MADRASTA, ENTEADA E GENRO SÃO PRESOS EM OPERAÇÃO CONTRA O TRÁFICO NO BAIRRO PASSO DA LAGOA.

traficantes.jpg

A Polícia Civil, em conjunto com uma equipe da PATAMO da Brigada Militar, deflagrou na manhã desta quarta-feira (02/08), na zona leste de São Gabriel, uma operação de combate ao tráfico de drogas com o objetivo de eliminar um ponto de venda no Bairro Passo da Lagoa. Foram presos em flagrante duas mulheres e um homem. Os presos foram identificados como sendo Sabrina Soares Trindade, de 24 anos, mulher do traficante Cristiano Pedroso Pires (que cumpre pena no Presídio Estadual), e ainda a filha dele, Ketlin Lyara Reis Pires, de 18; e o genro, Kelvin da Silva Santos, de 19.
Com mandados de busca e apreensão para duas residências, os policiais civis e militares apreenderam 45,61 gramas de maconha e 100,55 gramas de crack e ainda R$ 1.430,00 em notas.
traficantes 1

Sabrina foi localizada no portão de acesso ao Presídio Estadual. Segundo a polícia, ela se preparava para entrar na casa prisional onde encontraria com o marido.
A mulher foi retirada da fila para acompanhar os policiais durante o cumprimento de mandado. Na residência dela, na Rua Clarestino Bento, onde foi encontrada uma pequena quantidade de droga e o dinheiro, a mulher confessou que estava carregando (na vagina) mais de 100 gramas de crack.
A droga seria entregue a Cristiano, que comercializa o material no interior do Presídio Estadual. A investigação da Polícia Civil constatou que a mulher trazia a droga de Santa Maria, onde o marido dela tem conexões.
A filha de Cristiano Pedroso Pires, Ketlin, de 18 anos, também foi presa durante a operação. Ela foi detida junto com o namorado, Kelvin, em uma casa na Avenida Presidente Vargas. Na residência os policiais também encontraram maconha, papel alumínio, três telefones celulares e um caderno com anotações que indicam a contabilidade do tráfico.
Conforme a Polícia, uma pedra de crack é comercializada, dentro do Presídio, por R$ 20,00. A quantidade que estava para ser “infiltrada” na casa prisional seria transformada em 1000 pedras e resultaria em R$ 20 mil para o traficante.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK