UNIPAMPA DIVULGA NOTA REVELANDO QUE JÁ HAVIA CRIADO COMISSÃO, NO COMEÇO ANO, PARA APURAR IRREGULARIDADES.

A Polícia Federal realizou quatro mandados no Campus da Unipampa de São Gabriel na última quinta-feira (27/10). Os policiais investigam denúncias de fraudes nos restaurantes universitários. Em nota, a direção da Unipampa disse que, através de auditorias, foram detectadas irregularidades no início do ano e que a instituição criou uma comissão para apurar os fatos. Ainda segundo a direção, a gestão da Unipampa, que assumiu no início deste ano, está tomando providências para combater as prováveis irregularidades. Uma das medidas é a colocação de catracas com identificação biométrica para os usuários dos Restaurantes Universitários. Os equipamentos já estão sendo adquiridos.  A polícia estima que o prejuízo possa chegar a R$ 3 milhões. Mais de 100 policiais participaram da Operação Bandejão, que cumpriu 22 mandados de busca e apreensão, e três de condução coercitiva nas cidades de São Borja, Alegrete, Bagé, Dom Pedrito, Uruguaiana, jaguarão e São Gabriel e também no município de Araraquara, em São Paulo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Bagé, 27 de outubro de 2016.

Devido a Operação Bandejão deflagrada nesta quinta-feira, 27, pela Polícia Federal, a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) vem a público informar que, por meio de auditorias internas da Instituição realizadas desde o início de 2016, detectaram-se possíveis irregularidades nos Restaurantes Universitários e foi instituída uma comissão para apurar os fatos. A partir do resultado da averiguação, a Procuradoria Federal, que atua junto à Unipampa, remeteu o caso à Polícia Federal para investigação.
A operação realizada pela Polícia Federal tem o total apoio da Unipampa, que é a maior interessada em identificar os envolvidos. Segundo a Procuradoria Federal, a estimativa é que os valores fraudados sejam superiores aos R$ 3 milhões já divulgados.
Diante das suspeitas, a gestão da Unipampa, que assumiu no início deste ano, está tomando providências para combater as prováveis irregularidades. Uma das medidas é a colocação de catracas com identificação biométrica para os usuários dos Restaurantes Universitários. Os equipamentos já estão sendo adquiridos.

Anúncios