NO GAUCHESCO, ROSSANO COMEMORA ECONOMIA E DIZ QUE TRABALHA COM AS “RÉDEAS” DO MUNICÍPIO NAS MÃOS.

COLETIVA ROSSANO 3

Coletiva, que apresenta balanço de governo, não seria uma coletiva se faltassem números e valores relacionados a gestão passada. E foi o que aconteceu. O Prefeito Rossano Gonçalves, do PDT, desta vez, bem mais otimista com a situação da Prefeitura e do futuro do Município, revelou números positivos neste primeiro semestre, embora ainda reclame dos valores que foram herdados do Governo do PT e que estão sendo pagos conforme as prioridades.
Rossano voltou a mencionar os R$ 92,9 milhões, sendo R$ 48 milhões herdados da administração passada. Segundo ele, nos primeiros seis meses foram arrecadados R$ 71.235.557,62 e pagos R$ 66.184.515,36 (geral, incluindo as despesas do Executivo e dívidas passadas). Só de pendências deixadas pelo Governo do PT, a atual gestão pagou R$ 13.086.398,18, incluindo a folha de dezembro, 13º salário, 13º parcelado, indenizações, Santa Casa, combustível, laboratórios, fornecedores e terceirizadas
De positivo fica a certeza de que o Município está no caminho certo. No primeiro semestre, mesmo com as dificuldades, conseguiu arrecadar mais do que gastou. Bem no gauchesco, o prefeito afirmou que está com as rédeas do Município nas mãos.
Boa parte do sucesso neste primeiro semestre tem a ver com a projeção que é ainda mais positiva para a frente. Os cortes de despesas contribuíram, e são vitais para essa análise, pois geraram economia de 1.645.000,00 (40% a menos se comparado com o mesmo período em 2016).
A Reforma Administrativa, que está sendo analisada pelo Poder Legislativo, projeta uma economia de R$ 3,5 milhões este ano. Em quatro anos, serão 14 milhões, que serão revertidos em investimentos para o Município.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK