VINGANÇA OU JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOS?  FURTOS SÃO CAUSAS PROVÁVEIS PARA CINCO MORTES EM SÃO GABRIEL.

22047318_1886387448277133_1338481640_o

No Caso Rodrigo Baldecera, o crime aconteceu no interior do Município, na casa da vítima, localizada próximo a residência da família do acusado. No local, os Baldecera reclamavam de altos índices de furtos e casos de abigeato

Três casos de homicídios ocorridos entre setembro de 2017 e fevereiro deste ano chamam atenção para um fato: as investigações revelam que as mortes teriam sido motivadas por vingança em casos de furtos e ataques a propriedades ou bem ligados aos autores ou mandantes.
Foram cinco mortes em menos de cinco meses e, em todas elas, as vítimas foram assassinadas por pessoas que acreditavam estar “fazendo justiça” com as próprias mãos. É o que revela os dados apresentados pela Polícia em relação ao caso Rodrigo Baldecera Ramiro, preso depois de matar com seis tiros o trabalhador rural João Antônio Soares da Silva , de 57 anos, na localidade de Faxinal, no interior de São Gabriel.
O crime aconteceu no dia 23 de setembro, em frente a casa de João Silva, no Faxinal. O empresário Rodrigo alegou legítima defesa, pois, segundo ele, a vítima teria puxado uma arma.

11041669_444790522342506_7607252131584689580_n

Diorge foi morto na terça

Investigações apontaram que Rodrigo já havia feito queixa na Polícia Civil informando casos de abigeato na região e apontando a vítima como autor dos crimes.
O caso de maior repercussão, no entanto, aconteceu em janeiro deste ano, no Bairro Gabrielense, na zona sul da cidade. O responsável pelos tiros que mataram os irmãos Maicon e Conrado e o amigo deles, Igor, identificado como sendo Pablo Samuel Prado Marcelino, de 24 anos, foi preso no domingo passado em Frederico Westphalen.
Mais dois elementos são acusados de envolvimento no crime. Um deles é o motociclista Anderson Rodrigues, vulgo Gordo Pit, responsável por conduzir a moto que levou e tirou Pablo Samuel do local do crime.
Também foi indiciado o detento João Júnior Arruda Nunes, conhecido pelo apelido de Gordo Arruda. Ele é apontado como mandante do crime e também o responsável pela causa provável.
Em um áudio – em poder da polícia – Arruda diz que a cabeça de Conrado estava a prêmio, indicando claramente que queria a sua morte. O motivo seriam ameaças feitas por Conrado e ainda uma suspeita de furto a residência de familiares de Arruda.
A quinta morte, ocorrida na terça-feira passada, também tem relação direta com um caso de furto. Pelo menos é o que indica a investigação baseada em relatos de testemunhas.
A vítima Diorge Antunes Nunes, de 28 anos, foi assassinada no Balneário Passo do Pinto, na Vila Santa Brígida, depois de discutir com Wladimir Flores da Silva, de 38 anos, e o filho dele, Daniel Santiago da Silva, de 21. Daniel teria esfaqueado a vítima em três partes do corpo.
O motivo para o crime é ainda apurado pela Polícia Civil, já que os responsáveis pela morte ainda não se apresentaram. O delegado de polícia, José Soares Bastos, no entanto, confirma que uma testemunha disse ter ouvido os envolvidos acusarem Diorge de furto de um pneu.

EM VILA NOVA DO SUL
Um homem que foi encontrado morto em uma estrada no interior de Vila Nova do Sul em novembro. Evandro Ribeiro da Silva, de 37 anos, foi encontrado caído em uma estrada na localidade de Cerca de Pedra.
Conforme o delegado José Soares Bastos, Silva foi assassinado com um tiro na cabeça. Inicialmente, a suspeita era que ele teria morrido após um acidente de trânsito, já que foi encontrado caído ao lado da motocicleta, sem capacete e com ferimentos na cabeça. Após ter sido encaminhado para a perícia, foi constatado que se tratava de um homicídio.
A Polícia Civil trabalha com mais de uma linha de investigação. Uma delas, tem como base o histórico de Silva, com várias ocorrências de envolvimento com abigeato na região. Os policiais admitem que não é descartada a hipótese de retaliação de alguém que tenha sido vítima dele.

FURTOS NA CIDADE
Casos de furtos acontecem quase que diariamente em São Gabriel. Somente nesta semana, três situações de ataque a residências – em bairros da cidade – foram divulgados em redes sociais. E um deles, o vereador Rossano Farias – que estava viajando – alega ter chegando em casa e se deparando com as janelas quebradas. Os bandidos não levaram nada.
Nas proximidades da casa dele, no entanto, outras casas foram atacadas e os ladrões conseguiram fugir levando objetos de valor.
No dia 2, na Rua Regina de Abreu Altíssimo, no Bairro Pro Morar, uma residência foi arrombada. E pior. A luz do dia. Os ladrões arrombaram a porta da frente e furtaram alimentícios que estavam no balcão da cozinha e na geladeira.
Em janeiro, A Brigada Militar prendeu um dos autores de furtos. O ladrão estava fugindo, em via pública, quando foi localizado. Ela havia furtado um botijão de gás de uma casa na Rua Catuçaba, na Vila Mariana. A vítima disse que o bandido forçou a porta da casa, mas não conseguiu entrar. “Assim, ele pegou o botijão de gás que estava no lado de fora e saiu correndo”.

Anúncios

PAI E FILHO SÃO APONTADOS COMO RESPONSÁVEL PELA MORTE DE JOVEM NO BALNEÁRIO PASSO DO PINTO.

A Polícia Civil já conhece a identidade dos dois elementos envolvidos no assassinato de Diorge Antunes Nunes, de 28 anos, morto a facadas na última terça-feira (06/02), em um balneário no Passo do Pinto, localizado na Vila Santa Brígida, zona sul de São Gabriel.
Oficialmente, a Polícia Civil não divulgou os nomes, mas testemunhas confirmaram se tratar de Daniel Santiago da Silva, de 21 anos, e Wladimir Flores da Silva, de 38. Este último é pai de Daniel e teria participado das agressões. Testemunhas dizem que ele efetuou vários disparos de arma de fogo em direção a vítima. No entanto, o legista não localizou ferimentos causados por projéteis e confirmou que a morte é resultante de uma perfuração causada por faca na parte da virilha.
Daniel teria entrado em luta corporal com a vítima, ainda dentro d’água. A investigação – com base em relatos de pessoas que testemunharam a briga – coloca Daniel como autor das três facadas que atingiram e causaram a morte de Diorge. Até o começo da tarde desta sexta-feira (09/02), os dois elementos ainda não haviam se apresentado à polícia.

A CAUSA

O Delegado de Polícia, José Soares Bastos, confirmou que a polícia trabalha com a hipótese de que a morte tenha sido provocada por uma vingança. Na prática, uma espécie de “justiça com as próprias mãos”. Pessoas disseram que Wladimir estaria “cobrando” de Diorge o furto de um pneu estepe da sua caminhonete.
Oficialmente, isso só será comprovado após serem ouvidos os dois elementos. O delegado alega que mais detalhes não serão divulgados para evitar prejuízos ao processo.

HOMEM MORRE DEPOIS DE SER ATROPELADO NA SEBASTIÃO MENNA BARRETO.

BORGESA Polícia Civil de São Gabriel procura um automóvel de cor prata envolvido em um acidente de trânsito no final da noite de quinta-feira (08/02), na Rua Sebastião Menna Barreto, na Vila Lima, zona oeste de São Gabriel. O motorista do veículo – ainda não identificado – é suspeito de atropelar um homem de 56 anos. A vítima foi socorrida por uma equipe do SAMU, mas acabou falecendo no hospital de Santa Casa de Caridade no final da madrugada desta sexta-feira.
A Polícia Civil identificou a vítima como sendo Carlos Otávio Marques Borges. O acidente aconteceu por volta de meia noite, logo depois que Borges deixou o trabalho e caminhava em direção a sua casa, também localizada na Rua Sebastião Menna Barreto. Ele foi atropelado a cerca de 400 metros de casa.
O responsável pelo acidente fugiu do local. Testemunhas não souberam informar o modelo de carro. Um motociclista – que estaria logo através do veículo – também está sendo “procurado” pela polícia. “Ele pode auxiliar na investigação, pois acreditamos que tenha visto o carro e possa identificar ou informar em que direção o motorista seguiu. Esperamos que ele nos contate e nos repasse as informações”, disse um policial.
Uma equipe da Polícia Civil esteve no local do acidente em busca de informações. A primeira medida é analisar imagens de câmeras de segurança na região onde aconteceu o atropelamento.
O corpo de Borges foi levado na manhã desta sexta-feira para a cidade Santiago, onde está sendo feita a necropsia. Ainda não há confirmada do horário do velório e sepultamento. A morte de Borges é o primeiro caso de homicídio de trânsito registrado em São Gabriel este ano.

CASO SEMELHANTE

O suspeito de ter atropelado uma menina de 3 anos, na noite de quarta-feira, em Rosário do Sul, se apresentou à Polícia Civil na quinta-feira. De acordo com o delegado Fábio Miguez, responsável pela investigação, o jovem de 22 anos assumiu ser o piloto da motocicleta que atropelou Rafaelli dos Santos Lima, enquanto a garotinha atravessava a Rua Francisco Neto, no Bairro Artidor Ortiz, por volta das 22h.
Logo depois de prestar depoimento na Delegacia de Polícia Civil, o jovem foi liberado. A polícia segue investigando o caso.
Segundo o pai de Rafaelli, Tiago Machado de Lima, 23 anos, a menina caminhava pela rua, de mãos dadas com uma prima, quando foi correndo ao encontro da mãe, que estava do outro lado da rua. Os familiares que estavam presentes no momento do acidente relataram que a motocicleta seguia em alta velocidade e que, naquele trecho, não há muita iluminação. O jovem ainda teria tentado parar para prestar socorro à menina, mas teria ficado com medo de ser linchado por populares e acabou deixando o local.

HOMICÍDIO: SÃO GABRIEL REGISTRA A QUARTA MORTE EM 2018.

11041669_444790522342506_7607252131584689580_n

Rixa antiga, em jogo de futebol, pode ter sido a causa da briga que terminou em morte no balneário

Um homem de 28 anos, identificado como sendo Diorge Antunes, morreu no final da tarde desta terça-feira (06/02) em uma briga ocorrida no Balneário Passo do Pinto, na Vila Santa Brígida, na zona sul da cidade. Foi o quarto homicídio registrado este ano.
De acordo com a Polícia Civil, Antunes foi socorrido, mas morreu antes de chegar ao Hospital de Santa Casa de Caridade. Apesar de haver informações de disparos de arma de fogo, a vítima teria sido esfaqueada três vezes. Duas estocadas atingiram a barriga e uma terceira, a virilha. Essa última teria sido a fatal.
A Polícia Civil não revela informações sobre o suposto autor, até porque as declarações de testemunhas ainda estão sendo apuradas. Duas pessoas estão sendo investigadas, ambas ligadas a uma empresa de tele moto.
Uma rixa antiga, de uma briga ocorrida numa partida de futebol em 2010, pode ter sido o estopim para o crime. Na época, a vítima teria agredido um dos envolvidos na briga desta tarde.
Testemunhas contam que um homem, de 38 anos, teria efetuado vários disparos de arma de fogo em direção a vítima Diorge Antunes. Outro elemento, que seria filho do primeiro envolvido, também entrou em luta corporal com a vítima.
Esse segundo elemento chegou ao local do crime após o começo das discussões. Ele entregou um revólver ao suposto autor do crime. Mas como a pericia alega que nenhum projétil atingiu a vítima, a polícia ainda não se manifesta sobre a autoria e mantém o caso em investigação.
A Brigada Militar apreendeu objetos e uma faca, que pode ter sido a arma usada no crime.

CASO ENCERRADO: POLÍCIA PRENDE HOMEM ACUSADO DE MATAR TRIO NO BAIRRO GABRIELENSE.

samuel 2

Pablo Samuel é apontado como autor dos disparos

A Polícia Civil de São Gabriel confirmou a prisão do terceiro elemento envolvido no triplo homicídio ocorrido no dia 14 de janeiro, no Bairro Gabrielense, na zona sul da cidade. De acordo com o delegado de polícia, José Soares Bastos, a investigação foi encerrada com a prisão de Pablo Samuel Prado Marcelino, de 24 anos, apontado como autor dos disparos de arma de fogo que causaram a morte dos irmãos Maicon, de 20 anos, e Conrado Silveira Soares, de 28, e ainda do amigo deles, Igor Rodrigues Soares, de 23, conhecido pelo apelido de Japa.
Marcelino foi detido por equipes da Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Frederico Westphalen, no último domingo (04/02), por envolvimento em um esquema de clonagem e roubo de carros. No sistema, ficou constatado, mais tarde, que ele também tinha mandado de prisão emitido pela Justiça de São Gabriel.

capa - crime

Grupo foi preso em Frederico Westphalen (Foto – Folha do Noroeste)

Mais quatro elementos foram detidos com ele. Todos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foram ouvidos pelo delegado Ercíio Carletti. Já no início da tarde, após prestar depoimento, o grupo foi recolhido no Presídio Estadual de Frederico.
Com eles foram aprendidos três automóveis (um Ka, um Celta e um HRV). Os dois últimos com placas clonadas em situação de roubo. Segundo a polícia, o grupo trafegava de maneira suspeita em comboio pela BR-386.

 

O TRIPLO HOMICÍDIO

A Polícia Civil de São Gabriel concluiu o caso apontando o indiciamento de três elementos. O condutor da motocicleta, Anderson Rodrigues, vulgo Gordo Pit, foi o primeiro a ser preso. Ele se apresentou dois dias depois do crime, alegou que não conhecia as intenções do autor dos disparos, mas acabou sendo acusado de participação nas mortes.
O delegado de polícia, José Soares Bastos, também indiciou o preso conhecido pelo apelido de Gordo Arruda, apontado como mandante do crime.
A última peça do quebra-cabeça estava sendo monitora há quase duas semanas. As investigações já haviam levado ao porto-alegrense Pablo Samuel, que nas redes sociais usava um perfil falso com o nome de Neto Vargas e outro com o nome verdadeiro, Samuel Prado.
A prisão em Frederico Westphalen antecipou a prisão dele, que já havia sido autorizada pela Comarca de São Gabriel, e colocou um fim em um dos casos mais violentos dos últimos anos em São Gabriel.

PLACA INDICAVA VENDA DE “FRUTAS E LEGUMES”, MAS, NA VERDADE, MULHER VENDIA DROGAS NA ZONA NORTE DA CIDADE.

venda de drogas

Placa de venda de frutas e legumes para disfarçar venda de drogas

carla graciele - anjo mau

Uma plaquinha, na frente da casa, colocada na cerca de acesso ao terreno, revela a fórmula usada para disfarçar a venda de substâncias ilícitas e a movimentação constante de pessoas na casa de Carla Graciele Fagundes da Rosa, de 35 anos, acusada de envolvimento com o tráfico de drogas na zona norte da cidade.
Com a desculpa de que vendia frutas e legumes, a dona da casa comercializa a droga livremente sem se preocupar com os olhares desconfiados dos vizinhos. Desde o ano passado, uma denúncia alertou a polícia para o crime. No sábado (03/02), uma equipe policial filmou a movimentação de jovens. Algumas imagens mostram crianças junto com alguns compradores.
Carla Graciele, conhecida pelo apelido de Anjo Mau, foi presa em flagrante no final da tarde de segunda-feira (05/02) em uma operação policial que contou com a participação da Polícia Civil – Equipe Antinarcóticos, Patamo e P2 da Brigada Militar. A prisão aconteceu na casa dela, na Rua Regina Helena Altíssimo, no Bairro Willian César Machado.
Os policiais encontraram maconha escondida em uma área da casa e ainda uma balança, três telefones celulares e dinheiro. Carla Graciele foi encaminhada para a Delegacia de Polícia e depois para o Presídio Estadual.
Ela estava em liberdade condicional. Em março de 2016, quando também fazia uso dos benefícios concedidos pela legislação brasileira, Carla Graciele foi flagrada com 42 gramas de maconha, seis gramas de crack e quatro gramas de cocaína. Na época, ela cumpria pela no regime semiaberto e prestava serviços na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos.
Carla Graciele foi flagrada comercializando as drogas com dois adolescentes. Segundo as investigações, ela se aproveitou do benefício de estar no regime semiaberto para organizar um esquema de venda de entorpecentes tendo como alvo, quase sempre, menores de idade.
A presa tem uma vasta ficha criminal. Desde menor se envolve em pequenos furtos, arrombamentos e tráfico de drogas.
De acordo com a Polícia Civil, a prisão de Carla Graciele é resultado de uma série de investigações que começou em dezembro do ano passado. A operação policial foi realizada com aval da Justiça, que determinou cumprimento de Mandado de Busca e Apreensão (MBA) na casa.

prisão anjo mau

Ação policial foi coordenada pela Equipe Antinarcóticos da Polícia Civil com a participação da Patama e P2 da Brigada Militar de São Gabriel

ARGENTINO É PRESO DEPOIS DE ASSALTAR POSTO DE GASOLINA EM VILA NOVA DO SUL.

argentino preso

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Rosário do Sul deteve um homem de 33 anos, na tarde de domingo, após um assalto em um posto de combustíveis em Vila Nova do Sul. O homem, um turista argentino, foi abordado pelos policiais quando trafegava em uma Fiat Strada pela BR-290, já em Rosário do Sul. As informações são do jornal Diário de Santa Maria.
Segundo a PRF, ao perceber que seria abordado, o homem jogou o dinheiro pela janela do veículo, na tentativa de evitar o flagrante. Depois de ser abordado, os policiais foram até o local para onde o homem havia jogado o dinheiro, no acostamento da rodovia. Foram encontrados cerca de R$ 3,7 mil em dinheiro.
O homem foi detido em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia de Rosário do Sul. O dinheiro foi apreendido.

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK