PROFESSORES ESTADUAIS DECIDEM SUSPENDER GREVE.

GREVE
Depois de uma manhã de protestos pelo pagamento integral do salário dos servidores, os professores estaduais participaram de uma nova assembleia da categoria na tarde desta sexta-feira (04/08). Cerca de 2 mil educadores se reuniram na Casa do Gaúcho, no Parque Harmonia, em Porto Alegre, para decidir se continuavam ou não com a paralisação das aulas.
Existia um racha entre os professores. Parte queria continuar com a greve iniciada na terça-feira e outra queria retomar os trabalhos. A principal queixa é o parcelamento dos salários por parte do governo Sartori, que já chegou ao vigésimo mês. Em São Gabriel, todas as escolas abriram as portas, mas a maioria manteve as atividades com períodos reduzidos.
A maioria, que queria retomar as atividades normais, ganhou. As aulas voltam a normalidade já na segunda-feira (07/08). O Cpers-Sindicato marcou reunião do Conselho Geral para o dia 25 de agosto, quando será definida a data de uma nova Assembleia Geral com o objetivo de definir um calendário de mobilização.

PROTESTOS
Na manhã de sexta-feira, uma mobilização, convocada pelo Cpers-Sindicato, teve início na Avenida Borges de Medeiros, em frente ao Centro Administrativo Fernando Ferrari, e terminou junto ao Palácio Piratini, na Rua Duque de Caxias. A Borges de Medeiros chegou a ser bloqueada pelos manifestantes, o que provocou congestionamento. Por volta das 11h, eles deram início a uma caminhada até a Duque de Caxias, onde protestaram em frente à sede do governo estadual.
O 41º Núcleo participou das atividades em Porto Alegre. De acordo com o Diretor Geral, Professor Pedro Moreira, 25 professores estiveram na Capital.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK