POLÍCIA IDENTIFICA AGRESSOR RESPONSÁVEL PELA MORTE DE CATADOR.

julianinhaA Polícia Civil de São Gabriel identificou o responsável pelas agressões que causaram a morte de um homem de 38 anos. Um jovem – Júlio Cesar Antunes de Souza, de 23 anos, conhecido pelo codinome de Julianinha – confessou o crime após uma semana de investigações e vários indícios que apontavam o seu envolvimento.
A vítima, Valdir Lopes dos Santos, conhecido por Alemão, morreu na manhã de 27 de novembro, um dia após ser socorrido pelo SAMU. Ele foi encontrado desacordado e com vários ferimentos de faca e uma lesão grave na cabeça. Conforme o laudo médico, Alemão morreu de traumatismo craniano encefálico, no Hospital de Santa Casa de Caridade, após ter passado por um procedimento cirúrgico. Santos era catador e vivia na rua.
De acordo com os policiais, Julianinha alegou – em depoimento – que teria entrado em luta corporal com a vítima para ajudar a mãe “dela”, uma mulher conhecida por Maria Geni e que estava junto com Alemão naquela madrugada.
Julianinha disse que foi atingida por um chute na cabeça e que teria pego uma faca, que caiu durante a briga, e acertado um golpe no braço da vítima. Na seqüência acertou vários outros golpes na cabeça de Alemão.
Junto com Juliana estavam mais dois rapazes. Um conhecido por Natália e outro por Hevelin. Eles viram tudo, mas não se envolveram.
Juliana disse que levou a sua mãe para a casa em uma tele-moto e depois ainda retornou para o Star Club, clube que fica localizado na Praça Carlos Pereira. Quando retornou, Alemão já havia sido socorrido, mas estava vivo. A “agressora” informou que escondeu a arma do crime em uma terreira no Bairro Mato Grosso.
As investigações apontaram que Alemão era ex-companheiro da mãe do agressor e que, na noite do crime, o casal teria discutido por causa de bebida. A mulher e o homem estavam na parte de trás do prédio da antiga estação ferroviária, na Praça Carlos Pereira, quando Alemão teria tentado agredi-la.
CRIMES
Foi a terceira morte registrada em São Gabriel nos últimos dias. Uma semana antes, um homem de 41 anos havia sido assassinado em casa, no Bairro Pascotin. A Polícia Civil prendeu, preventivamente, um elemento de 39 anos, identificado como sendo Paulo Rogério Carvalho Porto. Ele confessou ter matado a vítima (Carlos Novaider Madri Camargo) a facadas.
Alguns dias antes, a Polícia havia prendido um foragido do Presídio Estadual de São Gabriel acusado de matar o agricultor Querlem Fuganti, de 48 anos. A vítima foi assassinada com dois tiros no peito. O crime aconteceu na BR-290, em Santa Margarida do Sul.

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK