“CURTO CIRCUITO” CAUSA INCÊNDIO EM ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE SÃO GABRIEL.

brecho 1

Um incêndio, causado por um curto circuito na rede elétrica, queimou toda a cozinha do anexo da Escola de Educação Infantil Nossa Senhora Menina. A escolinha funciona na Rua General Mallet desde o mês passado e já tinha sido transferida por causa de problemas estruturais na antiga sede, que passa por reformas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo começou entre a noite de segunda-feira (26/06) e a madrugada de terça-feira (27/06) e só não se alastrou pelas demais dependências da Escola por causa da estrutura de concreto e laje que impediu e porque a porta estava fechada.

Ainda, conforme a Unidade, o fogo acabou se extinguindo sozinho. Pela manhã, quando os funcionários chegaram, viram apenas a fumaça. “Uma funcionária ligou para nós (Corpo de Bombeiros) e informou a situação. Por telefone, orientamos ela a manter a porta fechada e aguardar a chegada viatura”, explicou o bombeiro.

A Secretaria Municipal de Educação (SEME) já providenciou os reparos e, conforme o Secretário Sildo Cabreira, a situação deverá estar resolvida até o final desta quarta-feira, com as aulas retornando a normalidade na quinta-feira (29/06).

“Até quarta-feira será feita a substituição de toda a rede elétrica. Vamos colocar toda a fiação nova”, explicou.

O Secretário ainda informou que está sendo providenciado o Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI). Segundo ele, a SEME já solicitou a elaboração do plano, mas o processo ainda está tramitando. Hoje, a Escola tem o básico necessário, como placas de sinalização de entrada e saída, assim como extintores. A elaboração do PPCI ainda está dentro do prazo legal estabelecido por lei.

O Corpo de Bombeiros deverá fazer uma vistoria assim que a SEME apresentar um laudo elétrico da reforma que está sendo feito e, após isso, a Escola estará apta para receber os alunos.

MATERNAL 3 – Cerca de 22 alunos do Maternal 3 (turno integral) voltarão as aulas também na quinta-feira, mas na sede da Escola, na Rua Duque de Caxias. A transferência acontecerá somente no período em que a cozinha do anexo da General Mallet permanecer em reforma. “Como se trata de turno integral e eles precisam de alimentação e, como são muitas refeições, eles terão que ficar na sede da escola. Logo que a cozinha estiver pronta, eles retornarão e passarão a ser atendidos, novamente, no anexo”, explicou a Vice-Diretora, Renata Ávila.

ERRATA: Na matéria original, publicamos que o Secretário havia mencionado que a fiação elétrica da casa era muito antiga. Foi um erro de interpretação. Na verdade, o Secretário se referiu a casa como antiga.

Anúncios