FALTA VACINA PENTA NA REDE PÚBLICA DE SAÚDE DO BRASIL.

Pais estão preocupados com a falta de vacina pentavalente na rede pública de saúde. A vacina, que protege contra coqueluche, difteria, hepatite B, tétano e meningite, é aplicada aos dois meses de vida. O alerta foi feito por moradores da Vila Santa Clara que procuraram o medicamento e não encontraram e confirmado pela responsável pelo Setor de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde, enfermeira Maria da Graça Barros. O problema acontece em todo o Brasil.
A Secretaria Estadual de Saúde não recebe a vacina pentavalente do Ministério da Saúde há, pelo menos, 60 dias. Devido a um problema no transporte, seis milhões de doses que seriam distribuídas para todo o país precisaram passar por uma nova inspeção de qualidade.
O Ministério da Saúde informou, através de nota, a falta do medicamento.
“Em 14 de fevereiro de 2017, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), autorizou a baixa nos Termos de Guarda da vacina polivalente. Aguardamos a conclusão de trâmites administrativos para liberação do produto e inserção no Sistema de Informação em Insumos Estratégicos (SIES), para posterior retirada de amostra para análise pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e distribuição aos estados, o que deve acontecer nos próximos dias”.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK