FORÇA TAREFA DE COMBATE AO ABIGEATO PRENDE HOMEM SUSPEITO DE CRIMES EM MUNICÍPIOS DA REGIÃO.

whatsapp-image-2016-11-23-at-09-53-23

Policiais da Força Tarefa de Combate aos Crimes Rurais e ao Abigeato prenderam um homem investigado por furtos de gado, carneadas e roubo a propriedades rurais. A prisão aconteceu no final da tarde de terça-feira (22/11). O Poder Judiciário da comarca de Pinheiro Machado atendeu representação pela prisão preventiva do indivíduo L.F.R., de 21 anos – realizada pelo Delegado Adriano Linhares.
Uma equipe da força tarefa, com apoio de agentes da Delegacia de Pinheiro Machado, deslocaram até a cidade de Hulha Negra, onde o indivíduo foi preso e encaminhado ao presídio estadual de Bagé.
L. F. R. é investigado por furtos de gado, na forma de carneadas, nas cidades de Pinheiro Machado, Candiota, Bagé e Dom Pedrito, também por latrocínio na forma tentada ocorrido na cidade de Pinheiro Machado. Um de seus companheiros na pratica dos crimes é o seu irmão L.F.R. preso no mês passado também pela equipe da Força Tarefa.

POLÍCIA PRENDE SUSPEITO DE ASSASSINAR HOMEM A FACADAS.

whatsapp-image-2016-11-23-at-11-10-44

A Polícia Civil prendeu, preventivamente, na tarde terça-feira (22/11), um homem de 39 anos suspeito de assassinar a facadas Carlos Novaider Madri Camargo, de 41, no último final de semana. Trata-se de Paulo Rogério Carvalho Porto. A prisão preventiva foi decretada pela Justiça no começo da tarde.
De acordo com o delegado José Soares Bastos, titular da delegacia de São Gabriel e responsável pela investigação, o criminoso havia sido preso em flagrante no centro de São Gabriel, na última segunda-feira, por suspeita de furto de um celular. Durante depoimento, ele confessou o crime.
Conforme o delegado, Paulo Rogério jantava na casa da vítima quando eles acabaram se desentendendo. Ele alega que se defendeu, pois Carlos teria tentado lhe agredir com uma faca, a mesma arma usada por ele no crime. “Autor e vítima jantava e bebiam juntos quando discutiram por banalidade. O acusado confessou a autoria, mas alegou que a vítima primeiro havia investido contra ele com uma faça. Disse que desarmou a vítima e depois desferiu contra ela um golpe”, disse o delegado.
Com isso, a Polícia Civil conclui que o crime aconteceu na noite de sábado. O corpo só foi localizado na manhã seguinte na Travessa Antônio Pascotin, no Bairro Pascotin. Carlos Camargo apresentava ferimentos de faca no pescoço e próximo ao peito.

POLÍCIA CONFIRMA IDENTIDADES: VÍTIMAS DE ACIDENTE ERA UM CASAL DE JORNALISTAS.

Rafaela Melz Nunes Grecellé, 31 anos, e Ricardo Andrade Grecellé, 35 anos, estavam casados há cinco anos Foto: Reprodução /Facebook

Rafaela Melz Nunes Grecellé, 31 anos, e Ricardo Andrade Grecellé, 35 anos, estavam casados há cinco anos (Foto: Facebook)

Confirmadas as identidades das vítimas em acidente ocorrido no final da tarde de terça-feira. Ricardo Andrade Grecellé, 35 anos, e a mulher Rafaela Melz Nunes Grecellé, 31 anos, fugiram da violência urbana de Porto Alegre e foram morar em Canela há alguns meses. Na terça-feira, o casal de jornalistas acabou vítima da violência do trânsito, quando o Up em que estavam colidiu frontalmente com um caminhão, de Passo Fundo, na BR-290, entre São Gabriel e Rosário do Sul. As informações são de Zero Hora.
O acidente ocorreu por volta de 15h40min no km 474 da rodovia, a cerca de seis quilômetros de um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Eles morreram na hora, junto de um cachorro e dois gatos de estimação. O caminhoneiro não se feriu. As causas da colisão serão investigadas.
Depois de cinco horas de viagem, o casal estava a apenas uma hora do destino, Santana de Livramento, onde mora a família de Ricardo. Caçula de quatro irmãos por parte de pai, ele era filho do ex-prefeito da cidade fronteiriça Oriovaldo Grecellé, já falecido. A mãe, Leonor Grecellé, era o principal motivo de sua visita à sua cidade natal.
“O Ricardo vinha para assistir ao jogo do Grêmio (que joga pela final da Copa do Brasil nesta quarta-feira) com a mãe dele. Era gremista fanático. Voltaria para Porto Alegre para comemorar seu aniversário de 36 anos, no dia 29, com os amigos e assistir à final do Grêmio na Arena (que será dia 30)”, conta o irmão por parte de pai Jorge Hélio Gisler Grecellé.
Assessor de imprensa do Ministério Público gaúcho por 15 anos, Ricardo pediu exoneração do cargo em julho para realizar um sonho com a companheira, com quem estava junto há 10 anos e casado, há cinco: abrirem um negócio e trabalharem juntos. Ainda em fase de idealização, o plano era inaugurar uma pâtisserie – um tipo de padaria francesa especializada em bolos e doces — na Serra.
Natural de Porto Alegre, Rafaela trabalhou como editora no Grupo Bandeirantes e entrou para a equipe da RBS TV em agosto de 2012, onde foi editora dos programas Patrola e Mistura com Rodaika. Neste ano, decidiu trocar o jornalismo pelo sonho ao lado do marido. O destino não foi escolhido à toa.
“Eles queriam fugir da violência urbana. Sair da cidade grande para ter mais qualidade de vida e trabalharem juntos. Com a paixão de ambos por gastronomia, escolheram Canela para realizar o sonho”, conta Jorge.
No mês passado, ambos fizeram cursos em São Paulo. Segundo Jorge, Rafaela fez um especificamente sobre pâtisserie, enquanto o irmão focou em sommelier e barista. Ricardo publicou um texto em que contou da realização pessoal que estavam sendo as descobertas:
“Me redescobri, aos 35 anos. Depois de horas de estudo e prática tem barista novo na área pessoal. (…) Sei que é apenas o começo da nova jornada que escolhi trilhar na vida. Ainda há muito o que viver e aprender. O mundo começa agora…”

TIAGO BATTAGLIN

MANIFESTAÇÃO “CRUELDADE NUNCA MAIS” SERÁ REALIZADA NO PRÓXIMO DOMINGO.

Evento acontece em várias cidades

Evento acontece em várias cidades

A ONG Amigo Bicho cadastrou o município de São Gabriel na manifestação “Crueldade Nunca Mais”. A mobilização acontecerá no próximo domingo (27/11) em várias cidades brasileiras.
O evento, organizado por defensores dos animais, chama a atenção para a PEC (Projeto de Emenda à Constituição) apresentada por senadores e deputados federais, que estabelece que não se consideram cruéis as manifestações culturais definidas na Constituição e registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro, ou seja, Rodeios e Vaquejadas.
Em São Gabriel está marcada uma concentração na Praça Dr. Fernando Abbott a partir das 16 horas. A organização pede que as pessoas compareçam de camiseta branca na manifestação, que tem por objetivo reunir 200 mil pessoas, em todo país, contra a vaquejada.
Os defensores dos animais alertam a população sobre retrocesso iminente e o perigo que isso representa para a defesa dos animais no país. Representantes de ONGs e protetores de animais independentes, de várias cidades brasileiras, se uniram e definiram as diretrizes da manifestação. Defensores, coletivos e simpatizantes, a sociedade em geral, o Ministério Público Federal (MPF) e o Conselho Federal de Medicina Veterinária se posicionaram também favoráveis à decisão do STF, que considera essa prática inconstitucional, submetendo os animais a crueldade.

POSTO MÉDICO DA GUARNIÇÃO LANÇA PROJETO “ATIVIDADE PLENA” PARA A TERCEIRA IDADE.

dsc06685
Com o objetivo de participar de atividades físicas, de saúde e integração para o público da terceira idade, o Posto Médico da Guarnição Federal de São Gabriel (PMGU) lançou o Projeto “Atividade Plena”, voltado para os militares da reserva e seus familiares. As ações acontecem todas as terças e quarta-feiras na sede do Posto Médico, das 8 às 10 horas, na Rua Barão de São Gabriel.
A proposta do Projeto é diminuir a frequência do usuário nas instalações do PMGu de forma desnecessária, estipular a prática de atividades física, manter sob observação indireta os usuários com doenças crônicas; manter o convívio social e aproximação das famílias. Além disso, busca diminuir as internações hospitalares devido à exacerbação das doenças crônicas.

USO DE AGROTÓXICOS EM ÁREA RESIDENCIAL PODEM GERAR MULTAS E DENÚNCIAS AO MINISTÉRIO PÚBLICO.

15064088_1799934460283194_856343085_o

O Departamento Ambiental, setor ligado a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Santa Margarida do Sul, divulgou nesta quarta-feira (23/11), uma nota informativa que esclarece sobre o uso de agrotóxicos em lavouras em áreas urbana e rural. Na semana passada, a reportagem do jornal O Imparcial divulgou denúncia de um morador da região de Passo das Canas, onde agricultores estaria usando “veneno” nas plantações.
Segundo a denunciante, por causa do material, plantas e animais estavam sendo afetados. E, por causa do cheiro forte, crianças e idosos estavam ficando com a saúde debilitada. As casas – durante todo o dia – precisavam ser mantidas fechadas.
De acordo com as resoluções técnicas 003/2016, de abril deste ano, e 004/2016, publicada no dia 17 de novembro passado, é vedada – em área rural – a aplicação terrestre mecanizada de agrotóxicos e afins em locais situados a uma distância mínima de 50 metros de moradias isoladas, agrupamentos de residências, mananciais de captação de água para consumo humano, de escolas e centros de educação e Unidades de Saúde. Também é proibida a aplicação em lavoura próximas de pontos de explorações agropecuárias circunvizinhas que possam ser contaminadas. A mesma proibição se aplica, em todos os casos, em dia de vento na direção de agrupamento de residências, moradias isoladas, escolas e prédios. Em caso de instituições de ensino, fica vedado o uso em dias de aulas.
As proibições também se aplicam a áreas urbanas. Conforme o setor, não é permitida a aplicação de agrotóxicos em áreas situadas a uma distância mínima de 200 metros de agrupamentos de residências, moradias isoladas e mananciais de captação de água para consumo humano. Ainda segundo as resoluções, os veículos que transportam produtos agrotóxicos não podem estacionar nas proximidades de corpos d’água, habitações e escolas.
No texto, é destacado que a aplicação tratorizada sem cuidar a distância mínima e o risco de deriva, pode resultar em enquadramento do aplicador e do responsável técnico na Legislação Federal: Decreto Federal Nº 4074 de 04/01/2002, Art. 66. Inc. I a V; e Lei Federal 7802 de 11/07/1989, Art. 13, Art. 14 alínea b.
Segundo informou integrante do Departamento Ambiental, Paulo Fassina, as resoluções estabelecem que o não cumprimento das normas pode resultar em infração com incidência de multa e abertura de processo administrativo com encaminhamento para o Ministério Público.