FILAS NA CAIXA FEDERAL: GABRIELENSE NÃO APROVEITA DIAS QUE A CEF ABRIU MAIS CEDO E ACABA ENFRENTANDO FILAS.

filas

Quarta-feira foi de filas e reclamações na CEF

O pagamento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores nascidos em junho, julho e agosto começou em maio. Cerca de 7,6 milhões de pessoas estavam aptas a sacar quase R$ 11 bilhões. Por causa disso, a Caixa abriu num sábado para atendimento exclusivo. E, na semana passada, as unidades da Caixa Econômica Federal abriram, de segunda a quarta, uma hora antes.
Mesmo assim, a demanda continua grande.
Hoje, uma longa fila se formou na agência local e, com a fila, vieram as reclamações. Alguns pessoas criticaram a demora no atendimento, a falta de cadeiras e a disponibilidade de um único funcionário para atendimento a pessoa física.
O gerente geral, Luis Flávio Cunha Goyanna, justificou a situação.
Segundo ele, os clientes optam por ficar em pé ao invés de buscarem acentos em outros setores do banco. Quanto a demora e o uso de apenas um funcionário, Goyanna alega se tratar de uma situação isolada. Segundo ele, para atendimento a pessoa física, geralmente, são disponibilizados três funcionários.
Ainda segundo ele, a situação registrada nesta quarta-feira tem a ver com a demanda exigida nos caixas (onde por lei o atendimento tem que ser feito em até 30 minutos) e o fato de muitas pessoas terem deixado para buscar informações na última hora (apesar de o banco ter aberto mais cedo na semana passada e ter ficado aberto num sábado).
A situação pode ainda ficar pior. O gerente geral trabalha com a possibilidade da fila ficar ainda maior nos dias finais do prazo. Independentemente das próximas datas, e dos lotes anteriores, a data limite para saque de todos os trabalhadores é o dia 31 de julho, de acordo com a Caixa. E, como é normal no Brasil, é bem provável que o brasileiro deixe tudo para o dia final, apesar de a CEF alertar para esse problema e para as dificuldades que isso poderá ocasionar.

Direito ao saque

O trabalhador que ainda não sabe se tem dinheiro a receber pode acessar o site sobre as contas inativas.Lá, ele pode verificar o valor a receber, a data do saque e os canais disponíveis para pagamento.
Ao todo, 30,2 milhões de trabalhadores serão contemplados durante o calendário, e devem resgatar pouco mais de R$ 43 bilhões, segundo estimativas do governo.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK