marcos Pinos da Silva, Marcelo da Silveira Machado, Idel Felipe Barcellos Maciel, Juliano Prado Netto, Emerson Ferreira da Rosa, Jorgielen Chagas Borges, Francelle Veiga dos Santos Costa, Cíntia Regina Corrêa dos Santos, Evandro Obaldia Guedes, Lidiane Veiga Mendes da Rosa, Maria Rita Buere Pinto de Souza, Nasion Guilherme de Moraes Marques, Cristiane Seixas Sampaio e Joceane Amag Righi.
Também receberá o Voto de Louvor a Promotora de Justiça, responsável pela Promotora de Justiça Criminal de São Gabriel, Lisiane Villagrande Veríssimo da Fonseca.

MAIS DE 10 CIDADES DA REGIÃO CENTRAL FICARÃO SEM POLICIAMENTO DA BM DURANTE TODO O DIA.

O patrulhamento intermunicipal em mais de 10 cidades da Região Central do Estado será diretamente afetado pela decisão do comando-geral da Brigada Militar que suspendeu esse tipo de atividade. Na prática, dos 19 municípios que estão sob a área de cobertura do 1º Regimento de Polícia Montada, 11 deles serão diretamente impactados pela decisão. A medida objetiva minimizar o déficit de efetivo enfrentado pela corporação no Estado. As informações são da Rádio Gaúcha.
O 1º RPMon conta, atualmente, com 354 policiais militares, sendo que há uma defasagem de 45% no efetivo, conforme o comandante do 1º RPMon, Erivelto Hernandes Rodrigues.
Até a determinação da BM, Dilermando de Aguiar, São Pedro do Sul e Toropi; Mata e São Vicente do Sul; Faxinal do Soturno, Ivorá, Nova Palma e São João do Polêsine; Nova Esperança do Sul e Vila Nova do Sul faziam uso integrado do patrulhamento ostensivo com os policiais dessas cidades. Agora, eles passam a ter, novamente, pequeno número de policiais. Como em alguns casos há apenas um PM, as cidades ficam sem patrulhamento durante todo o dia.
O patrulhamento permitia, nesses municípios, que a BM estivesse atenta às ocorrências nas cidades durante 24 horas por dia. Contudo, em janeiro deste ano, o comando da Brigada admitiu a possibilidade de rever a estratégia de policiamento em municípios menores.
Esse tipo de patrulha, que vinha atuando na região desde 2014, era composta, basicamente, por policiais de cidades distantes até 25 quilômetros entre si. As guarnições costumavam se revezar em turnos de patrulhamento. Com isso, muitas localidades ficarão, agora, sem nenhum brigadiano.
O tenente-coronel Hernandes reconhece que a situação trará um comprometimento ao enfrentamento da criminalidade na região. Além disso, ele adianta que já foi solicitado aos prefeitos das cidades da região um trabalho integrado e articulado para, ao menos, minimizar a criminalidade nos municípios que ficarão desguarnecidos de efetivo. O tenente-coronel lamenta que a decisão, quanto à suspensão do patrulhamento intermunicipal, não tenha prazo para ser revogada.
“Neste primeiro momento, estamos acatando essa decisão do comando da Brigada Militar. Mas vamos comunicar, por meio de um estudo detalhado, ao escalão superior, que necessitamos, sim, a utilização das Patris (Patrulhamento Intermunicipal) pelo baixo número de efetivo”.