CASO ENVOLVENDO A MORTE DO POLICIAL: NOVE PESSOAS ESTÃO PRESAS.

menores-mataram-policial

A Polícia tem nove pessoas presas, mas cinco elementos foram detidos ainda na primeira hora da manhã. Três eram menores (foto), todos com passagens pela Delegacia de Policia e integrantes de Bonde

A investigação que apura as causas que levaram a morte de um policial militar no final da madrugada de domingo (25/12) ainda continua em fase de conclusão. A Polícia Civil de São Gabriel prendeu nove pessoas – sete adolescentes e os maiores de idade: Alan Costa Rieffel, de 20 anos, e Adriel Renato Correa, de 19 anos, conhecido pelo apelido de Leo. A dupla tem antecedentes criminais por posse de entorpecentes, lesão corporal e danos. Também foi apreendida uma menina, que aparece em vídeo agredindo e em outro gritando  desesperadamente quando nota que um dos integrantes do Bonde está ferido. Ela diz (se referindo ao policial caído no chão): “Eu vou terminar de matar ele…”
O soldado do Exército Brasileiro, Alisson de Quadros Fagundes, de 19 anos, está internado no Hospital de Santa Casa de Caridade em estado grave. Ele é integrante do grupo que agrediu o policial e foi baleado durante a briga.

O crime aconteceu por volta de 6h30min no estacionamento do Posto Batovi, no ponto de acesso a BR-290. O PM Bento Júnior Teixeira Borges, de 36 anos, tentou acabar com uma briga generalizada entre duas facções de um grupo intitulado Bonde do João de Barro e acabou sendo agredido com socos, ponta pés, facadas e pedradas. O policial foi socorrido, mas acabou morrendo no Hospital.
Bento teria feito disparos de armas de fogo para dispersar o grupo. Não deu certo. Ele se obrigou a atirar contra dois elementos que o atacaram. No tumulto, foram baleados Alisson (que está hospitalizado) e João Gabriel Ferraz da Silva, de 16 anos. O menor morreu no local.

Conforme a Polícia, o PM Bento estava acompanhado de mais dois policiais militares (todos a paisana).

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK