GABRIELENSE, ESPOSA DE POLICIAL MORTO EM OPERAÇÃO, DESCOBRE GRAVIDEZ.

raquel biscaglia

Raquel Biscaglia, mulher de Rodrigo, também é policial civil e presenciou a morte do companheiro

Duas semanas após a morte do policial civil Rodrigo Wilsen da Silveira, de 39 anos, durante uma operação policial, a esposa dele, a gabrielense Raquel Biscaglia, leva boas notícias à família. Ela descobriu, há dois dias, que está grávida. A confirmação foi feita pela escrivã na manhã de sexta-feira (07/07), à imprensa da Capital.
O crime ocorreu no dia 23 de junho, no município de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre. O escrivão e a sua esposa participavam de uma operação no combate ao tráfico de drogas em um condomínio na Travessa Herbert, na região central do município. Ao ingressar no apartamento indicado, o policial levou um tiro na cabeça de um dos criminosos, na frente de Raquel.
Ela declarou, em entrevista, que a tristeza pela perda do marido não é a única coisa que ficou após o crime. “Vai ser um pedacinho dele que sempre ficará comigo”, desabafou a policial civil de 35 anos. Raquel ainda conta que foi um choque descobrir a gravidez nestas circunstâncias, mas já pensa no nome que dará ao bebê.
Lara, se for uma menina, havia sido escolhido pelo casal antes da morte de Rodrigo. Caso nasça um menino, o nome será escolhido com a ajuda do avô do bebê. Raquel e Rodrigo planejavam a gravidez há pelo menos cinco anos. Ela revelou estar com cinco semanas e três dias de gestação, e diz que sonhou com o marido ao descobrir a nova vida que cresce em seu ventre.
“Na noite que eu descobri que estava grávida fui dormir angustiada pela ausência do Rodrigo. Mas ele apareceu no meu sonho, beijou a minha barriga e disse que vai estar sempre junto. Achei ele tão sereno”, contou, entre lágrimas.

Anúncios