UNIPAMPA CELEBRA TERMO DE COOPERAÇÃO COM LIDERANÇAS INDÍGENAS.

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários em visita à Reserva Indígena Guarita, localizada no Parque Estadual do Turvo, celebrou o termo de Cooperação entre Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e lideranças indígenas. O termo de cooperação assinado diz respeito às ações de inserção, permanência e conclusão de curso na UNIPAMPA dos indígenas selecionados em processo seletivo especial realizado em 2011.
Os servidores Gilvane Belém Correia , Geison Jardim e a pró-reitora de Assuntos Estudantis e Comunitários, Simone Barros de Oliveira, realizaram encontro com os candidatos aprovados para ingresso na Instituição através de processo seletivo especial pelo Edital nº 144 de 20 de outubro de 2011, específico para indígenas aldeados.  Os indígenas aprovados farão os Cursos de Serviço Social (São Borja), Agronomia (Itaqui), Nutrição (Itaqui) Enfermagem (Uruguaiana) e Engenharia de Software (Alegrete). O encontro com os estudantes contou com a participação da Fundação Nacional do Índio/FUNAI, lideranças Indígenas e familiares dos candidatos classificados.
O Termo de Cooperação objetiva estabelecer responsabilidades para as partes envolvidas, visando otimizar o aproveitamento dos recursos investidos tanto pela UNIPAMPA no Programa de Permanência dos estudantes indígenas, como pelas comunidades indígenas ao enviar seus jovens para vivenciar a experiência acadêmica.
Conforme explica a pró-reitora, o termo prevê três aspectos importantes para inserção, permanência e conclusão dos cursos já citados:
Acompanhamento Pedagógico, que visa diminuir as dificuldades que podem surgir das diferenças culturais. Um bolsista monitor estará a disposição para cada estudante indígena visando apoio e acompanhamento das disciplinas do curso. Um docente tutor/orientador será responsável por realizar o acompanhamento tanto do estudante indígena como do bolsista monitor que acompanhará esse mesmo estudante, com o objetivo de promover a integração do ingressante ao ambiente acadêmico e ajudá-lo a superar dificuldades que, por ventura, apresente nas atividades acadêmicas.
Auxílios para Permanência, que são oferecidos a todos os estudantes matriculados na Universidade que comprovem vulnerabilidade socioeconômica, também serão estendidos aos estudantes indígenas que atendem aos critérios do edital nº 144/2011 (aldeados) e que apresentem as mesmas condições, buscando a permanência desses estudantes no município-sede de seu campus.
Atenção especial à interculturalidade como fator importante para a permanência através do Programa de Desenvolvimento Acadêmico Indígena – PDAI. Seu objetivo é promover, verdadeiramente, a emancipação dos povos indígenas por meio da valorização de sua cultura e de seus saberes.
A pró-reitora destaca ainda o empenho da UNIPAMPA para a celebração do Termo de Cooperação, com o trabalho e colaboração intensos da procuradora da Universidade, Zeneida Machado Silveira, e do pró-reitor de Administração, Everton Bonow.

Anúncios

  • OUÇA A RÁDIO CULTURA