OPERAÇÃO “CONSUMO SEGURO” APREENDE CERCA DE UMA TONELADA DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO EM SÃO GABRIEL.

20161125_114704

20161125_114901A Operação Consumo Seguro, para coibir a venda de produtos impróprios para o consumo e evitar a receptação de carne sem procedência oriunda de abigeato, ocorreu nesta semana em todo o estado. A ação desencadeada pelo Departamento de Polícias do Interior (DPI), resultou na apreensão de mais de 12 toneladas de carne imprópria para consumo e outros produtos sem procedência, como ovos, laticínios, embutidos e remédios. Também foram apreendidos revólveres, grande quantidade de munição e material utilizado em carneadas.
Aqui em São Gabriel, a operação foi desencadeada na manhã desta sexta-feira (25/11) com a participação de equipes das Polícias Civil e Militar e de agentes da Vigilância Sanitária. Durante a ação, os policiais fiscalizaram cinco estabelecimentos comerciais.
No interior, envolvendo os municípios de Jaguarão, Marau, Panambi, Candelária, Santa Cruz do Sul, Passo Fundo, Bagé, Tramandaí, Osório, Capão da Canoa, Vacaria, Montenegro, Santo Augusto, Alegrete, Caçapava do Sul, Rosário do Sul, Três Passos, Gramado, Canela, Lagoa Vermelha, Lajeado, Estrela e São Jerônimo foram cerca de 125 estabelecimentos.
De acordo com o delegado José Soares Bastos, titular da DP de São Gabriel, a operação resultou na apreensão de cerca de uma tonelada de alimentos impróprios. Mais da metade dos produtos apreendidos é composta por carnes impróprias para o consumo humano ou sem procedência. “Em um estabelecimento apreendemos cerca de 200 quilos de carne que estava sendo vendida, mas que não oferecia condições para o consumo”, comentou.
Nos 24 municípios foram interditados três estabelecimentos e expedidas, pela Vigilância Sanitária, notificações para regularização. Três pessoas foram presas, uma foi detida e outras cinco foram conduzidas às delegacias para esclarecimentos.
O delegado Bastos explica que o foco, nesta primeira etapa, foram cinco estabelecimentos comerciais que vinham sendo monitores e que já apresentavam indícios de irregularidades. Segundo ele, a mobilização continua e outros pontos de comércio serão “visitados”. Ele ainda informou que, preliminarmente, outros mercados, açougues e mercearias já havia sido analisadas.
O diretor do Departamento de Polícias do Interior, delegado Fernando Antônio Sodré, disse que este tipo de Operação é muito importante, pois mobiliza todo o interior, retirando grande quantidade de produtos impróprios para o consumo. “Ações desse tipo continuarão ocorrendo no interior do estado”, completa o delegado.

Alimentos eram vendidos com prazo de validade vencido

Alimentos eram vendidos com prazo de validade vencido

O chefe de Polícia, delegado Emerson Wendt, destaca que essa operação, além de trazer benefícios para o consumidor e comerciantes que atendem as exigências legais, também busca inibir cada vez mais a prática do abigeato e o abate e venda clandestina desses produtos.
A Operação Consumo Seguro contou com cerca de 260 policiais civis de delegacias de Polícia do interior, 86 viaturas, além de policiais militares, Polícia Rodovíária, Bombeiros, servidores da Vigilância Sanitária, Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Fiscalização Agropecuária do Estado e da Inspetoria Veterinária. Em São Gabriel, a ação mobilizou cerca de 30 profissionais e 11 viaturas.

Anúncios

  • OUÇA A RÁDIO CULTURA