NÍVEL DO RIO VACACAÍ SOBE E DEIXA MAIS DE 50 FAMÍLIAS DESABRIGADAS.

Moradores do Bairro Mato Grosso organizam retirada de móveis
Uma visão ampla da situação: Bairro Pito Aceso. Ao fundo, Bairro Bom Fim
Pessoas são auxiliadas para poderem sair de casa. No Bairro Mato Grosso, a água já atingiu um metro dentro das residências

Mais de 50 famílias estão desabrigadas em São Gabriel. Por causa da chuva registrada entre o final de quarta-feira e madrugada desta quinta-feira, a região ribeirinha – localizada ao lado do Rio Vacacaí – ficou completamente tomada pela água. Em um dia, o rio subiu cerca de 3 metros, obrigando as pessoas que moram nos bairros Mato Grosso e Beira-Rio, principalmente, a abandonarem as suas casas.
De acordo com a Defesa Civil, veículos do Exército e caçambas da Prefeitura estão auxiliando na retirada de móveis e eletrodomésticos. As pessoas estão sendo encaminhadas para a casa de parentes. Quem não tem para onde ir, a Prefeitura organizou uma central de apoio na quadra da Escola Municipal Menino Jesus – Caic, no Bairro Três de Outubro.
Relatório da Defesa Civil informa que, somente na madrugada de quinta-feira, choveu mais de 160 milímetros. No acumulado das últimas 72 horas, foram cerca de 400 milímetros.
Dados do Inmet – Instituto de Meteorologia revelam se tratar da maior precipitação desde 2003. O nível do Rio Vacacaí tem subido 10 centímetros por hora, e, na metade da tarde desta quinta-feira, já havia chegado a 3 metros e 75 centímetros acima do seu leito normal. A regra – próximo a ponte – registrada mais quase 6 metros.
O coordenador da Defesa Civil de São Gabriel, secretário de Obras Ricardo Júnior, alega se tratar de um fenômeno atípico. “As equipes estão sem parar de trabalhar desde o começo da madrugada, mas a demanda é muito grande. Solicitamos a compreensão de todos”, ressaltou.
O Executivo Municipal monitora a situação através de relatórios dos secretários e das equipes da Defesa Civil para possível decretação de estado de emergência. Quem precisar de socorro ou quiser informar sobre situações de perigo deve ligar para a Defesa Civil (55) 99688 5026. Interessados em ajudar com alimentos, colchões, roupas e itens de primeira necessidade para as famílias atingidas, devem ligar para o Plantão Social da Secretaria de Assistência Social: fone (55) 99610 9037.

Anúncios