VIGILÂNCIA EM SAÚDE REALIZA ATIVIDADES DA CAMPANHA JULHO AMARELO.

TESTES RÁPIDOS E VACINAÇÃO ESTÃO SENDO FEITAS NAS UNIDADES BÁSICAS, MAS HAVERÁ MOBILIZAÇÃO TOTAL NOS DIAS 22 E 29 DE JULHO.

hepatite 1

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Vigilância em Saúde (setores de Vigilância Sanitária e Epidemiológica e dos Programas de Imunizações e IST, Aids e Hepatites Virais), está desenvolvendo ações da Campanha Nacional de Luta contra as Hepatites Virais. As atividades, inseridas no evento Julho Amarelo, já estão acontecendo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de São Gabriel, mas terão, como foco central, dois dias de mobilização.

O primeiro dia será neste sábado (22/07), com a realização de testes rápidos de hepatites virais tipo B e C, vacinação de hepatite B e orientações sobre hepatites virais nas Unidades Brandão Júnior, Caic e Zona Oeste. Também terão equipes da Secretaria de Saúde com uma unidade móvel na Praça Dr. Fernando Abbott. Os trabalhos serão realizados entre 8h e 17h.

O segundo dia de mobilização acontecerá no sábado (29/07), com atividades nas UBS Bom Fim, Esplanada, Independência, Nosso Sonho, PAM e Santa Clara e, também, com unidade móvel na Praça Dr. Fernando Abbott. O horário será o mesmo, entre 8h e 17h.A Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, enfermeira Maria Edite Antoniazzi, informa que as ações iniciaram na última segunda-feira (17/07) e continuarão sendo desenvolvidas, em todas as Unidades Básicas de saúde, até o dia 31 de julho, sempre das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min.

A Secretaria de Saúde ainda desenvolverá trabalhos de conscientização dentro do Presídio Estadual através da Equipe de Saúde Prisional e em parceria com o Hospital de Santa Casa de Caridade. Conforme a enfermeira Gilvânia Quadros da Silva, responsável pelo Controle de infecções da Santa Casa, será montada uma tenda para disponibilizar testes rápidos para acompanhantes e pessoas que procuraram atendimento no PA 24h. Duas enfermeiras ficarão no local entre 8h e 16h, na área do estacionamento do Pronto Atendimento, para atender o público.

Em 2010, Organização Pan-Americana da Saúde instituiu que em 28 de julho seria comemorado o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Inspirado nas campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, o Julho Amarelo quer conscientizar a população sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento das Hepatites Virais B e C.

O Ministério da Saúde estima que existam 1,7 milhão de brasileiros portadores do vírus da Hepatite C e 756 mil portadores do vírus da Hepatite B, sendo que muitos não sabem que os têm. O diagnóstico é o grande desafio, por isso há a recomendação de realização dos testes, com o objetivo identificar a doença o mais precocemente.Em São Gabriel, conforme a estatística do MP, existem cerca de 500 pessoas com Hepatite C e não sabem disso.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Maria Paula Capiotti Pereira, alerta para os cuidados que o cidadão deve ter ao buscar serviços de salões de beleza, manicure, pedicure e tatuadores, por exemplo. Panfletos e folders estão sendo distribuídos para o público com orientações que chamam a atenção para a importância de se observar a existência de alvará da Vigilância Sanitária, que deve ser renovado ou atualizado de acordo com a especificação do Estado e Município.Em caso de acidentes com materiais biológico, as pessoas precisam procurar uma Unidade de saúde para atendimento adequado.

Em cada estabelecimento, os profissionais precisam possuir um número de instrumentos compatíveis com o número de atendimentos, levando em conta o tempo necessário para a limpeza, desinfecção e esterilização dos materiais, pois a cada cliente o instrumento deverá ser limpo e esterilizado.

SAIBA MAIS

As hepatites virais são doenças infecciosas que afetam o fígado e são classificadas pelas letras do alfabeto A, B, C, D e E. Essas doenças não costumam apresentar sintomas, mas, quando eles aparecem, os mais comuns são cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. As hepatites B e C têm tratamento gratuito pelo SUS, sendo que o diagnóstico precoce amplia a eficácia do tratamento, com grandes chances de cura, no caso da hepatite C.

Anúncios