PONTOS DE DESTAQUE NA COLETIVA DO PREFEITO ROSSANO.

COLETIVA ROSSANO

DESEMPREGO – O Prefeito divulgou números otimistas fornecidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), onde São Gabriel aparece com 1.283 admissões e 1.178 demissões no primeiro semestre deste ano. O saldo é positivo. Os empresários estão contratando mais do que demitindo: são 105 empregados a mais.
TRANSPORTE COLETIVO – A precariedade dos veículos oferecidos para a comunidade no transporte coletivo, tanto urbano como rural, deve ganhar destaque nos próximos dias com medidas adotadas pela Prefeitura Municipal. O anúncio feito pelo Prefeito demonstra que a Administração Municipal tem interesse em promover a abertura de licitação para novas empresas e, consequentemente, estabelecer critérios que resultem em benefícios aos usuários.
USINA – A operação tapa-buracos foi realizada em mais de 50 quadras com o uso de mais de 200 toneladas de asfalto fabricado na usina do Município, que ainda não está sendo utilizada com todo o seu potencial. Hoje, ela é utilizada em parceria com a São Gabriel Saneamento. O Governo projeta parceria com outras empresas, como a que vai fazer a recuperação da BR 290 (parceria público-privada).
BAIRROS – 100% das praças foram atendidas pela Secretaria de Serviços Urbanos com manutenção e limpeza. Nos bairros e vilas, foram colocadas 150 cargas de material para a recuperação de ruas e foi feito o patrolamento de 100% das ruas não pavimentadas.
Todos os bairros foram atendidos com ações de limpeza e ainda foram realizados oito mutirões, o que resultou no recolhimento de mais de 400 cargas de resíduos sólidos, entulhos e podas. Os mutirões vão continuar sendo feitos, pois é um pedido dos presidentes de bairros.
ESTRADAS – Mais de 3 mil km de estradas estragadas. Esse foi o saldo recebido pela Secretaria de Transportes. Por causa das condições do clima, em 180 dias, só foi possível trabalhar 77. Mesmo assim, foram patrolados 1.500 km de estradas e colocadas 2 mil cargas de material. Na Reuna, por exemplo, um trecho foi feito três vezes por causa do movimento intenso de veículos. O Governo investiu 1.500.000,00 nas estradas, com combustível, manutenção e recuperação de frota, remuneração de servidores, aluguel de máquinas e de jazidas.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK