“SONO SEGURO” APRESENTA RESULTADO POSITIVO, AFIRMA COMANDO DA PATAMO.

whatsapp-image-2017-02-10-at-11-45-18

A Brigada Militar realizou no final de semana passado mais uma etapa da Operação Sono Seguro. As ações – desenvolvidas por equipes da PATAMO – visam o combate ao tráfico de drogas, desarmamentos e o consumo de bebidas de álcool ao volante. Mesmo com todo o rigor, os abusos ocorrem. O Comandante da PATAMO e Sub-comandante do Esquadrão, Tenente Adriano Veras, admite que a ação tem da dado bons resultados.
“Podemos dizer que excelentes, uma vez que atuamos naqueles locais de maior incidência de crimes, baseado em estatísticas. E nesse período, já fizemos diversas apreensões de armas brancas e de fogo nas ruas de São Gabriel, além da apreensão de drogas como crack, maconha e cocaina”, explica o policial.
A Operação Sono Seguro também tem saldo positivo quando o assunto é prisão. “As abordagens, comuns durante o nosso trabalho, nos permitem identificar elementos que deveriam, teoricamente, estar impedidos de andar livremente. Com isso, acabamos localizando foragidos da Justiça e este esforço nos permiti transmitir uma maior sensação de segurança à população”, argumenta Adriano.
Em dezembro do ano passado, os policiais flagraram um elemento – conhecido por Cabeça, do Bairro Independência – com uma arma de fogo. Ele foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia. Ele estava próximo a Praça Carlos Pereira, na zona central de São Gabriel, local onde a Brigada Militar destaca como ponto de encontro de várias grupos e onde os policiais registram, diariamente, conflitos entre facções rivais. A ação marcou mais uma etapa da Operação Sono Seguro da Brigada Militar.
A operação revela ainda que as prisões são reincidentes e as apreensões, envolvendo os mesmo grupos de jovens e adolescentes, acontecem seguidamente, de um final de semana para o outro. “Os envolvidos são sempre os mesmos. Prendemos, apreendemos ou encaminhados para a Delegacia de Polícia… não adianta, na semana seguinte estão todos de novo em uma nova ocorrência”, argumentou o policial.
Mas a Brigada Militar trabalha sem levar em questão essa situação. “O nosso trabalho sempre vai ser feito. Vamos estar nas ruas e vamos continuar com as operações. Vamos prender, quando tiver que prender, porque sabemos que a sociedade conta com o nosso trabalho para se sentir segura”, avaliou.

CARNAVAL – Não vai ter Carnaval de Rua este ano, mas, o comando da Brigada Militar mantém equipes mobilizadas como se o evento fosse acontecer normalmente. A questão envolvendo policiamento não sofrerá alterações.
“Quanto ao carnaval, sabemos que nao haverá desfile, mas as pessoas irão para a praça, haverá fluxo de pessoas para os bailes e nós precisamos estar prontos para agir, se for necessário”, disse o policial.
“Nos estaremos a postos, preparados para dar a segurança como se houvesse desfile. Independente da situação, nos planejamos e estaremos na linha de frente coibindo toda e qualquer situação que fuja da normalidade”, complementou.
O comandante da PATAMO não vê o cancelamento do evento como um fato risco para a segurança pública.
“Não vejo o fato, de ter ou não ter desfile, como sendo melhor ou pior! É difícil fazer uma análise. A segurança depende de muitas coisas, não é só da polícia”, explica o policial.
Para ele, o Poder Executivo ampliaria, em muito, a segurança dos gabrielenses criando decretos proibindo a venda de bebidas em garrafas e estabelecendo horários de fechamento de clubes e bares. Fazendo isso, já estará auxiliando. Mas, independente disso, estaremos preparados. A população pode sair para as ruas, que estaremos zelando por elas e por seus patrimônios. Aquelas pessoas que não se portam bem e não sabem viver em sociedade, serão encaminhados aos respectivos órgãos e responderão pelos seus atos”.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK