A DISPUTA PELO VOTO DO GABRIELENSE COMEÇA NESTA TERÇA-FEIRA.

PREFEITURA

Entre tantas datas do calendário eleitoral, uma há muito era aguardada pelos candidatos a vereador e a prefeito. A disputa pelo voto nas ruas de São Gabriel estará oficialmente liberada a partir de hoje, quando começa a campanha eleitoral. Na prática, os políticos poderão percorrer as ruas de bairros, vilas e distritos em busca do voto de cada um dos 47.085 eleitores.
São Gabriel terá três nomes na disputa pelo comando da prefeitura. Conforme a ordem de realização das convenções, a candidatura de Roque Montagner, atual prefeito do Município, e de Malu Bragança, ex-secretária de Turismo do atual Governo, foi a primeira a ser confirmada e também registrada no Cartório Eleitoral. Isso aconteceu no dia 8 de agosto. Na quarta-feira passada, o empresário rural, Inocêncio Gonçalves, teve o seu nome também registrado. Junto com ele, depois de aprovado em convenção conjunta de PP e PSB, também foi registrado o nome do ex-prefeito Balbo Teixeira para o cargo de vice-prefeito.
Na última sexta-feira (12/08), foi a vez do ex-prefeito Rossano Gonçalves fazer o registro no Cartório Eleitoral. A candidata a vice, vereadora Karen Lannes, que já foi secretária de Turismo no Governo de Gonçalves, também teve o seu nome registrado.
Mas, mesmo antes de liberada as campanhas, os prefeituráveis andaram visitando algumas comunidades no interior do Município e entidades na sede do Município. Em algumas oportunidades, eles foram flagrados caminhando pelo comércio ou visitando lideranças empresariais e comunitárias.
Isso vai ser comum daqui para frente. A diferença, é que agora eles poderão distribuir os famosos “santinhos”, adesivos e panfletos. Além de abordar os eleitor e pedir o seu voto.
Um dos pontos positivos para esse Pleito, é que a Justiça Eleitoral estabeleceu os valores que serão considerados teto de gastos para candidatos que disputarão as eleições municipais em outubro. Na prática, as despesas dos candidatos a prefeito e vereador não poderão ser maiores do que as estipuladas pelo Tibunal Superior Eleitoral (TSE). Em São Gabriel, o limite máximo de gastos para o cargo de prefeito é R$ 286.981,66 e para o cargo de vereador R$ 19.423,66.
O candidato a prefeito poderá contratar até 317 pessoas (os chamados cabos eleitorais) e o postulante a uma cadeira no Legislativo Municipal, no máximo, 159.

CONFIRA
O QUE PODE?
Alto-falantes nas sedes ou veículos, das 8h às 22h
Comícios
Propagannda na internet e nas redes sociais, desde que não seja paga
Panfletos, bandeiraços, caminhadas e carreatas
Adesivos e botons
Uso de placas em casas e apartamentos desde que não ultrapasse 0,5m2

NAS REDES SOCIAIS
A partir de hoje, será possível fazer propaganda eleitoral na internet em sites do candidato, do partido ou da coligação e por meio de mensagem eletrônica (desde que permita o descadastramento pelo destinatário em um prazo máximo de 48h) para endereços cadastrados gratuitamente pelo candidato, pelo partido ou pela coligação.
Tambémm serão permitos blogs, redes sociais, sites de mensagens instantâneas e assemalhados, cujo o conteúdo seja gerado ou editado por candidatos, partidos, coligações ou de iniciativa de qualquer pessoa

O QUE NÃO PODE?
Pintura em muros
Cavaletes
Showmícios
Posts pagos em redes sociais, distribbuição de brindes e oferta de refeições como churrascos ou galetos
Financiamento privado

NAS REDES SOCIAIS
É proibida a propaganda eleitoral paga na internet
Não é admitida a propganada eleitoral pela internet, ainda que gratuita, em sites de pessoas jurídicas, com ou sem fins luccrativos, e em sites oficiais ou hospedados por órgãos ou por entidades da administração pública direta ou indireta da União, dos Estados e dos Municípios
Também é proibida a venda de cadastro de endereços eletrônicos e a realização de propaganda via telemarketing

Anúncios

  • Veja A Notícia OnLine no FACEBOOK