BALANÇO GERAL: AGORA QUEREM PUNIR O KANNEMANN…

agressao

A confusão após o apito final do empate em 1 a 1 entre Grêmio e Atlético-MG não passou em branco por Luiz Flávio de Oliveira. Em súmula divulgada na quinta-feira sobre a decisão da Copa do Brasil, o árbitro detalhou uma “luta corporal” no gramado entre o gremista Walter Kannemann e o atleticano Frickson Erazo. Os dois atletas também foram expulsos de campo.
Na quinta-feira, circularam nas redes sociais um vídeo no qual o zagueiro equatoriano supostamente aplica sobre o gremista um “mata-leão”, golpe de estrangulamento usado corriqueiramente nas artes marciais. Erazo teria parado apenas com a intervenção de seus companheiros de Atlético-MG.
Na súmula, Luiz Flávio de Oliveira afirmou expulsou os dois jogadores por “conduta violenta”, pela “luta corporal no solo com o adversário”. Segundo o CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), caso os dois zagueiros sejam denunciados por agressão física, há risco de ambos pegarem de quatro a 12 jogos de suspensão.
Sinceramente, um absurdo se essa punição for confirmada para o zagueiro do Grêmio. As imagens são bem claras. O zagueiro Erazo, ex-jogador do Grêmio, é o único a agredir. No final, Kannemann também tenta soqueá-lo, mas convenhamos, ele estava sendo estrangulado. É sacanagem. Esse Erazo complicava a fica da zaga gaúcha com os seus erros constantes e, mesmo longe, continua causando estragos a zaga. O “vontade” de atrapalhar!

Anúncios

  • OUÇA A RÁDIO CULTURA