CURSO DE SOLDADOR ABRE PORTAS PARA A PROFISSIONALIZAÇÃO.

O Centro de Treinamento Agropec, em Alegrete, oferece cursos em vários segmentos ligados à agropecuária e segurança do trabalho. Mas uma novidade na região está trazendo oportunidades para qualificação em uma área bem específica: a solda.
Em qualquer atividade, setor metal-mecânico, construção civil, manutenção predial, a função do soldador é importante. Numa propriedade rural não é diferente. São inúmeros trabalhos que, se deixados para trás, trazem prejuízo e baixo rendimento. Em geral, o empresário rural deixa passar esses pequenos problemas que, acumulados, podem acarretar graves consequências. “Em algumas ações, como uso de guindastes ou bigbags, artefatos pesados ficam presos apenas por um cordão de solda. Por isso, uma boa solda garante segurança e produtividade, uma vez que as paradas por problemas são menores”, explica o instrutor do curso, Cleber Roberto Krauspenhar.
A primeira edição do curso formou 15 novos profissionais no último dia 02, quase todos com vaga garantida no mercado de trabalho. Além da busca individual, algumas empresas estão levando colaboradores para aprimoramento, como a Caal, que viabilizou o curso para quatro funcionários. A segunda edição está prevista para julho.
O diferencial do Centro de Treinamento Agropec é a possibilidade de aprendizado em dupla para cada equipamento de solda. “Desta forma o aproveitamento é maior. Existem cursos no mercado com duas ou três máquinas para 20 alunos. Aqui na Agropec, o aluno vai operar muito mais, aprendendo e fixando melhor os conhecimentos”, destaca Krauspenhar.
Além da solda convencional, com o uso de eletrodos, o curso aborda também a chamada solda Mig/Mag que usa gases específicos para um trabalho mais rápido e com melhor acabamento.
Um dos principais atrativos para os participantes do curso, além de mais vagas de trabalho, foi o salário de soldador. Hoje, no Rio Grande do Sul, o pagamento ao profissional certificado varia entre R$ 800 e R$ 2.500, dependendo da capacidade e talento.

PROBLEMA MUNDIAL > No mundo inteiro, as indústrias deixam de preencher 10 milhões de postos de trabalho por falta de pessoas capacitadas. No Brasil, a função de soldador é uma das que precisa de mais trabalhadores habilitados. Em algumas regiões do Rio Grande do Sul não existem centros para treinamento e formação de soldadores profissionais. A Agropec, que já tem 14 anos de tradição na prestação de serviços em secagem e armazenagem, começa a suprir a necessidade de capacitação de pessoas, levando a oportunidade de formação para trabalhadores de toda a fronteira oeste.
O curso de soldador tem duração de 40 horas e é realizado durante dois finais de semana. Um para aprendizado teórico (20 horas) e outro para a prática (20 horas). Os participantes saem do curso aptos a trabalhar como soldadores e recebem certificado de conclusão.

Fonte: Jornalista Thais D’Ávila (TEXTO VIRTUAL Produção de Conteúdo)

About these ads

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.601 outros seguidores