MORRE UM DOS DEFENSORES DA HISTÓRIA DE SEPÉ TIARAJÚ: ANTÔNIO CECHIN.

2013.01.10 - Porto Alegre/RS/Brasil - Entrevista exclusiva com Irmao Cecchin. Foto: Ramiro Furquim/Sul21.com.br

2013.01.10 – Porto Alegre – Entrevista do Irmão Cecchin ao Sul21. Foto: Ramiro Furquim/Sul21.com.br

O fundador da CPT-RS (Comissão Pastoral da Terra do Rio Grande do Sul), Antônio Cechin, morreu aos 89 anos nesta quarta-feira (16/11). Nascido em Santa Maria, no dia no dia 17 de junho de 1927, ele foi Irmão Marista, militante dos movimentos sociais. Também foi fundador da Pastoral da Ecologia, da ONG Caminho das Águas, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), criador da Romaria da Terra e da Romaria das Águas, idealizador da missa em honra a Sepé Tiaraju. Ele estava internado no Hospital São Lucas da PUCRS, onde se recuperava de uma fratura na
bacia.
O velório de Antônio Cechin foi realizado nesta quarta (16/11), às 13h, na Capela dos Maristas em Viamão, próximo ao Posto da Polícia Rodoviária Federal na RS 040.
Apaixonado pelos pobres e dedicado integralmente a fazer o bem por meio do empoderamento dos cidadãos, sem assistencialismo, Antônio Cechin falou – em entrevista que deu ao site Sul21 – das atividades que influenciaram uma geração de militantes no Rio Grande do Sul e no Brasil. A entrevista, divulgada em 2013, foi no apartamento onde ele vivia com a irmã Matilde, uma fiel companheira de lutas, na mesma sala de onde, em duas oportunidades, foi retirado por agentes da ditadura militar e levado para a tortura no DOPS. “Ainda bem que esta entrevista não está
acontecendo naquela época, em que nada poderia ser dito”, disse no começo da conversa.
Reticente em conceder a entrevista a princípio, Irmão Cechin acabou concordando em seguida, dizendo estar falando “em nome do bem dos catadores”. Conhecido nacionalmente como uma espécie de profeta da ecologia, devido ao pioneirismo com as unidades de reciclagem no país, ele falou que “geralmente os que defendem os pobres não são ouvidos” pela grande imprensa.
Desde a água da torneira fornecida à reportagem, até as vezes em que parou a conversar para atendimentos de catadores envolvidos no projeto Ecoprofetas, que administrava com apoio da Petrobras, Irmão Cechin se mostrou um homem humilde e devoto, além de profundamente dedicado aos movimentos populares.
Um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), criador da Romaria da Terra e da Romaria das Águas e idealizador da missa em honra a Sepé Tiaraju, ele contou, na época, sobre a incompreensão de sua própria congregação quanto a sua filosofia religiosa. “Nós temos na Igreja a última monarquia do mundo. O Papa como o único Deus da verdade absoluta, que não divide o poder. Esta igreja não é a que existe na América Latina”, disse.
Antônio Cechin estava internado no Hospital São Lucas da PUC, em virtude de uma fratura na bacia. Em São Gabriel, o irmão marista esteve a frente de eventos como a Caminhada de Sepé e atos junto a Cruz Missioneira. Em 2013, recebeu a Medalha Plácido de Castro.

Anúncios