EVENTO EM VISTA ALEGRE BUSCA RESGATAR A CULTURA DOS CARRETEIROS.

carreteiros 1

“Nas cercanias da cidade de São Gabriel, em plena campanha gaúcha, há um pouso de carreteiros, dois modestos galpões de madeira e, atrás, um pasto para os bois. Na já fria e completamente estrelada noite de maio, um grupo deles, Adão, Atos, Sérgio, Polaco, mateia em torno de um fogo de chão onde borbulha, literal, um arroz de carreteiro. Eles chegaram de tardinha dos distritos de Vista Alegre, Caiboaté, Lagões, onde sobrevive o último núcleo de carreteiros do Brasil, talvez do mundo”.
O texto de Carlos Moraes, publicado na Revista Ícaro, em julho de 1997, revelou uma tradição que estava por se acabar. De lá para cá, muitas coisas mudaram e os carreteiros que se via pelas ruas de São Gabriel foram sumindo aos poucos, até que, não foram mais avistados.

Casal de carreteiros mais idoso presente ao evento, Sr. Edemar (90 anos) e Sra. Ida ( 84 anos), 68 anos de casamento

Casal de carreteiros mais idoso presente ao evento, Sr. Edemar (90 anos) e Sra. Ida ( 84 anos), 68 anos de casamento

Dois projetos, iniciados no ano passado, buscam resgatar a cultura e salvar um pouco da história dos carreteiros gabrielenses.
Inserido no curso “Educação do Campo, refazendo os caminhos na região do Pampa”, desenvolvido pela Unipampa – campus de São Borja em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto Carreteada Pedagógica, da Escola Jerônimo Machado, vem trabalhando no resgate da história dos carreteiros de Vista Alegre. O trabalho tem como público alvo a população do interior, mas, principalmente, os alunos.
O PTG Herança dos Carreteiros, com sede no Lava-Pé, não leva este nome a toa. O grupo de tradicionalistas participa dos eventos farroupilhas defendendo no 20 de Setembro a cultura de Vista Alegre.
Nesta mesma linha, o carreteiro passou a ter um dia oficial. Instituído oficialmente no calendário festivo do Município em 2013, o Dia 22 de Junho passou a ser o Dia do Carreteiro. A proposição do vereador Valdomiro Lima (Chiquinho), do PSDB, foi aprovada pelo Legislativo e sancionada pelo prefeito.
Este ano, uma programação – de dois dias – atraiu centenas de pessoas até o acampamento crioulo montado na propriedade do carreteiro Nero Carvalho da Silva, na localidade de Vista Alegre.

Patronagem do PTG Herança dos Carreteiros acompanhando a carreteada

Patronagem do PTG Herança dos Carreteiros acompanhando a carreteada

A festa começou com Desfile dos Carreteiros e do PTG Herança dos Carreteiros em frente a Escola Jerônimo Machado. Também foram realizadas apresentações artísticas de alunos, execução de músicas, poesias e um baile de campanha com gaita, violão e pandeiro.
Alguns dos idealizadores destacaram que, apesar do mau tempo, o evento superou todas as expectativas. “Nossa querida Vista Alegre é o chão sagrado dos carreteiros. É aqui que o guri se criou brincando com boizinho de gado de sabugo e, depois acompanhou seu pai indo para a cidade vender seus produtos e fazendo parte do desenvolvimento de São Gabriel”, disse Vasco Moreira, do PTG Herança dos Carreteiros.
Entre as atrações, os organizadores entregaram certificados aos colaboradores, foi homenageado o casal de carreteiros mais idoso presente no evento e premiada a carreta mais típica e a melhor comida típica. Vasco Moreira disse que a proposta da organização é fazer com que o evento passe a ser realizado anualmente.

Anúncios