OPERAÇÃO POLICIAL TERMINA COM A PRISÃO DE MAIS CINCO ENVOLVIDOS NA MORTE DO PM BENTO JÚNIOR.

presos-morte-bento

Uma operação policial – com o envolvimento de equipes da Polícia Civil e Brigada Militar – terminou com a prisão de quatro homens suspeitos de participarem das agressões que resultaram na morte do policial militar Bento Júnior Teixeira Borges. Os policiais cumpriram mandados de prisões em três regiões da cidade e ainda em uma localidade no interior de São Gabriel, na divisa com Rosário do Sul. Foram presos os elementos Robison Carvalho Pereira, de 26 anos; Giovane Castro Morback, 21; Anderson Martins Pedroso, 22; e Silvio Jobim D’Ávila, 36. Este último apresentava um ferimento no abdômen causado por faca. Segundo a polícia, o corte aconteceu durante a briga, quando o PM Bento conseguiu desarmar um agressor e, no tumulto, teria acertado Pedroso.
Dos presos, somente um reside no Bairro Élbio Vargas, onde investiga-se a formação do chamado Bonde do João de Barro. Robison foi preso no Bairro Esplanada, no local conhecido como Loteamento da Santa Casa; Giovani na Vila Santa Clara e Sílvio, no Bairro Gabrielense.

Anderson, único morador do Bairro Élbio Vargas, estava na casa de familiares na divisa com Rosário do Sul.

VEJA FOTOS DAS PRISÕES NO FACEBOOK NA PÁGINA DO BLOG A NOTÍCIA OU EM MARCIO VAQUEIRO

O delegado de polícia, José Soares Bastos, informou que as prisões são preventivas e foram decretadas pelo Poder Judiciário em razão de que, durante as investigações, a Polícia Civil identificou o envolvimento dos quatro elementos no crime como coautores.
As investigações continuam. Bastos disse que ainda serão realizadas diligências e pretende encerrar todas elas até a próxima terça-feira.
A Polícia Civil já havia detido, durante a semana, nove acusados de envolvimento (dois maiores de idade e sete adolescentes, entre eles, uma menina).

whatsapp-image-2016-12-27-at-00-44-09-1

Anderson Varrero foi preso em Canoas

RECEPTADOR É PRESO EM CANOAS
Equipes policiais prenderam, no começo da tarde de hoje, no Bairro Mathias Velho, em Canoas, o elemento Anderson Varreiro. Ele é acusado de ter receptado a arma do PM Bento Júnior e ainda escondido os facões dos envolvidos nas agressões que resultaram na morte do policial.
Varreiro havia sido flagrado por equipes da Brigada Militar, no meio de semana, saindo de São Gabriel. Ele chegou a ser abordado na rodoviária de Porto Alegre, mas acabou sendo liberado.

A operação policial realizada em São Gabriel iniciou as 7 horas  e reuniu mais de 30 policiais da Brigada Militar e Polícia Civil.